Blogue luso-brasileiro
Terça-feira, 22 de Setembro de 2009
CABE À MULHER CRIAR UM MUNDO MELHOR

 

 

Conta D. Francisco Manuel de Melo, in “ Carta de Guia”, que certo nobre estando a acusar sua mulher “ de mal acostumada, diante de seu príncipe, foi dele perguntado, de que anos entrara em seu poder; como lhe disse o marido que de doze, respondeu aquele rei: Pois vós sois o que mereceis ser castigado, que tão mal a criastes.”

A resposta foi acertada, porque ao nascer, todos somos iguais, é a educação que nos plasma e encaminha.

A frondosa árvore, quando jovem, facilmente é moldada pelos dedos de criança. Sem esforço a retorce e guia-lhe o tronco e os ramos, mas tornando-se adulta, nem homem musculoso consegue dobrar.

Assim acontece também com as crianças: se as mães as educam a respeitar os mais idosos, a serem obedientes e cumpridoras, se inculcam os valores que acreditam, os meninos crescem moldando a índole pelos princípios maternos.

Se as mães – digo mães porque são, em regra, elas que criam os filhos, – souberem orientá-los pelas veredas do bem, incutindo-lhes elementares regras de civilidade, ensinando-os a serem honestos e respeitadores, o mundo seria bem melhor.

A mãe do escritor Julien Green preocupava-se com a sua formação espiritual e levou-o, de menininho, a decorar o Salmo 1 e 22 e a recitá-los diariamente, bem como “ A Caridade” de S. Paulo. Também a Rainha Sílvia, da Suécia, elaborou pequeno devocionário para que os filhos rezassem, porque, a seu parecer, não podiam ser homens dignos e capazes de dirigir o destino do país, sem possuírem sólida formação religiosa.

Daqui se conclui que, quando a mulher se lamenta do desrespeito e desonestidade masculina, devia antes censurar as mães que não souberam ou não quiseram educar os filhos.

Como disse Plínio Salgado, in “ A Mulher no Século XX”: Se a mulher é sob certos aspectos, um produto do homem, também o homem é, geralmente o que sua mãe quis que ele fosse e muitas vezes o que sua esposa quer que ele seja.”

 

HUMBERTO PINHO DA SILVA   -  Porto, Portugal

 



publicado por solpaz às 11:53
link do post | comentar | favorito
|

O SEXO NÃO É BOM NEM MAU

 

 

Passei três dias em Vila minhota, onde havia romaria rija em honra da padroeira, e potentes alto-falantes vomitavam música de inspiração popular. As letras das cançonetas, quase todas impregnadas de erotismo, a rondar pornografia, fariam enrubescer de pejo a santa, se as pudesse escutar.

A sociedade está imbuída de sexo, desde a televisão à imprensa, e nem as revistas, ditas femininas, escaparam à desenfreada escalada: raras são as que não apresentam textos perversos, ilustrados de impudicas cenas, que empalideceriam de vergonha as nossas avós, para não dizer mães.

Certa ocasião o celebre cineasta português António Lopes Ribeiro, asseverou-me que o cinema não era mais que o espelho da sociedade. Durante anos acreditei; mas, com o rodar do tempo, conclui o inverso: a sociedade tornou-se o espelho da mass-media.

Adolescente, contristado, desabafava no diário carioca “O Globo”: Com a TV que temos, as revistas que existem e o mau exemplo de figuras públicas, é difícil para o jovem ser casto!

Em meados do século XX, jornal descuidado dos Estados Unidos, iniciou a publicação de anúncios indignos. Levantou-se onda de indignação, que levou o director a ponderar e a excluir das páginas do seu periódico tal publicidade, e contudo estavam a léguas de distância dos que aparecem na secção Relax de certa imprensa.

Curiosamente não se escuta, agora, voz de reprovação. As mães levam esses jornais para o lar, e “ingenuamente” permitem que as filhas de tenra idade, os leiam e comentem com frases brejeiras! …

Lamentam-se, depois, essas senhoras, que os jovens sigam comportamentos despudorados e libertinos.

A solução para os desmandos é, no entender de certas mães, o uso do preservativo; útil para prevenir doenças e não atiçar a promiscuidade na escola.

Em si o sexo não é bom nem mau; o mal está no uso que se faz dele. Ao erotizar a sociedade, degradam a imagem da mulher, acicatam relações precoces e ressurgimento de meninas-mães.

Dizia-me amigo, entrado em anos: Se não arrepiarmos o descaminho, o sexo aniquilará a família e com ela a civilização ocidental.

Receio que tenha razão.

 

HUMBERTO PINHO DA SILVA   -  Porto, Portugal

 



publicado por solpaz às 11:50
link do post | comentar | favorito
|

CREIO EM DEUS !

 

 

 

 

Estava num modesto restaurante, no Sumaré, em amena conversa com amigos, mais precisamente na Avenida Prof. Afonso Bovero, em São Paulo, quando me contaram a seguinte historieta, bem elucidativa que Deus serve-se do homem para auxiliar o homem:

Viajava, em tarde invernosa, de automóvel, crente convicto, quando foi surpreendido por desabrido temporal. Como estivesse em plena estrada, junto a riacho, este transbordou inundando a via.

Perpassou por ele um camionista, homem experiente, e verificando perigo iminente, aconselhou-o a abandonar a viatura, afastando-se do local, já que as águas ameaçavam subir rapidamente. Ofereceu-lhe ajuda, mas este recusou, declarando que tinha muita fé e que Deus não deixaria de cumprir o que prometera no Evangelho.

Decorrido minutos e como o temporal não abrandasse, chegaram os bombeiros; mas o homem, mantendo-se sereno, não deu passo para colaborar, afirmando, que tinha muita fé e confiava em Deus, acrescentando que Este nunca falha aos que recorrem em Seu auxilio.

Finalmente apareceu um helicóptero, mas como não cooperasse, veio a parecer afogado, levado pela forte corrente do regato.

Diante do Tribunal Divino, interrogou, admirado, a razão de Deus não ter vindo em seu auxílio, já que deprecara intensamente.

Respondeu-lhe Jesus, sisudamente:

 

- Mandei auxílio três vezes e três vezes rejeitaste. O que querias?! Porventura pensavas que fosse à Terra salvar-te!? Não sabes que cabe aos homens acudirem e auxiliarem-se mutuamente!?

 

HUMBERTO PINHO DA SILVA  -  Porto, Portugal

 



publicado por solpaz às 11:45
link do post | comentar | favorito
|

Europa
mais sobre mim
Brasil
arquivos

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
Foz Coa
links