Blogue luso-brasileiro
Domingo, 20 de Dezembro de 2015
PAULO R. LABEGALINI - É DANDO QUE SE RECEBE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Alguns amigos convidaram Nadin para um piquenique. O bom humor imperava e o almoço sobre a relva era dos mais perfeitos, mas a animação do grupo foi interrompida por um incidente que fez todos correrem em direção ao rio. Um desconhecido tinha escorregado e estava dentro d’água – muito lodosa naquele local.

– Dê-me sua mão! Dê-me sua mão! – gritava Nadin.

Não houve reação do homem aflito, que não sabia nadar e continuava a engolir água. Estava a dois dedos de afogar-se quando o Sr. Abdala apareceu, reconheceu o sujeito no rio e disse:

– Afastem-se todos e deixem comigo!

Estendeu a mão direita para o homem que se debatia e falou:

– Pegue a minha mão! Pegue a minha mão!

Num rápido impulso, o desconhecido agarrou-se à mão de Abdala, que o tirou do rio. Em seguida, os curiosos perguntaram:

– Explique-nos, Sr. Abdala, por que ele não nos deu a mão, mas agarrou à sua imediatamente?

– É muito simples – respondeu. – Eu o conheço há muito tempo e sei que é um sujeito de avareza sórdida. Vocês nunca ouviram falar que os avarentos costumam tomar e nunca dar? Foi por isso que não lhe pedi que me desse a mão, como fez Nadin, mas que pegasse a minha.

Pois é, quanta gente só pensa em ter e não se importa com o ser, não é mesmo? Esta é a maior dificuldade do nosso trabalho aos pobres: poucas pessoas querendo repartir e, por consequência, não aceitando participar do Plano Divino de Salvação.

Nas Celebrações da Eucaristia, Jesus nos diz: “Eu vos dou a paz!”; e mais: dá-nos o Espírito Santo para santificar a nossa vida e de toda a Igreja. O Espírito de Deus tem a missão de nos iluminar para andarmos nas estradas de Jesus. Portando, tudo o que Cristo ensinou é inspirado pelo Espírito.

E quem não tem fé não entende como é possível Aquele que mais sofreu ser o mesmo que mais nos socorre e sempre nos perdoa. Meus olhos se extasiam diante dessa verdade, mas, infelizmente, muita gente é como São Tomé e insiste em não acreditar que é dando que se recebe. Isso tanto é verdade que Jesus continua sendo quem mais recebe amor e gratidão no mundo inteiro!

Quanto às ingratidões, que também são muitas, com certeza serão motivos de arrependimentos. Algumas pessoas terão saudades dos pobres pedindo um pedaço de pão à sua porta. Deus nos deu a vida e nos dá seu amor; deu-nos liberdade e nos dá sua Palavra; Ele nos deu a natureza farta e nos dá seu perdão; dotou-nos de inteligência e se oferece a nós com seu Corpo e Sangue! E o que fazemos com tudo isso? O que você oferece a Ele? Se é dando que se recebe, nossa resposta à tamanha misericórdia Divina deveria ser sempre: oração, justiça, serviço gratuito e caridade.

Jesus já venceu a morte e não precisa do nosso sangue derramado para agradá-lo, mas, através de simples gestos de amor, Ele permitirá entrarmos no Paraíso. Eu que, graças a Deus, tenho saúde, paz de espírito e fé no coração, valorizo cada suspiro do meu dia. Sirvo a Igreja Católica com alegria, tendo à frente a Virgem Maria, que Cristo nos deixou como Mãe. É a minha protetora de todas as horas e a amo imensamente!

Eu costumo dizer que havia quatro cruzes no Calvário: a primeira, de Cristo, até hoje representa a nossa salvação; a segunda, à direita de Jesus, estava o ‘bom ladrão’ Dimas, suplicando a misericórdia de Deus em remissão dos seus pecados; a terceira cruz suportou até o fim o peso do pecado, porque o ladrão que lá estava não usou da virtude do arrependimento para se salvar; e a quarta cruz foi ‘ocupada’ por Maria Santíssima, que suportou com firmeza o cruel e injusto sofrimento do seu Filho Santo.

Ela presenciou de pé a maior maldade humana da história sobre uma só Criatura. Deus a escolheu para estar naquela cruz porque sabia que nela podia confiar. E foi também confiando em Deus que Maria se tornou, com o seu exemplo, modelo de fé, de pureza, de amor e de fidelidade cristã. Com ela aprendemos que não existe sofrimento capaz de nos desviar das estradas de Jesus. À nossa frente, ela pisa na cabeça da serpente infernal e nos conduz, como filhos queridos, à cruz da salvação.

Neste Natal, peça a Nossa Senhora para livrar você da cruz da condenação e sempre curar as tristezas do seu coração. A cada dia, sempre que a sua cruz de pecador se tornar mais leve, lembre-se de agradecer: ‘Obrigado, minha Mãe querida! Eu lhe dei meus problemas e recebi favores do seu Imaculado Coração’.

Por amor ao Menino Jesus, sempre é dando que se recebe!

 

 

 

PAULO ROBERTO LABEGALINI - Escritor católico. Vicentino de Itajubá - Minas Gerais - Brasil. Professor doutor do Instituto Federal Sul de Minas - Pouso Alegre.‘Autor do livro ‘Mensagens Infantis Educativas’ – Editora Cleofas.

 

 

 



publicado por solpaz às 18:50
link do post | comentar | favorito
|

Europa
mais sobre mim
Brasil
arquivos

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
Foz Coa
links