Blogue luso-brasileiro
Segunda-feira, 30 de Novembro de 2015
PAULO R. LABEGALINI - NOSSOS HOBBIES

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando eu era pequeno, gostava de cantar, jogar futebol, bater figurinhas, disputar partidas na mesa de botões e soltar pipas. Isso quase todo menino gosta, mas, hoje, percebo que dava preferência àquilo que melhor sabia fazer. Bolinha de gude e pião, por exemplo, ficavam em segundo plano porque eu sempre perdia. Ah, no pebolim, eu era bom também!

Esta introdução é importante para fundamentar que, quando criança, temos a tendência de fazer algo que mais sabemos e nos destacamos. Alguns diriam que são dons naturais de cada um e os levamos por toda a vida. Será? Já nascemos sabendo bater figurinhas? E jogar futebol de botões, não se aprende com muito treino?

Eu diria que cultivamos certos hobbies por diversos motivos: oportunidades, amizades, compromissos, habilidades, interesses, determinação, tempo, aptidão física etc. A cada época, incluímos ou excluímos algumas atividades principalmente por critérios pessoais e condições de saúde.

Já não vejo sentido ficar batendo figurinhas todo dia para me divertir. Jogar futebol, até que eu gostaria, mas os problemas que tive nas pernas já não permitem mais. Enfim, tudo tem o seu tempo e poucos hobbies ficam conosco para sempre. Aqueles que permanecem, às vezes são decorrência de outros mais antigos e muito cultivados.

Na infância, eu morava em São Paulo e escrevia dezenas de cartas a parentes de Monte Sião; hoje, continuo gostando de escrever e sirvo a Deus em artigos e livros católicos. Também continuo cantando, com mais responsabilidade!

E a fé, onde entra nessas histórias? Primeiro, é um dom teologal que recebemos no batismo, juntamente com a esperança e a caridade. Segundo, como diz São Tiago: ‘A fé sem obras é morta!’. Portanto, precisamos exercitar a fé guardada no coração e, muito mais que um hobby, ela se manifesta pelo amor em diversas situações.

Sabemos que, na família, toda atitude cristã dá frutos, mais cedo ou mais tarde. Os bons exemplos de fé que herdamos dos pais e passamos aos filhos podem ser verdadeiros canais de graça por muitas gerações. E não há nada de errado em dizer que tenho o hobby de rezar o terço. Rezando com fé, quando mais, melhor. Podem chamar de hobby, de costume, de mania, de vício... é a mesma coisa.

E agradeço a Deus por permitir que eu lesse a Bíblia diversas vezes quando jovem. Suas Cartas de Amor continuam me ajudando a caminhar com dignidade cristã. Ah, e quando eu ia à missa, lembro perfeitamente que alguns colegas ficavam andando de bicicleta. Um deles, o Nelsinho, está morto há anos!

É claro que não podemos generalizar as conclusões por algum fato isolado, mas vejo claramente que há alguns hobbies melhores que outros: dançar é gostoso e não faz mal a ninguém; matar passarinhos é covardia; assistir filmes pornográficos prejudica o próprio espírito; gastar dinheiro votando no Big Brother é um grande desperdício que poderia socorrer um pobre morrendo de fome...

O importante é saber adequar os nossos hobbies aos chamados de Deus a cada dia. Eu gosto muito de assistir filmes, mas não o faço quando tenho reuniões de pastorais. E você, tem algum hobby que o está afastando de Jesus Cristo?

Era uma vez três irmãos que moravam juntos. O mais velho vivia trabalhando; o do meio passava o dia rezando; e o mais novo, pescando. Um dia, o irmão trabalhador adoeceu e, por recomendação médica, tinha que se distrair na pesca. O caçula gostou da ideia porque passou a ter companhia todos os dias, e o irmão do meio sentiu necessidade de rezar ainda mais pelos outros dois.

Alimento em casa não faltava, pois os peixes chegavam fresquinhos toda tarde, mas as contas começaram a atrasar. Certa noite, os três conversaram e decidiram comercializar parte da pesca. O irmão que rezava começou a ajudar na venda dos peixes, porém, os pescadores não queriam mais vê-lo rezando enquanto as dívidas não fossem pagas.

Com as brigas diárias, a saúde do mais velho piorou e ele veio a falecer. Só então os outros irmãos perceberam que precisavam se unir na fé e no trabalho para vencer as dificuldades. A pesca, que antes era um hobby, passou a ser a principal fonte de renda, e a oração, que era desnecessária ao irmão pescador, lhes proporcionava paz e os sustentava na esperança de uma vida melhor. Mas foi preciso alguém morrer para que isso acontecesse!

Da mesma forma, assim caminha a humanidade: uns dão valor àquilo que não traz salvação, outros rezam demais, e há aqueles que só sabem criticar porque não são capazes de ajudar em quase nada!

Ter um hobby saudável é bom, manter um hobby em favor da vida é melhor ainda, mas insistir num costume que leva ao pecado é burrice. Como ninguém admite crescer em ignorância ano a ano, nada melhor do que mostrar grande sabedoria se aproximando mais do Mestre dos mestres. Eu tenho o hobby de rezar o terço sempre. Quer se unir a mim para incorporar mais essa bela virtude em sua vida?

 

 

 

PAULO ROBERTO LABEGALINI - Escritor católico. Vicentino de Itajubá - Minas Gerais - Brasil. Professor doutor do Instituto Federal Sul de Minas - Pouso Alegre.

 



publicado por solpaz às 11:09
link do post | comentar | favorito
|

Europa
mais sobre mim
Brasil
arquivos

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
Foz Coa
links