PAZ - Blogue luso-brasileiro
Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2011
PAULO ROBERTO LABEGALINI - COMO PERSEVERAR NA CARIDADE

                      

 

 

Sabemos que o amor ao próximo deve ser praticado sempre, pois é o único sentimento que transforma duas pessoas num único ser. Por isso, aconselho confrades e consócias a tirarem proveito das dificuldades nos relacionamentos, conscientizando-se que um será remodelado para o outro e todos para uma Rede de Caridade. E graças ao bom Deus, o resultado dessas orientações tem sido maravilhoso.

Dizer que precisamos de paz, de coragem e de esperança para bem viver, também não é novidade para qualquer vicentino. Um pouco mais complicado é convencer alguns irmãos a perdoar, a dizer a verdade e a rezar. Às vezes, para enraizar um ensinamento, conto histórias como esta:

Uma menininha muito sapeca arrancava os cabelos da boneca, derrubava pratos quando pedia para enxugar a louça e, com cara de levada, dizia sempre:

– Desculpe, mamãe!

Tinha certeza que, pronunciando esta frase, obtinha completa absolvição. E aconteceu que, uma manhã, derramou café na toalha da mesa. Assim que falou ‘desculpe’, viu sua mãe enrolar a toalha, pegar uma colher e dizer:

– Filha, agora você é uma fada e esta é uma varinha de condão. Diga dez vezes ‘desculpe, mamãe’ e esta mancha de café irá desaparecer.

A garotinha repetiu apressadamente a frase e, quando terminou, abriu a toalha e viu que a mancha continuava do mesmo jeito. Chateada, começou a chorar, e sua mãe lhe explicou:

– Não podia mesmo desaparecer, filha! Dizer ‘desculpe’ não resolve nada em muitas situações. Agora, vou encher outra xícara com café e você vai tomar sem derrubar, certo?

Pois é, uma simples historinha de criança pode nos ensinar uma grande lição. Eu imagino estar um dia diante de Deus e dizer a Ele: ‘Desculpe, Senhor, eu não fiz nada para ajudar no Seu projeto de evangelização’. Então, o que aconteceria comigo? Não sei, mas não quero correr o risco.

Hoje em dia, se alguém disser que tem uma receita mágica para resolver algum tipo de problema, rapidamente haverá um grupo interessado em saber, praticar e divulgar. Por isso, nós, vicentinos, precisamos ser orientados espiritualmente por pessoas sérias, éticas e de muita fé, porque um coração recheado de bons ensinamentos caminha mais alegremente.

São Vicente também dava seus conselhos evangélicos, chamados de virtudes pessoais –colhidos do Evangelho de Jesus Cristo e do seu exercício cotidiano junto aos pobres. Eis os cinco conselhos: simplicidade, humildade, mortificação, mansidão e zelo pelas almas. Seguir nesse caminho de santidade não é fácil; é preciso haver, principalmente, sinceridade na prática da caridade.

Resumindo minhas palavras, não podemos perseverar na caridade sem amor no coração. Esta é a ‘receita’ que disponibilizo em livro: auto-estima, humildade, bondade e sinceridade. As duas primeiras virtudes precisamos carregar dentro do peito e, as outras duas, disponibilizar ao próximo – seja o pobre ou outro vicentino. Segundo minha experiência na SSVP, isto minimiza problemas de relacionamentos, falta de perdão, mentiras e desculpas para não assumir o trabalho com responsabilidade.

A sustentabilidade da caridade no planeta depende de cada um de nós. Não esmoreça, faça a sua parte!

 

PAULO ROBERTO LABEGALINI --    Escritor católico, Professor Doutor da Universidade Federal de Itajubá-MG. Pró-reitor de Cultura e Extensão Universitária da UNIFEI



 



publicado por Luso-brasileiro às 11:53
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links