PAZ - Blogue luso-brasileiro
Terça-feira, 22 de Fevereiro de 2011
HUMBERTO PINHO DA SILVA - ESCREVER PARA QUÊ ?

                     

 

 

Por vezes interrogo-me: escrever para quê e para quem? Não está tudo dito? Limito-me, em norma, a repetir o que já foi escrito e pensado décadas atrás.

Sem duvida de erro, poderia asseverar: todo o escritor é plagiador, já que usa a experiência, o saber, as ideias dos que o antecederam; e não é desdouro.

 Moliére não imitou “O Vaso de Oiro” de Plauto, ao escrever “ O Avarento”?; e o Rigoleto de Verdi não foi baseado no “ Le Roi s’amuse de Vitor Hugo?; o próprio Eça não foi acusado de copiar Júlio Verne, Zola e Flaubert?

Disse: não é desdouro, e penso que disse bem, desde que não se copie formalmente; porque o escritor ou poeta, não o é espontaneamente, mas fruto de leituras e influência de um ou vários consagrados.

 Se há diferenças, é no jeito como observam os acontecimentos, e os vê coados pela sensibilidade, modo de pensar e formação cívica e moral.

Tal como o escultor, que do bloco de mármore, arranca a estatueta, de harmonia com o gosto e sensibilidade, o escritor, com a pena, versa temas conhecidos, transmitindo-lhe seu modo de pensar, no estilo ou modo de dizer próprio.

Também o articulista escreve, porque sente precisão de comunicar o que pensa; e escreve para reduzido número de leitores, que possuem igual sensibilidade e idêntico modo de estar na vida.

Costa Barreto, conhecidíssimo jornalista do extinto matutino “ O Comércio do Porto”, afirmava, que os periódicos não têm leitores, mas sim os colaboradores; e acrescentava: compra-se o jornal para ler A ou B, e muda-se de gazeta, se o cronista passa a escrever a coluna noutro periódico.

Dizem que se deve ler muito; eu direi o contrário: leia-se o que merece ser lido.

E o que merece ser lido?

Além das obras fundamentais, escolha-se, na floresta dos livros, os que tratam assuntos, consoante o gosto de cada um.

O que interessa para A, pode não ser para B.

Deve-se ler, igualmente, jornais e revistas, para confrontar o nosso parecer com o dos cronistas, e adquirir conhecimentos sobre as correntes de opiniões em voga.

Sertillanges recomenda não ser devorador de livros, mas que se seja criterioso na escolha, e buscar o melhor sobre a matéria a estudar; porque os livros repetem-se, e na maioria não passam de cópias, apenas revestem assuntos sob o ponto de vista do autor, exposto com mais ou menos beleza literária.

Em suma: leia-se obras que sirvam para melhorar a nossa formação, mormente as escritas em boa e vernácula linguagem; e o jornal que verse temas variados, e mostre o mundo sob ponte de vista de comentaristas de boa e sólida formação moral.

 

HUMBERTO PINHO DA SILVA   -   Porto, Portugal



publicado por Luso-brasileiro às 11:16
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De Ines Cunha a 26 de Fevereiro de 2011 às 00:09
Boa noite Sr. Humberto Pinho da Silva.
Chamo-me Inês Cunha, sou natural de Castro Daire mais propriamente de uma aldeia chamada Reriz.
Li hoje com grande espanto um "documentario" de Segunda-feira 31 de Agosto de 2009 com o titulo "UMA TRAGÉDIA HÁ 106 ANOS ... ou O MISTERIOSO DESAPARECIMENTO DO BALÃO DO BELCHIOR".
Foi com grande alegria que encontrei esta história. Sou prima em 4º grau desse grande homem de nome Belchior da Fonseca natural de Reriz, 2º primo da minha avó materna , Ana Soares Fonseca ainda viva. Ela que tal como eu adora as histórias da familia, estava hoje mais uma vez a falar-me dos primos e eu lembrei-me de procurar na internet algo que falasse da farmácia Fonseca em Vila Nova de Gaia, quando encontrei este, para nós, emocionante texto.
Gostava muito de saber como o senhor tem essas informações de Belchior. Tudo o que sei dele é pela minha avó mas gostaria mesmo muito de saber mais. Agradecia-lhe muito que me contactasse
inespcunha@hotmail.com
Muito obrigada
Uma boa noite



De Humberto Pinho da Silva a 27 de Fevereiro de 2011 às 07:46
Fiquei surpreso com o seu comentário. Durante anos mantive no jornal “Noticias de Gaia” uma secção que se intitulava: “Figuras Ilustres da Nossa Terra”, onde versava personalidades que nasceram ou viveram em Vila Nova de Gaia. Fiz quase duzentas biografias, entre elas, este seu parente. Na ocasião investiguei e tentei recolher dados biográficos de Belchior, mas os dados disponíveis são escassos. Tentei contactar a sua terra natal, mas não consegui.
Caso conheça pormenores da sua vida, e dados biográficos, agradeço, para arquivo.
Grato pelo contacto.


De Ines Cunha a 27 de Fevereiro de 2011 às 12:44
Sr. Humberto, muito obrigada por me ter respondido, fiquei mesmo muito contente . Vou recolher as informações pela minha avó e enviar-lhe -ei por email. agradecia entao que me enviasse o seu e-mail.
Ines cunha


De Humberto Pinho da Silva a 28 de Fevereiro de 2011 às 10:51
Grato pela gentileza de enviar dados sobre o famoso Belchior da Fonseca, hoje um pouco esquecido . Pode escrever para: humbertopinhosilva@sapo.pt . Se tiver fotos disponíveis, agradeço.
Um grande abraço do,
Humberto Pinho da Silva


Comentar post

mais sobre mim
arquivos

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links