PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sexta-feira, 1 de Março de 2013
LAURENTINO SABROSA - UMA HISTÓRIA E ALGUMAS ILAÇÕES

 

 

 

 

 

 

 

 

Há bastante tempo numa praça do Porto sucedeu um episódio muito interessante.

 

Um senhor que conduzia um belo Mercedes, quis estacionar num lugar que viu estar vago. Começou a fazer a devida manobra, mas quando estava a recuar para ocupar o lugar que pretendia, viu que esse lugar já estava ocupado por um mini, que com muito mais facilidade e rapidez de manobra, por meio minuto de avanço lhe roubou o lugar. Foi claro que o mini, chegado quase ao mesmo tempo que o Mercedes, também viu o lugar vago e valeu-se da sua maior mobilidade para o ocupar primeiro.

 

O senhor do Mercedes, saiu imediatamente do seu carro e dirigiu-se serenamente ao do mini.

 

- Então como é ? O senhor não viu que eu cheguei primeiro e que estava a manobrar para estacionar? Com que direito é que o senhor me veio roubar o lugar?

 

O outro sorridente e triunfante, respondeu

 

- Ó meu caro senhor, este é mundo é dos espertos!

 

O dono do Mercedes depois de alguns segundos de silêncio, disse-lhe:

 

- Ai é? Então espere aí mais um bocado.

 

Reentrou no seu carro e começou a fazer uma manobra  esquisita; acabou por ficar bem em frente do mini estacionado, e de repente fez marcha atrás para embater violentamente com as suas traseiras na frente do mini – resultado: ambos os carros ficaram amassados, o Mercedes nas traseiras, o mini muitíssimo pior na parte da frente.

 

Foi pasmo geral e o dono Mercedes voltou a sair do carro e dirigiu-se outra vez ao dono do mini:

 

- Olhe, meu caro senhor, eu, na minha garagem, tenho mais dois Mercedes iguais a este. Fica a saber que se este mundo é dos espertos, não é dos pelintras! Vá queixar-se a quem quiser.

 

Dito isto zarpou imediatamente, sem que ninguém com o pasmo tivesse tido a ideia ou a possibilidade de tomar nota da matrícula. A traseira ficara amolgada e a chapa de matrícula estaria bem distorcida.

 

Durante muito tempo ouvi isto como “estória”, mesmo anedota, mas acabei por encontrar alguém, que se fosse vivo teria quase 100 anos e que me assegurou ter sido verídico. Tenho ideia de que situou o facto na Praça da Liberdade, muito perto do Banco de Portugal. Naquela época havia ali espaço de estacionamentos e na Avenida, um pouco mais acima, havia praça de táxis.

 

Comentemos. Quanto a mim, ambos os protagonistas tiveram um procedimento censurável. O homem do mini foi insolente e atrevido em aproveitar-se da sua facilidade de manobra para ter o prazer de roubar o espaço disponível, prazer muito provavelmente associado à inveja contra aquele carro de luxo. Já que não lhe era superior no principal quis “vingar-se”, mostrando ser superior no secundário. A resposta insolente e malcriada que deu, reflete isso mesmo.

 

Por outro lado, o dono do Mercedes valeu-se da sua riqueza para impor com alguma violência a sua supremacia económica. Quis castigar a insolência do outro, infligindo-lhe, pelo menos provisoriamente, um grande prejuízo. Não se sabe qual foi a extensão desse prejuízo, mas mesmo que tenha conseguido ser completamente ressarcido, pois para o capitalista não fazia a mínima diferença pagar-lhe mesmo um carro novo, quantos contratempos e atrasos de vida teve de sofrer! Realmente, ficou a saber que este mundo não é dos pelintras! Foi castigado, tal como quis o dono do Mercedes.

 

Mas…será que alguém tem direito a castigar alguém, pelo seu arbítrio, pelo seu poder pessoal? Só as autoridades constituídas, através das suas polícias e dos seus tribunais o podem fazer, e, mesmo isso, não por castigo mas para benefício do prevaricador. A não ser nos casos extremos em que o indivíduo já mostrou ser um celerado bem comprovadamente irrecuperável para a vida social, as próprias cadeias não deviam ser lugar de castigo, mas de recuperação moral e social do criminoso, um lugar em que devidamente acompanhado e mais ou menos a sós, ele medite no mal que fez aos outros e a si próprio, levando-o ao arrependimento. A prisão domiciliária é menos “castigo” mas mais “recuperação”, serena e firme, e isso é o que verdadeiramente importa.

 

Para os verdadeiros criminosos, alguns dos quais já com o estigma do crime estampado no rosto, a cadeia passa a ser um enjaulamento, como quem quer preservar a sociedade de uma fera. É bom que essa característica não se estenda à generalidade.

 

 

 

 

LAURENTINO SABROSA    -   Senhora da Hora, Portugal

laurindo.barbosa@gmail.com



publicado por Luso-brasileiro às 09:56
link do post | comentar | favorito

FAUSTINO VICENTE - DESAFIO DA GESTÃO PÚBLICA

 

 

 

 

 

 

 

 

“Estudo sobre a carga tributária/PIB x IDH”, desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, nos mostra uma desconfortável realidade: entre os 30 países com maior carga tributária, o Brasil é o que proporciona o pior retorno da qualidade de serviços à população.”

 

Essa realidade nos leva a crer que o maior desafio dos Prefeitos, não se encontra na realização das promessas de campanha, mas na capacidade gerencial de baixar o elevado custeio da máquina pública, pois embora reconheçamos que existam ilhas de excelência, ainda “surfamos” num oceano de serviços públicos que deixam muito a desejar.

 

Não devemos esquecer que o mundo está em crise, que há cerca de 200 milhões de desempregados no planeta, países superendividados, pessoas passando fome e prefeituras brasileiras com seus orçamentos comprometidos com despesas gerais, inibindo investimentos em infraestrutura.

 

Que no planejamento estratégico da Prefeitura, os planos de ação, para melhorar a qualidade – adequação ao uso com satisfação do contribuinte -, aumentar a produtividade – produzir cada vez mais e melhor, com cada vez menos (menos tudo) e reduzir, sistematicamente, os custos fixos, tenham prioridade Zero.

 

O sinal de  alerta para a classe política tem eco milenar, pois nos leva ao Império Romano, o mais badalado da história da humanidade, e ao célebre Cícero (106-43 A.C.) – filósofo,  advogado, escritor, político e o maior orador romano. “Temos que equilibrar o orçamento, proteger o tesouro, combater a usura e reduzir a burocracia. Caso contrário, afundaremos todos.”

 

O primeiro passo, para aumentar a produtividade, deve ser a eliminação do excesso de burocracia que, além de oneroso e gerar morosidade, tem se mostrado ineficaz no combate à corrupção e às fraudes.

 

Para que os servidores públicos colaborem com o projeto sobre redução de custos e as metas sejam plenamente atingidas, é de fundamental importância que Prefeito, Vice-Prefeito, Secretários Municipais e Vereadores demonstrem que estão  comprometidos, sendo  exemplos.

 

Encerramos com a frase de Peter Drucker (1909-2005), um dos maiores pensadores em gestão organizacional: “Não existem países subdesenvolvidos. Existem países subadministrados”.

 

 

 

Faustino Vicente – Professor, Professor, Consultor de Empresas e de Órgãos Públicos e Advogado – e-mail: faustino.vicente@uol.com.br – Jundiaí (Terra da Uva) – São Paulo - Brasil



publicado por Luso-brasileiro às 09:37
link do post | comentar | favorito

JOÃO BOSCO LEAL - SEM SURPRESAS

 

 

 

 

 

 

 

 

Sempre ouço alguém comentando que se surpreendeu com atitudes ou comportamentos de certas pessoas, mas raramente as vejo pensar sobre quem são suas companhias, nos locais por elas frequentados, ou onde as conheceram.

 

Frequentando locais e grupos totalmente distintos do que anteriormente nos eram comuns, é comum que surpresas ocorram, pois em ambientes e com pessoas desconhecidas, as consequências são sempre imprevisíveis.

 

Todos os locais possuem seu público, e bastante distinto entre eles. A vida noturna, os bares, boates, igrejas, praças, restaurantes e o comércio dos mais diversos produtos possuem cada um, sua clientela específica.

 

Raramente nos surpreenderemos com o público que frequenta cada um desses locais. Eles não se misturam. Não encontraremos pessoas bebendo na igreja ou alguém orando em uma discoteca.

 

As pessoas que utilizam drogas ou bebem acima normal, por exemplo, são bem mais facilmente encontradas em boates durante a madrugada do que em restaurantes no início da noite.

 

Sabendo disso, tanto a mulher como o homem desacompanhado normalmente vão aos locais onde, imaginam, estarão as pessoas que mais se enquadram no grupo social que sempre frequentou ou que deseja agora frequentar.

 

Nos diversos tipos de estabelecimentos noturnos, quem está só certamente está procurando companhia, diversão, mas raramente uma pessoa com quem queira assumir qualquer tipo de compromisso, principalmente por saber que, como ela, quem lá estava deveria saber disso e estava buscando o mesmo, ou seja, em uma casa de diversões noturnas, dificilmente encontraremos alguém buscando outra para se casar.

 

Isso também pode ser observado em diversos tipos de comportamentos sociais, como o das pessoas que alegam que, por sua profissão, necessitam frequentar, estar na mídia, ter visibilidade e conhecer o maior número possível de pessoas, independentemente de estarem ou não de acordo com o comportamento social destas, e acabam, por isso, frequentando e tendo seus lares frequentados por pessoas que não serviriam como companhia para ninguém.

 

Dizer que sua profissão exige ir a certos locais e socialmente encontrar certas pessoas, é aceitável, mas dizer que precisa frequentar esses locais e ter seu lar frequentado por essas pessoas é falso, e de alto risco.

 

Receber em sua casa ou frequentar a casa ou ambientes frequentados por pessoas que diferem frontalmente de nossos conceitos éticos, morais e de comportamento social, certamente não trará nenhum benefício, social ou profissional, para quem quer que seja. Pelo contrário, frequentar ou ter seu ambiente frequentado por pessoas assim, só nos farão ficar abalados, admirados ou assombrados com coisas que não deveriam nos surpreender.

Poucas surpresas ocorrerão na vida, se pensarmos antes para onde e com quem iremos.

 

 

 

 

JOÃO BOSCO LEAL, é articulista político, produtor rural e palestrante sobre assuntos ligados ao agronegócio e conflitos agrários. Campo Grande, Brasil.

 

 



publicado por Luso-brasileiro às 09:33
link do post | comentar | favorito

FRANCISCO VIANNA - JORNAL ABC DA ESPANHA DIVULGA PARADEIRO DE HUGO CHÁVEZ

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O jornal europeu diz que Chávez foi transferido em segredo do Hospital Militar onde estava na UTI tratando de uma "pneumonia" pós-operatória, para uma residência na ilha de La Orchila, para ficar em companhia de seus familiares até que seu estado terminal tenha o desfecho natural.

A decisão foi tomada depois que os médicos venezuelanos constaram um tumor metastático no pulmão esquerdo está a progredir rapidamente, após a última tomografia a que se submeteu o caudilho.

Hoje, 1o de março de 2013, às 07:29h da manhã, a notícia foi dada pelo portal do diário espanhol ABC. Informa ainda o jornal espanhol que o tumor já compromete algo em torno de 35% do pulmão esquerdo, e que, diante de tal evidência, a permanência no Hospital Militar, onde de qualquer forma o presidente já era apenas tratado de modo paliativo, foi considerada desnecessária. Optou-se então por acomodá-lo junto com seus familiares num local seguro e tranquilo, fora de Caracas, onde juntos poderão permanecer durante todo o pouco tempo que resta de vida ao presidente e que, também, seja suficientemente perto para permitir que seja trazido de volta a UTI caso seja necessário.

Em La Orchila, uma ilha situada a 160 km da capital venezuelana, Chávez havia feito instalar, em 2011, a instrumentalização para cuidados médicos especiais, transformando a enfermaria da residência presidencial num pequeno hospital. Durante meses esse trabalho teve sendo feito na ilha, onde uma equipe médica está permanentemente à disposição do Presidente. Segundo o jornal, Chávez pode ir para lá e sair de lá para ir a qualquer lugar sem dar satisfação a quem quer que seja, o que não era possível quando ia para Havana, pois havia a necessidade de ser autorizado pelo Congresso, ou Assembleia Nacional, informou o jornal.

Chávez teria chegado de Havana em 18 de fevereiro com suas "condições vitais estáveis", mas quase ninguém o viu desde então. A população é mantida largamente na ignorância dos fatos e seus detalhes sobre sua saúde, sempre relatada pelo governo com “falso otimismo”.

No início, Chávez se mantinha consciente no Hospital Militar, mas seus problemas respiratórios foram se agravando, e ele precisou ser entubado e, mantido em coma induzido, e voltar a se submeter à ventilação pulmonar artificial para facilitar a respiração. Essa complicação "impediu qualquer possibilidade do presidente reeleito fazer o juramento e tomar posse", mesmo em cerimônia privada.

No último exame, cujo resultado foi avaliado pela junta médica do presidente no último dia 22, mostrou que o tumor já havia tomado o terço inferior do pulmão esquerdo, indicando tratar-se de uma metástase muito mais agressiva e de progressão muito mais rápida do que as demais que Chávez tem na pelve e na medula óssea. A nova tumoração é tida como sendo metástase do rabdomiossarcoma pélvico diagnosticado finalmente, embora isso não tenha sido “ainda confirmado”, o que realçaria o erro de diagnóstico inicial e a terapêutica inapropriada a que foi submetido o presidente venezuelano em Havana.

As mesmas fontes advertem que Chávez está com seu sistema imunológico extremadamente deteriorado, de forma que, no momento, ele não é capaz de combater qualquer infecção, mesmo com o uso de antibióticos, e por isso as medidas de esterilização de tudo o que entra em contato com seu corpo são determinantes. Nos traslados do paciente tem sido necessário o uso de maca dentro duma bolha de plástico.

A Internet, divulgando o que a mídia internacional, no caso a espanhola, é a única fonte de informação da população venezuelana para saber sobre a situação real de seu presidente. Como a parcela que tem acesso à mídia eletrônica no país não chega a 18%, a verdade é que a imensa maioria do povo venezuelano segue amplamente não informada e, pior, desinformada pelo regime sobre a situação de Hugo Chávez.

 

 

 

Sexta feira, 01 de março de 2013

 

 

 

FRANCISCO VIANNA  -   Médico, comentador político e jornalista  - Jacarei, Brasil

                                                                         (com base na mídia internacional)

 

 

 

Fonte: http://oglobo.globo.com/mundo/jornal-espanhol-diz-que-chavez-foi-para-casa-apos-descobrir-tumor-no-pulmao-7709908
Temas correlatos:

·  Maioria dos venezuelanos acredita que Chávez irá se recuperar

 



publicado por Luso-brasileiro às 09:20
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Setembro 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links