PAZ - Blogue luso-brasileiro
Quarta-feira, 8 de Abril de 2015
FELIPE AQUINO - POR QUE O AMOR É PARA SEMPRE ?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um famoso professor se encontrou com um grupo de jovens que falava contra o casamento.

Argumentavam que o que mantém um casal é o romantismo e que é preferível acabar com a relação quando este se apaga, em vez de se submeter à triste monotonia do matrimônio.

 

O mestre disse que respeitava sua opinião, mas lhes contou a seguinte história: “Meus pais viveram 55 anos casados. Numa manhã minha mãe descia as escadas para preparar o café e sofreu um enfarto. Meu pai correu até ela, levantou-a como pôde e quase se arrastando a levou até à caminhonete. Dirigiu a toda velocidade até o hospital, mas quando chegou, infelizmente ela já estava morta.

Durante o velório, meu pai não falou. Ficava o tempo todo olhando para o nada. Quase não chorou. Eu e meus irmãos tentamos, em vão, quebrar a nostalgia recordando momentos engraçados.

Na hora do sepultamento, papai, já mais calmo, passou a mão sobre o caixão e falou com sentida emoção:

“- Meus filhos, foram 55 bons anos… Ninguém pode falar do amor verdadeiro se não tem ideia do que é compartilhar a vida com alguém por tanto tempo”.

 

 

 

 

10151261_461825900612435_1215504966_n

 

 

 

 

Fez uma pausa, enxugou as lágrimas e continuou:

“- Ela e eu estivemos juntos em muitas crises. Mudei de emprego, renovamos toda a mobília quando vendemos a casa e mudamos de cidade. Compartilhamos a alegria de ver nossos filhos concluírem a faculdade, choramos um ao lado do outro quando entes queridos partiam. Oramos juntos na sala de espera de alguns hospitais, nos apoiamos na hora da dor, trocamos abraços em cada Natal, e perdoamos nossos erros… Filhos, agora ela se foi e estou contente. E vocês sabem por que? Porque ela se foi antes de mim e não teve que viver a agonia e a dor de me enterrar, de ficar só depois da minha partida. Sou eu que vou passar por essa situação, e agradeço a Deus por isso. Eu a amo tanto que não gostaria que sofresse assim…

Quando meu pai terminou de falar, meus irmãos e eu estávamos com os rostos cobertos de lágrimas. Nós o abraçamos e ele nos consolava, dizendo: Está tudo bem, meus filhos, podemos ir para casa.”

Este foi um bom dia. E, por fim, o professor concluiu: Naquele dia entendi o que é o verdadeiro amor.

Está muito além do romantismo, e não tem muito a ver com o erotismo, mas se vincula ao trabalho e ao cuidado a que se professam duas pessoas realmente comprometidas. Quando o mestre terminou de falar, os jovens universitários não puderam argumentar. Pois esse tipo de amor era algo que não conheciam.

O verdadeiro amor se revela nos pequenos gestos, no dia-a-dia e por todos os dias. O verdadeiro amor não é egoísta, não é presunçoso, nem alimenta o desejo de posse sobre a pessoa amada.

“Quem caminha sozinho pode até chegar mais rápido, mas aquele que vai acompanhado com certeza chegará mais longe…”A paciência pode ser amarga, mas seus frutos são doces”.

 

 

 

 

 

FELIPE AQUINO - Escritor católico. Prof. Doutor da Universidade de Lorena. Membro da Renovação Carismática Católica.



publicado por Luso-brasileiro às 10:54
link do post | comentar | favorito

PAULO ROBERTO LABEGALINI - DIVINA MISERICÓRDIA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Durante a segunda guerra – final da década de 30 – Jesus apareceu à Irmã Faustina e disse esta frase marcante: “A misericórdia é o meu maior atributo”. As aparições continuaram e, numa delas, Nosso Senhor pediu que ela mandasse pintar um quadro com a imagem que via naquele momento, e afirmou: “Eu prometo a salvação a quem venerar o quadro. Os raios vermelhos significam o meu sangue e os brancos a água que jorrou do meu coração quando o transpassaram com a lança. O meu olhar é o mesmo que olhei para os meus algozes na cruz. E repita sempre: Jesus, eu confio em vós”.

Irmã Faustina morreu sem ver a devoção ser propagada pelo mundo inteiro, mas, enquanto viveu, continuou passando as mensagens de Jesus: “Às três horas da tarde é a hora da santa misericórida para o mundo. Quem meditar pela minha paixão, nada lhe negarei. Diga: Ó sangue e água que jorrastes do coração de Jesus como fonte de misericórdia para nós, eu confio em vós”.

É por esse motivo que hoje rezamos o Terço da Misericórdia diariamente às 15 horas. O terço tem grande efeito de paz às pessoas desesperadas ou que estão à beira da morte. Seja você também um canal dessa salvação. Cada alma que ajudar a entrar no Céu, será sua intercessora junto a Deus.

Há duas fontes de salvação nesta vida: o Batismo, quando nos tornamos templos do Espírito Santo; e o Sacramento da Reconciliação, onde recebemos o perdão gratuito do Pai através do arrependimento. Quem não se santificar através dessas fontes, a Misericórdia Divina passa a ser a última tábula de salvação. E quem tem essa devoção pratica três obras de misericórdia para dar sentido à sua missão: oração, caridade e propagação da Palavra de Deus.

Lembro do caso de um velho conhecido que sofreu uma parada cardíaca e foi levado ao hospital. Enquanto estava internado, foi visitado pelos seus oito filhos e, durante a visita, teve uma segunda parada do coração. Um dos filhos rezava o Terço da Misericórdia pelo alívio do sofrimento do pai quando o médico entrou no quarto e pediu que todos se retirassem. De repente, olhou para o filho que rezava ocultamente e, sem que ninguém entendesse, disse: ‘Você fica’. Em seguida, o pai descansou e sua alma partiu para a eternidade.

Outros fatos maravilhosos são relatados todos os dias por quem propaga a devoção, mas melhor do que saber graças do passado é vivenciar uma grande bênção através da oração. Então, não perca tempo; eis como rezar o Terço da Divina Misericórdia:

No princípio reza-se: um Pai Nosso, uma Ave Maria e o Credo. Nas contas grandes: ‘Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e o Sangue, a Alma e a Divindade de Vosso Diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e do mundo inteiro’. Nas contas pequenas: ‘Pela sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro’. No fim do terço, dizer três vezes: ‘Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro’. Em seguida, reza-se a Salve Rainha.

Faça esta jaculatória após cada mistério: ‘Ó sangue e água que jorrastes do Coração de Jesus como fonte de misericórdia para nós, eu confio em Vós’.

Pode confiar; é promessa de Jesus!

 

 

 

 

PAULO ROBERTO LABEGALINI - Escritor católico, Professor Doutor da Universidade Federal de Itajubá-MG. Pró-reitor de Cultura e Extensão Universitária da UNIFEI.



publicado por Luso-brasileiro às 10:50
link do post | comentar | favorito

HUMBERTO PINHO DA SILVA - SÓ É GRANDE QUEM ESTÁ LONGE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Certa vez jovem universitária, natural de Gand, depois de ter ido passear pela Itália, disse-me: “ Pobre Bélgica, que tão pobre é em monumentos! …”

Todos sabemos que seu país é rico em obras de arte e possui cidades históricas, cheias de magníficos prédios e monumentos notáveis.

Na ocasião estranhei esse desabafo; mais tarde, refletindo, constatei que todos nós admiramos o que é dos outros, e o que está longe.

Estando no Rio de Janeiro a conversar com familiar, rapazinho pediu-me que comprasse, na Europa, relógio da marca X.

Estranhei esse desejo, já que sabia que havia, em Manaus, fábrica da marca e os modelos eram iguaizinhos aos que se fabricavam na Suíça.

O jovem, meio embaraçado, explicou-me: “além de terem a indicação: feitos na Suíça, eram melhores, porque eram de origem…”

Mesmo sabendo que não é racional, temos tendência de apreciar o que não conhecemos.

Numa curiosa entrevista, Amália Rodrigues, confessou que só apreciava e admirava os autores dos poemas que cantava, antes de os conhecer pessoalmente.

Logo que fossem apresentados, todo o encanto desabava. O homem de letras, que ela imaginara alto, elegante e voz bem timbrada, era, para seu desencanto, baixo, barrigudo e de voz aflautada.

É que o intelectual, em regra, só é endeusado por aqueles que o não conhece. Não há homem de valor para os que vivem com ele, na mesma casa e utilizam os mesmos cómodos.

Eis o motivo por que muitos escritores preferem levar vida recatada, longe dos olhares dos leitores, para serem admirados e respeitados.

O convívio, a presença física, retira, quase sempre, do intelectual, a auréola misteriosa, que o homem comum costuma fantasiar ao redor dos ídolos.

 

 

 

 

HUMBERTO PINHO DA SILVA - Porto, Portugal



publicado por Luso-brasileiro às 10:45
link do post | comentar | favorito

EUCLIDES CAVACO - TERNURA DAS ROSAS
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
TERNURA DAS ROSAS
 

É o poema feito fado com que saúdo e apresento a todos os meus amigos
espalhados pelo mundo .
Ouça e veja Ternura das Rosas  aqui neste link:
 


http://www.euclidescavaco.com/Poemas_Ilustrados/Ternura_das_Rosas/index.htm



EUCLIDES CAVACO - Director da Rádio Voz da Amizade , Canadá.


publicado por Luso-brasileiro às 10:36
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links