PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sexta-feira, 4 de Janeiro de 2019
FELIPE AQUINO - 4 CONSELHOS PARA QUE OS PROPÓSITOS DE ANO NOVO NÃO FIQUEM SÓ EM BONS DESEJOS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pe. José Luis González Santoscoy, sacerdote da Arquidiocese mexicana de Guadalajara, que também dirige um apostolado nas redes sociais, propõe quatro conselhos para que os propósitos do Ano Novo não fiquem apenas em bons desejos.

 

 

Em um artigo publicado em 2017 no Sistema Informativo da Arquidiocese de Guadalajara, Pe. González afirma que, “quando se aproxima o fim do ano, começamos a pensar em alguns propósitos para o seguinte. Isto é muito bom, já que cada ano é uma nova oportunidade para recomeçar, traçar novas metas e trabalhar por novos sonhos”.

“Muitas vezes, fazemos certos propósitos que logo abandonamos: vou parar de fumar, farei mais esportes, vou perder peso, correrei uma maratona, serei mais feliz etc.”, acrescenta.

Diante dessa realidade, o sacerdote sugere 4 conselhos a seguir para que os bons propósitos se tornem concretos:

 

 

  1. Menos é mais

 

“Não tente abranger muito, porque abandonará tudo. É importante que tenha um objetivo que te atraia e que seja possível realizar, pois em algumas ocasiões nos colocamos uma lista interminável de coisas para mudar, porque queremos ser perfeitos da noite para o dia, e isso acaba sendo uma carga pesada que nos mata em vez de motivar”, assegura o sacerdote.

 

 

Leia também: O valor do tempo

Como minha família pode se renovar neste novo ano?

Que tal fazer um balanço de sua própria vida?

As previsões da Bíblia para este novo ano

Motivações para um Ano Novo

Cuidado com as superstições

 

 

Victoria_Pixabay_31122017-300x167.jpg

 

 

  1. Fixe um objetivo concreto

“Seja específico no que quer para que alcance resultados”, sugere o presbítero.

“Por exemplo, às vezes, dizemos: serei um pai melhor. Isso não ajuda, mas sim: O que me levará a ser um pai melhor? Por exemplo, passarei mais tempo com minha esposa e meus filhos. Seja específico e busque propósitos concretos”.

 

 

  1. Um dia de cada vez

“Se pensa que vai trabalhar o seu objetivo 365 nos 365 dias do ano, automaticamente pensamos que é muito. Por isso, deve viver um dia de cada vez. Hoje tem a oportunidade de mudar hábitos negativos, hoje me decido ser mais carinhoso”.

“Não exceda suas próprias limitações e viva um dia de cada vez, isso ajudará a ir obtendo resultados visíveis e reais, o que motivará bastante, porque vai aumentando a confiança ao ver resultados”, exorta o sacerdote.

 

para_ser_feliz-300x300.png

 

  1. Busque uma rede de apoio

Pe. González incentiva a conversar com a família e os amigos sobre esses propósitos para que eles também “te ajudem e motivem. Em algumas ocasiões, podemos fraquejar e precisamos de alguém que nos ajude a retomar o caminho”.

“Viver uma vida sem propósitos que nos ajudem a mudar nos leva a viver uma vida sem esperança. Por isso, não tenha medo da mudança, é importante lutar e sempre avançar”, assegura.

“Recorde que, na medida em que estejamos perto do Senhor, Ele nos ajudará a perseverar. Nunca se dê por vencido”, conclui.

 

 

Fonte: https://www.acidigital.com/noticias/4-conselhos-para-que-os-propositos-de-ano-novo-nao-fiquem-so-em-bons-desejos-56275

 

 

 

FELIPE AQUINO - Escritor católico. Prof. Doutor da Universidade de Lorena. Membro da Renovação Carismática Católica.



publicado por Luso-brasileiro às 19:21
link do post | comentar | favorito

PAULO R. LABEGALINI - A SENHORA DO ROSÁRIO DE FÁTIMA

 

 

 

 

 

 

 

Paulo Labegalini.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

Como o primeiro dia do ano a Igreja festeja a devoção à Santa Mãe de Deus, começo 2019 com uma história de profundo amor da Maria Santíssima por seus filhos, que ocorreu em 1917, Portugal. Começa em 1916, quando o mundo passava pela I Guerra Mundial e por todas as desgraças que ela trazia às famílias – destruídas pela morte, pobreza e descrença. Naquela época, num vilarejo de Fátima, viviam três crianças: os irmãos Francisco e Jacinta Marto – 9 e 7 anos – e a prima Lúcia de Jesus – 10 anos. Felizes, eles tomavam conta de ovelhas, brincavam e, principalmente, rezavam o Terço.

Um dia, tocando o rebanho, descobriram uma gruta. Entraram para descansar e, de repente, apareceu-lhes um anjo convidando-os para rezar a seguinte oração: “Meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-vos. Peço-vos perdão pelos que não creem, não adoram, não esperam e não vos amam. Amém.” E o Anjo da Paz disse-lhes também que os Corações de Jesus e Maria ficariam profundamente tocados se eles rezassem com muita fé.

A partir daquele dia, os pastorzinhos passaram a rezar constantemente, preparando seus corações para as próximas visitas do anjo; e, na sua última visita, ele deu às crianças três Hóstias pingando o Preciosíssimo Sangue de Jesus – a Primeira Comunhão! Assim, os pequenos foram perfeitamente preparados para as revelações futuras em suas vidas.

Os videntes receberam a primeira aparição de Nossa Senhora de Fátima ao meio dia de 13 de maio de 1917. Ela apareceu sobre uma árvore pequena, com uma nuvem a seus pés, vestida de branco e segurando um lindo Rosário. Naquele momento tão abençoado, a Virgem Maria disse-lhes: “Não temam, não lhes farei nenhum mal. Vim do Céu para pedir que venham aqui seis meses seguidos, no dia 13, a esta mesma hora e, em outubro, direi quem sou e o que desejo de vocês para o futuro.”

Ela perguntou aos meninos: “Vocês se oferecem a Deus para suportar os sofrimentos que Ele enviar, em reparação pelos pecados com que é ofendido e pela conversão dos pecadores?” Eles responderam ‘sim’ e um pacto divino teve seu início. Os três compreenderam o que Maria pediu e nos pede até hoje: oração e conversão.

Assim, eles começaram a sofrer grandes tribulações, mas sempre eram fortalecidos pelos Sagrados Corações. Chegaram a viver uma experiência ímpar na história da humanidade: no dia 13 de julho de 1917, Nossa Senhora permitiu que eles tivessem uma terrível visão do inferno e das almas ali condenadas. Depois disso, tiveram ainda mais horror do pecado e do mal, dedicando-se com muito ardor à oração e à penitência.

Durante os seis meses das aparições e mesmo depois que elas terminaram, os três foram interrogados e pressionados pelas autoridades. Chegaram a ser raptados, presos, ameaçados de morte, sofreram violências físicas e todos zombavam deles, mas, pela graça de Deus e pela intercessão de Nossa Senhora, superaram as dificuldades.

É importante sabermos que, na última das aparições, em 13 de outubro de 1917, Maria revelou em sua mensagem: “Eu sou a Senhora do Rosário. Vim para exortar os fiéis a reformarem o seu comportamento e pedirem perdão dos pecados que cometeram. É preciso que eles não ofendam mais a Jesus, já bastante ofendido e ultrajado pelos pecados e crimes da humanidade. Meu Coração Imaculado haverá de triunfar!”

Em seguida, a chuva forte que caía parou e o sol girou no céu milagrosamente, fazendo mais de cinquenta mil pessoas acreditarem que Nossa Senhora estava aparecendo ali na Cova da Iria. Ela insistiu também em quatro pontos muito importantes para que o seu Imaculado Coração possa realmente triunfar e nos trazer muitas graças:

1.      Que tenhamos uma grande devoção ao seu Imaculado Coração;

2.      Que rezemos o Rosário diariamente, com muita fé e devoção;

3.      Que façamos sacrifícios pelos pecadores, pelo Papa e em reparação aos pecados cometidos contra o seu Imaculado Coração; e

4.      Que haja a nossa consagração sincera ao seu Imaculado Coração.

Que história maravilhosa! É por este e outros fatos que confio plenamente na proteção de Nossa Senhora. Ela olha por mim, pela minha família, pela nossa Comunidade, pelos nossos padres, pelos nossos doentes, enfim, Ela está à frente de tudo o que pensamos e fazemos. E quando algo me preocupa em excesso, rezo assim: “Mãezinha, toma conta disso pra mim.” E preciso dizer o que acontece?

Em julho do ano passado, quando estive em Fátima com um grupo de devotos, senti a emoção de presenciar os lugares onde a Virgem Maria esteve com os pastorinhos, pude rezar o Terço e missa naquele local e participar da comovente procissão de luz à noite. Não há palavras para descrever essa forte experiência de fé. E também por isso, eu quero continuar sendo um pastorzinho da Rainha, e você?

 

 

PAULO ROBERTO LABEGALINI - Escritor católico. Vicentino de Itajubá - Minas Gerais - Brasil. Professor Doutor do Instituto Federal Sul de Minas - Pouso Alegre.‘Autor do livro ‘Mensagens Infantis Educativas’ – Editora Cleofas.



publicado por Luso-brasileiro às 19:12
link do post | comentar | favorito

HUMBERTO PINHO DA SILVA - A GORJETA DO CARTEIRISTA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Depois de ter participado na missa, numa capela particular, na cidade do Porto, dirigi-me a Centro Comercial, na baixa, para almoçar.

Durante a refeição – e ainda desconheço como, – verifiquei que a carteira, com dinheiro, documentos e papeis de interesse pessoal, havia desaparecido: roubada.

Os empregados do restaurante, nada sabiam. “ “ Ninguém nos entregou nada…”; a segurança, igualmente, nada vira, nem recebera qualquer carteira.

Sem dinheiro, e sem documentos de identificação, fui à esquadra no centro, que era a mais próxima. Após alguns minutos de espera, fui abordado por amável polícia, perguntando: se falava português; como confirmar-se, recomendou-me ir apresentar a ocorrência noutra esquadra.

Assim fiz, onde simpático guarda, ouviu a minha queixa.

Escusado será dizer, que nem dinheiro, nem documentos, nem carteira, apareceram. Aliás já esperava; mas, como o caso ocorrera num Centro Comercial, com vigilância, ainda tinha esperança…

Estava a contar o triste caso, quando alguém, perguntou-me:

- “ Já comunicas-te ao banco?”

Achei a pergunta desnecessária. Claro, que havia avisado.

Mas, fiquei pasmado, quando me disseram: que o “ Contacless” permite realizar pagamentos até vinte euros, sem PIN.

Assim o carteirista pode, enquanto o “cartão” não for anulado: pagar almoços e fazer compras no supermercado…etc… etc…

É a gorjeta do carteirista…

 

 

 

HUMBERTO PINHO DA SILVA   -   Porto, Portugal



publicado por Luso-brasileiro às 19:08
link do post | comentar | favorito

EUCLIDES CAVACO - ODE À PAZ

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Inicio 2019 com este poema, na esperança que ele seja uma mensagem a incentivar os seres humanos,a dar o primeiro passo a fim de que a tão desejada paz, comece em cada um de nós. Feliz Ano Novo.
 
 


https://www.euclidescavaco.com/ode-paz

 

 

 

EUCLIDES CAVACO  -   Director da Rádio Voz da Amizade , Canadá.

 

 

 

 

***

 

logotipo_dj_dvc[1].png

 

 

 

 

 

Palavra-do-Pastor-340x240-2018-300x240.jpg

 

 

 

 

 

 

 

Palavra do Pastor, com Dom Vicente Costa, 

 

Bispo diocesano de Jundiaí

 

  

Sagrada Família – Lucas 2,41-52

 

 

https://youtu.be/Jwg4hK_KJcc

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

***

 

 

 

 

 

 

Leitura Recomendada:

 

 

 

 

 

Resultado de imagem para Jornal A Ordem

 

 

 

 

 

Jornal católico da cidade do Porto   -    Portugal

 

Opinião   -   Religião   -   Estrangeiro   -   Liturgia   -   Area Metropolitana   -   Igreja em Noticias   -   Nacional

 

 

https://www.jornalaordem.pt/

 

 

 

 

 

 

***

 

 

 

Horário das missas em, Jundiai ( Brasil):

 

http://www.horariodemissa.com.br/search.php?opcoes=cidade_opcoes&uf=SP&cidade=Jundiai&bairro&submit=73349812

 

 

 Horário da missas em São Paulo:


http://www.horariodemissa.com.br/search.php?uf=SP&cidade=S%C3%A3o+Paulo&bairro&opcoes=cidade_opcoes&submit=12345678&p=12&todas=0

 

http://www.horariodemissa.com.br/search.php?uf=SP&cidade=S%C3%A3o+Paulo&bairro&opcoes=cidade_opcoes&submit=5a348042&p=4&todas=0

 

 

Horário das missas na Diocese do Porto(Portugal):

 

http://www.diocese-porto.pt/index.php?option=com_paroquias&view=pesquisarmap&Itemid=163

 

 

 

 ***



publicado por Luso-brasileiro às 18:57
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links