PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sexta-feira, 5 de Julho de 2019
FELIPE AQUINO - O BRASIL PRECISA DE SANTOS !

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“O Brasil precisa de santos; o Brasil precisa de muitos santos!” As palavras de 1991 do São João Paulo II ainda ecoam forte, a ensinar que santidade não é algo distante, estranho a nossa realidade.

O saudoso papa polonês se empenhou nesse sentido, proclamando santos e beatos mais que todos os papas juntos que o antecederam desde 1538. “Se a Igreja de Cristo não é santa, não é a Igreja de Cristo”, dizia João Paulo II. O Cardeal português José Saraiva Martins, prefeito da “Congregação para a Causa dos Santos”, afirma que a igreja não canoniza muitos santos, citando o ex papa que via nesse ato uma aplicação do Concílio Vaticano II.

 “Sede Santos”

São João Paulo II ao pedir santidade ao Brasil, não pensava, é claro, nos santos, digamos, oficiais. Mas numa Igreja chamada à semelhança com Deus que é santo, numa “santidade fundamental da Igreja, também na vida dos leigos”, capaz de gerar frutos de justiça e paz. No entanto, é inegável a importância para a comunidade cristã, especialmente para os mais novos, de modelos, de pessoas que viveram a nossa realidade, pisaram o nosso chão e venceram. A Igreja, então, com muito cuidado e zelo, analisa a vida de seus fiéis com fama de santidade, sendo a canonização a sentença definitiva pela qual o Papa insere no “Catálogo dos Santos” alguém já proclamado Bem-aventurado, podendo lhe ser prestada veneração.

Processo que pode demorar muitos anos. Seu início só pode acontecer cinco anos após a morte da pessoa.

 

 

 

11141102-279x300.jpg

 

 

Leia também: Você conhece os Santos brasileiros?

Todos os cristãos são chamados a viver a santidade

Um Santo viveu entre nós – São João Paulo II

“O Brasil precisa de santos. Muitos santos!”

A santidade é a vocação do cristão

 

sede_santos.png

 

 

Santidade verde-amarela

 

 

A lista de brasileiros com fama de santidade é longa. Mas fica pequena perto do cotidiano de tantas e tantas pessoas que dedicam sua vida aos outros, a um mundo melhor, à evangelização. São irmãs, padres, advogados, jovens, mártires, deficiente-físico, analfabeta. Manuel, Albertina, Mariano, Marias, Josés. Alguns conhecidos como o jesuíta José de Anchieta. Outros nem tanto, como o coroinha Adílio. Mas em suas regiões atraem muitos em peregrinação, como Nhá Chica, no sul de Minas, Frei Damião no nordeste ou Padre Donizetti no interior de São Paulo.

De uma época já um pouco distante, como os chamados Protomártires do Brasil, martirizados no Rio Grande do Norte por holandeses e índios em 1645, ou recentes, que chegaram a conviver conosco, como o “anjo bom da Bahia”, irmã Dulce, o redentorista radialista Padre Vitor Coelho e o sacerdote mineiro Alderige Torriani.

Muitos não nasceram aqui, mas adotaram nossa terra, como o polonês padre Rodolfo Komorek; salesiano, morou em Lavrinhas, SP, no Colégio São Manuel, hoje uma casa Canção Nova de pré-discipulado (fase de iniciação da comunidade). Morando alí, padre Rodolfo deixou sinais da santidade de Deus: há relatos de bilocação (estar em dois lugares ao mesmo tempo) e até do polonês ter andado na chuva sem se molhar… Na década de 40 contraiu uma grave doença. A tuberculose o levaria a São José dos Campos, então uma estância de tratamento da doença. Analisado por um renomado médico, Nelson D’Avila, foi lhe dado apenas três meses de vida e recomendação de repouso absoluto. Viveu por nove anos na cidade fazendo atos de caridade e celebrando missas no sanatório…

 

intercessao_culto_santos.png

 

 

 

Santidade nas pequenas coisas

 

 

O tema santidade também é abordado insistentemente por Monsenhor Jonas Abib, ao ponto de se cunhar a frase/lema: “Ou Santos ou nada”. O fundador da Comunidade Canção Nova dedicou seu apostolado nos meios de comunicação, junto aos jovens, para se superar o conceito de que santidade é algo distante, própria de pessoas estranhas ou de super-heróis. Ao contrário, espalhou a semente do trabalho santificado, em que cada ação se torna uma oração. Muito ao estilo de São João Bosco que ensinava aos seus meninos que a santidade consiste em fazer bem as pequenas coisas do dia a dia. São Domingos Sávio é fruto desse “modelo” de santidade. Uma santidade que veste camiseta e calça jeans e nada tem de enfadonho ou triste. Pois Dom Bosco também dizia: “um santo triste é um triste santo”…

 

Prof. Felipe Aquino
Osvaldo Luiz

 

FELIPE AQUINO - Escritor católico. Prof. Doutor da Universidade de Lorena. Membro da Renovação Carismática Católica.

 

 



publicado por Luso-brasileiro às 10:37
link do post | comentar | favorito

PAULO R. LABEGALINI - ENTRE O CÉU E O INFERNO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Paulo Labegalini.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Certo dia, uma diretora de Recursos Humanos de uma grande empresa morreu e sua alma chegou ao Paraíso, onde conheceu São Pedro. Disse-lhe o santo:

- Bem-vinda, mas não estamos seguros de que você se sentirá feliz conosco. É muito raro uma diretora de sucesso chegar aqui, sabia?

- Eu tenho outra opção? - questionou a mulher.

- Bem, façamos o seguinte: você passa um dia no inferno e outro aqui; então, escolhe onde quer ficar eternamente.

E ela desceu até o inferno. Chegando lá, a diretora entrou num clube maravilhoso e logo encontrou os amigos que trabalharam com ela – todos em trajes de festa e muito felizes. Jogaram golfe, jantaram juntos num ótimo restaurante e se divertiram bastante.

O diabo, surpreendentemente, mostrou-se um anfitrião de primeira classe. Era elegante, charmoso e muito educado. A executiva sentiu-se tão bem que, antes que desse conta, já estava na hora de ir embora.

Subiu, subiu, subiu... e se viu novamente na porta do Paraíso. Nas 24 horas seguintes, a mulher tocou harpa, rezou e cantou. Era tudo tão bonito e sereno que, também, quando ela percebeu, o dia já havia acabado. E São Pedro chegou para perguntar:

- Então, você pode me dizer o que escolheu?

- Senhor, o Paraíso é maravilhoso, mas me senti bem melhor lá embaixo, com meus amigos e aquela vida social intensa, que prefiro voltar pra lá.

Assim, ela, outra vez desceu, desceu... e, quando chegou, encontrou um lugar sujo e cheio de coisas ruins. Viu todos os amigos vestidos com trapos, trabalhando como escravos e aguilhoados por diabos. Dirigiu-se, então, a um dos capetas e perguntou-lhe chorando:

- Não entendo, ontem eu estive aqui e havia um clube! Comemos lagosta, caviar, dançamos e nos divertimos muito; agora, tudo o que existe é um deserto cheio de lixo e meus amigos são uns miseráveis!

O diabo olhou para ela, sorriu e disse-lhe:

- Ontem, estávamos lhe contratando. Hoje, você já faz parte da equipe. Ah, ah, ah...

Caro leitor, não encare esta história simplesmente como mais uma dentre dezenas que lhe contei. Peço que reflita e conclua que isso realmente acontece conosco todos os dias. Nos deparamos com o bem e com o mal a cada instante e decidimos qual o melhor caminho a seguir, não é mesmo? Mas, será que ainda dá para ter dúvidas entre as coisas que nos levarão ao Céu e ao inferno?

Bem, se a dúvida aparecer, pense o que Jesus Cristo faria se estivesse no seu lugar. Faça o mesmo e as portas do Céu se abrirão para você. Se agirmos assim, passaremos: a perdoar mais, a ofender menos, a ter paciência nos momentos difíceis, a amar mais o irmão que nos agride; enfim, tudo o que Jesus faria!

Portanto, quando você estiver para fazer algo que lhe pesará na consciência, pare e pense que está entre o Céu e o inferno. Se cair na tentação e desagradar a Deus, perderá o ‘estado de graça’ que se encontra e, como consequência, poderá ficar sem a proteção Divina no futuro. E eu lhe pergunto: vale a pena perder a companhia do seu anjo da guarda e se lambuzar de pecados?

É importante sabermos que o diabo faz de tudo para nos contratar, mas depois... Ao contrário, quando ficamos disponíveis para atender os chamados de Jesus, vislumbramos grandes recompensas no Paraíso. Mesmo aqui na Terra, só não recebe muitas graças quem não quer!

E para completar a mensagem de hoje, vou lhe contar mais uma história e, ao terminar a leitura, peço que você reflita se está desempenhando bem a sua missão de ‘barbeiro que almeja o Céu’.

Era uma vez um homem que foi ao barbeiro. Enquanto tinha seus cabelos cortados, contava suas experiências com Deus. O barbeiro, ia ouvindo e censurando a forma como o Senhor abençoava seu cliente.

Tantas foram as referências sobre o assunto que, repentinamente, o barbeiro incrédulo, não aguentando mais tanta religiosidade, falou:

- Deixa disso, meu caro. Deus não existe!

Surpreso com tal demonstração de ateísmo, o homem retrucou:

- Por que você diz isso?

- Ora, se Deus existisse mesmo, não haveria tantos doentes, mendigos, guerras etc. Olhe em volta e veja quanta tristeza!

Para não continuar discutindo, o freguês pagou o serviço e foi saindo da barbearia, quando avistou um homem maltrapilho, com longos e feios cabelos, barba desgrenhada e suja abaixo do pescoço. Voltando-se para o barbeiro, comentou:

- Sabe de uma coisa? Você falou da sua descrença em Deus e eu quero lhe dizer que não acredito que barbeiros existam.

Também surpreso, o barbeiro gritou:

- Como? O que tem a ver uma coisa com a outra?

- É claro que tem! Se existissem barbeiros, certamente não haveria pessoas de cabelos e barbas compridas e sem trato, não é?

O barbeiro, então, dando de ombros, respondeu:

- Ora, existem porque evidentemente não vêm a mim!

O fervoroso homem abriu um largo sorriso e disse-lhe:

- Ah! Agora você respondeu porque ainda existe tanta tristeza em torno de nós.

 

 

 

 

PAULO ROBERTO LABEGALINI - Escritor católico. Vicentino de Itajubá - Minas Gerais - Brasil. Professor Doutor do Instituto Federal Sul de Minas - Pouso Alegre.‘Autor do livro ‘Mensagens Infantis Educativas’ – Editora Cleofas.



publicado por Luso-brasileiro às 10:29
link do post | comentar | favorito

HUMBERTO PINHO DA SILVA - CONNOSCO É DIFERENTE !

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Que alegria, que contentamento, que felicidade, se encontra estampado nos olhos da mãe, ao pegar, pela primeira vez, o recém-nascido! …

Ele é tudo, para ela. Quantas horas mal dormidas irá passar? Quantas horas de aflição? Quantas horas de angústia? Porque: o filho amado, está com: febre; não come: rejeita medicamentos; feriu-se gravemente, e chora de dor…

Mas, tudo passa, ao ver o sorriso inocente; o gesto de ternura; a gracinha comovedora do menino…

Deslumbrados com a maravilha – por eles criado, – amam-no de tal jeito, que darão a própria vida, para proteger, sua vida…

Assim, a criança, cresce, lentamente…Lentamente, cria laços de amizade: no infantário; depois na escola… mais tarde na vida…

E pouco a pouco, vai, com desgosto, verificando que os progenitores, não eram, como pensava: super-homens…

O adolescente, irreverente e desiludido, procura, agora, afastar-se. Além de “ignorantes”, os pais, ainda são retrógrados…velhotes, “coroas”…

Em desespero, a mãe, numa tentativa de o prender, encobre-lhe leviandades, paparica-o, e chora baixinho, para que o pai não a ouça… e não ralhe.

Mas a “criança”, agora adulto, tem ânsias de liberdade: libertar-se das amarras paternas… Mostra-lhes vontade imperiosa de navegar… de ser livre…

E, enquanto cresce, desenvolve-se, e se torna homem, os pais, envelhecem… Surgem-lhes as primeiras rugas e adiposidades indesejáveis; achaques próprios da idade; reumatismo; perdas de memória; enfim: chega a caturrice…

Cansado de cuidados e recomendações paternas, começa a censurá-los: o modo como vivem: hábitos antiquados, que os domina; tiques e trejeitos…

E os pais, sempre a envelhecerem… e a paciência do filho, sempre a esgotar-se….

Farto de escutar: velhos e conhecidos episódios; gracinhas de infância; e de os ver adormecer, diante da TV, e nos transportes públicos; de tanta rabugice e caturrice, a “ criança”, que tanto amaram, agora considera-os: dementes, incapazes; e passa a escolher-lhes: a roupa que vestem; a comida que comem; os remédios, que tomam; as horas de dormir e passear…

Apesar do coração paterno chorar tristemente de dor; e a alma continuar jovem… (em corpo velho); os progenitores, tudo perdoam… porque muito amaram…. E muito lhe querem…

Um dia – o dia sempre chega, – partem…para não mais voltarem…

Então, o filho, recorda com tristeza: tempos antigos; conversas e carinhos; conselhos mal ouvidos. E o coração constrangido, começa a chorar de saudade…

Só agora, repara, assombrado, que o seu próprio filho, que pensava ser diferente, porque educara-o com muito amor, está a percorrer as mesmas fases, que ele passou…

Isto é a vida! … A vida, que sempre se renova; mas que é sempre igual…

E nós que pensávamos, que, connosco, seria diferente! …

 

 

 

 

HUMBERTO PINHO DA SILVA   -    Porto, Portugal



publicado por Luso-brasileiro às 10:21
link do post | comentar | favorito

JORGE VICENTE - FOZ CÔA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jorge Vicente.jpeg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

65538839_316349872587754_7631971501318602752_n.jpg

 

 

 

 

JORGE VICENTE    -   Fribourgo, Suiça

 

 

 

 

***

 

 

ENTREGA DO PRÉMIO:

 

COLAR GUILHERME DE ALMEIDA

 

A DOIS COLABORADORES DO NOSSO BLOGUE

 

 

 

unnamed.jpg

 

 

No final da sessão do dia 28/6/2019, no salão nobre da Câmara Municipal de São Paulo, o Cardeal-Arcebispo de São Paulo, D. Odilo Pedro Sherer, o Desembargador José Renato Nalini (ex-presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo) e o Prof. Dr. Armando Alexandre dos Santos. Os três estão portando o Colar Guilherme de Almeida, que haviam acabado de receber.

 

 

 

 

***

 

NOTICIAS DA DIOCESE DO PORTO

 

 

 

 http://www.diocese-porto.pt/

 

 

NOTICIAS DA DIOCESE DE JUNDIAÍ - SP

 

 

 https://dj.org.br/

 

***

 

 

 

Leitura Recomendada:

 

 

 

 

 

Resultado de imagem para Jornal A Ordem

 

 

 

 

 

Jornal católico da cidade do Porto   -    Portugal

 

Opinião   -   Religião   -   Estrangeiro   -   Liturgia   -   Area Metropolitana   -   Igreja em Noticias   -   Nacional

 

 

https://www.jornalaordem.pt/

 

 

 

 

 

 

***

 

HORÁRIOS DAS MISSAS NO BRASIL

 

 

Site com horários de Missa, confissões, telefones e informações de Igrejas Católicas em todo o Brasil. O Portal Horário de Missas é um trabalho colaborativo onde você pode informar dados de sua paróquia, completar informações sobre Igrejas, corrigir horários de Missas e confisões.



https://www.horariodemissa.com.br/#cidade_opcoes 

 

***

 


publicado por Luso-brasileiro às 10:03
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links