PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sábado, 30 de Junho de 2012
BEATRIZ W. DE RITTIGSTEIN - O ATUAL E SANGUINÁRIO REGIME PERSA

 

 

http://www.eluniversal.com/opinion/120626/regimen-sanguinario

 

 

 

De modo arbitrário, acusam-se mulheres de adultério; a sentença é morrer por apedrejamento (ante o olhar tolerante e permissivo do ocidente gerado pelo do engodo do "multiculturalismo").

 

 

Desde o seu começo, a revolução fundamentalista islâmica no Irã mostrou seu total desapego pela condição humana, passou a cobrar de seus cidadãos apenas deveres - quase todos com base no Corão - e lhes nega sistematicamente os mais comezinhos direitos da pessoa humana, hoje reconhecidos universalmente pelas nações civilizadas. Assim, durante a guerra entre o Iraque e o Irã, o aiatolá Komeini distribuiu 500 mil chaves de plástico às crianças da cidade de Basij, dizendo a elas que as chaves serviriam para a sua entrada no paraíso e ordenou que marchassem através de campos minados entoando cânticos enaltecendo o martírio em louvor a Alá. Milhares dessas crianças morreram ou ficaram mutiladas nessa guerra, ocupando as linhas de frente e encarando o fogo do combate. Isso mostra como os 'heroicos' fundamentalistas islâmicos, até hoje, perpetram seus ataques terroristas usando mulheres e crianças como escudo humano, para poder em seguida exibir ao mundo a "perversidade do inimigo".

Independentemente de quem seja o presidente - que não passa de um pau mandado do clero odioso fundamentalista - o regime dos aiatolás tem imposto normas estritas pelas quais controla, escraviza e se imiscui intensamente na vida privada da sua população. Os imãs fundamentalistas fazem a sua parte de lavagem cerebral dentro das mesquitas, sob a vigilância constante de watchdogs de sua famigerada doutrina pseudoreligiosa.

O regime cruel e desumano é oriundo de um estado totalitário, porém, travestido de institucionalmente democrático, com Parlamento, Judiciário e Executivo que, todavia, são marionetes cujos cordões são manipulados pelo clero radical. Tal estado, persegue seus cidadãos quando estes não cumprem os rígidos códigos do fundamentalismo islâmico. Entre tantos aspectos, a teocracia é intolerante à homossexualidade, que é punida com pena de morte. As autoridades estabeleceram as "patrulhas do terror", por meio das quais a polícia "limpa as ruas de tais criminosos". 

O mesmo radicalismo irracional se aplica, de modo arbitrário, às mulheres, que são corriqueiramente acusadas de adultério, para cujo 'crime' a sentença é morrer apedrejada em praça pública. Além disso, o não vestir-se de acordo a lei sharia - cobrir o cabelo e o rosto com um véu - é motivo para que elas sejam acossadas, agredidas e até presas pela famigerada "polícia religiosa".

Em relação à oposição, é só lembrar como o regime teocrático radical coibiu os protestos após a fraude nas eleições presidenciais de 2009, que assegurou o poder à marionete do Mahamud Ahmadinejad. Nessa ocasião, para calar a dissidência, o regime censurou a mídia, reprimiu as manifestações populares, prendeu num número enorme de pessoas (prisão em massa), torturou e assassinou.

Quando essa marionete islamo-fascista chamada Ahmadinejad comparece a foros mundiais, deve-se ter em mente e adquirir consciência de quem ele é e o perigo que existe em admiti-lo em nosso meio. A fajutice da alegação de "diferenças culturais" tem protegido o trabalho francamente subversivo desse facínora em solapar e menosprezar os nossos verdadeiros valores morais e civilizacionais judaico cristãos. O ocidente tem tido uma tolerância francamente desproporcional com o fundamentalismo islâmico que não encontra, nem remotamente, paralelo com tal atitude por parte de Teerã. Paris e Londres, por exemplo, são vitrines que exibem tais absurdos. 

 

 

BEATRIZ W. DE RITTIGSTEIN para o jornal venezuelano 'EL UNIVERSAL'

Tradução livre, não literal de FRANCISCO VIANNA

Terça feira, 26 de junho de 2012

 

bea.rwz@gmail.com

Tradução de francisco.vianna@terra.com.br

 



publicado por Luso-brasileiro às 14:36
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links