PAZ - Blogue luso-brasileiro
Segunda-feira, 30 de Julho de 2012
PAULO ROBERTO LABEGALINI - MINHAS SETE MULHERES

 

                                                  

 

 

 

Comentarei hoje o meu amor pelas sete mulheres da minha vida.

A primeira, minha mãe, talvez eu nem precisasse confirmar, já que, como muitos dizem: ‘mãe é mãe’; mas a minha é realmente uma grande mãe em todos os sentidos. Ela aconselha, respeita minhas decisões e reza sem parar. Ah, dona Wanda também é uma super-avó, sogra carinhosa como poucas e transborda alegria. Graças a Deus, ela é minha mãe!

Minha irmã, Maria Aparecida, também foi muito importante nesses meus 55 anos de vida. Mesmo hoje, quando preciso, ela me estende a mão, o braço, o ombro... enfim, não mede esforços para me ajudar. Gerou meus três queridos sobrinhos e luta incansavelmente pelo bem estar de todos.

Bem, a terceira, é minha abençoada esposa. Esta, todos conhecem, porque é figurinha fácil ao meu lado por onde vou. Já passamos grandes provações juntos – aliás, imensas!– e aprendemos a nos amar de verdade. Há dez anos, trocamos as brigas por orações e o desespero pela confiança nas promessas do Senhor.

Agora, vou falar da Thaís, minha filha mais velha. Quando ela nasceu, eu chorei de alegria. Lembro-me que encontrei a Irmã Emiliana no corredor da maternidade e, em prantos, disse-lhe que já era pai! E, aqui entre nós: ela também é chorona como eu e viria chorar se ouvisse isto.

Chegou a vez da quinta? Bem, é a quinta a ser citada apenas na ordem cronológica de nascimento, pois minha segunda filha, Soraia, tem dons muito especiais na família: é professora de português, canta afinadíssimo e tem olhos azuis! Antes, eu a carregava comigo para cantar nas missas, agora, ela me chama à oração.

A sexta mulher da minha vida é a minha netinha, Luísa, de 4 anos. Graças ao bom Deus, ela é um encanto de criança e diz que é o meu grude! Mora no sul do Paraná e, quando nos despedimos para viajar de volta, cada um fica uns dias chorando de saudades– ela e eu. Como é bom ser avô!

Falta falar de quem? É claro: Nossa Senhora! Sou apaixonado por ela e nem sei dizer quanto. Já lhe prestei homenagens cantando, trabalhando, compondo, escrevendo e falando do amor que sentimos um pelo outro. Eu peço, ela me atende; ela pede e eu faço. É uma relação simples e sincera entre um coração de mãe e seu filho obediente.

Se não fosse por ela, eu nem estaria aqui confessando o meu amor pelas outras seis mulheres; na verdade, nem imagino onde e como eu estaria agora. Deus a colocou para me proteger, me guiar, e diariamente rezo assim a ela: ‘Santa Mãe querida, dai-nos a sua bênção. Que os raios de luz de sua coroa sejam lâmpadas para os nossos pés e que seu sagrado manto seja o nosso eterno abrigo. Que o seu infinito amor nos assista, amém!’.

Minhas outras seis mulheres sabem que a Mãe de Deus é o grande amor da minha vida. É por isso que eu as amo tanto também.

 

 

 

 

PAULO ROBERTO LABEGALINI -    Escritor católico, Professor Doutor da Universidade Federal de Itajubá-MG. Pró-reitor de Cultura e Extensão Universitária da UNIFEI



publicado por Luso-brasileiro às 13:47
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links