PAZ - Blogue luso-brasileiro
Domingo, 23 de Setembro de 2012
MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE - PEQUENO GRANDE HOMEM

 

 

         

 

 

 

 

 

 

Fiquei pensando sobre as referências a DOM JOSÉ RODRIGUES DE SOUZA, Bispo Emérito de Juazeiro da Bahia, que faleceu aos 86 anos no último dia nove, qual seria a melhor como título desta crônica: Bispo dos Excluídos, ou Profeta do Semiárido, ou Pequeno Grande Homem. Optei pelo último porque os grandes homens, não importa a estatura, possuem olhos para os marginalizados e são profetas.

Todas as criaturas de Deus merecem respeito, sejam elas quem for, mesmo os nossos desafetos. Com algumas, contudo, menor ou maior número de afinidades nos coloca em comunhão. Foi assim que nasceu a amizade com Dom José, em 1985, quando lhe escrevi para saber mais sobre o trabalho, em Juazeiro, com mulheres aliciadas pelo comércio do sexo. A Pastoral da Mulher – Santa Maria Madalena, em nossa Diocese, dava os seus primeiros passos e desejávamos conhecer a caminhada de outros grupos da Igreja no submundo da prostituição. Depois disso, comumente, além da correspondência que trocávamos, passava conosco o dia livre da Assembleia dos Bispos em Itaici. Era simples, verdadeiro, de inteligência brilhante e comprometido com os mais pobres dos pobres. Certa vez, da janela aqui de casa, observando o morro do São Camilo, me disse que, por certo, Deus nos conduzira a habitar no morro em frente, para que nunca me esquecesse dos que se acotovelam na periferia das grandes cidades e olhasse para eles com misericórdia.

Três pontos nos uniam: o amor a Jesus Cristo, a compaixão pelas mulheres excluídas, o gosto pela literatura. Dom José, nascido em Paraíba do Sul (RJ), ingressou no Seminário dos Redentoristas em 1938. Foi nomeado Bispo de Juazeiro em 1974, onde ficou até 2003, após pedir a renúncia pela idade. Passou a viver no Convento Redentorista de Trindade (GO). Em Juazeiro atuou com firmeza e coragem em defesa dos direitos da população pobre das caatingas, beira do rio e periferias urbanas. Lutou contra os aspectos políticos que sustentavam a indústria da seca no semiárido brasileiro. Reagiu aos projetos governamentais, como exemplo ao da Barragem de Sobradinho, a fim de que as populações residentes não ficassem sem as indenizações. Implantou, naquela Diocese, sete pastorais sociais, Círculos de Cultura com Paulo Freire, um setor diocesano de comunicação, uma biblioteca de 45 mil volumes. Realizou uma campanha pioneira pelas cisternas familiares de água de chuva.

Dentre os acontecimentos de sua vida que me comoveram está a de se trocar, por um bebê, na ponte que ligava Juazeiro a Petrolina, quando do sequestro do gerente do Banco do Brasil. Sob a mira de armas, ele e a família do gerente por vários dias percorreram as caatingas. Em um dos dias, o sequestrador que estava do lado dele adormeceu e ele, com acesso à arma, o acordou. Disse-me que não faria o mesmo que aquele homem. Mais tarde, visitou, por algumas vezes, os infratores em presídio em Brasília e fez o casamento de um deles.

Partiu, com Deus que passou na brisa, como viveu, despojado de bens materiais e levando na alma, como bagagem, palhas da gruta de Belém.

 

 

 

 

 

 

Maria Cristina Castilho de Andrade

Coordenadora Diocesana da Pastoral da Mulher – Santa Maria Madalena/ Magdala, Jundiaí, Brasil



publicado por Luso-brasileiro às 19:56
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links