PAZ - Blogue luso-brasileiro
Quinta-feira, 25 de Abril de 2013
FRANCISCO VIANNA - MADURO DISPOSTO A MANDAR CAPRILES PARA A PRISÃO E CALAR OPOSIÇÃO

 

 


 

 

 

FRANCISCO VIANNA (da mídia internacional)

 

       Quinta feira, 18 de abril de 2013

 

 

 

 

2013-04-18_102728.jpg

 

 

“Nicolás perdestes, marionete de Castro”, é o que diz o grafite denunciando uma possível – e provável – fraude nas eleições presidenciais da Venezuela. Grafitagem como essa, está surgindo em muitos lugares em Caracas. GERALDO CASO / AFP/Getty Images

 

 

            O regime autoritário encastelado no Palácio Miraflores, em Caracas, parece disposto a cruzar a linha vermelha limite, de não retorno, e abandonar qualquer resquício de aparência de democracia na Venezuela, ao planejar e tomar as primeiras providências para levar à prisão o líder da oposição Henrique Capriles – “derrotado” por uma diferença mínima nas eleições de 15 de abril para suceder ao falecido presidente Hugo Chávez – e, assim, silenciar as vozes dos deputados no Congresso e dar a Maduro carta branca para a repressão política.

            Tais providências tomadas pelo regime Caracas acontecem num momento em que o governo enfrenta uma crise de legitimidade, com o país amplamente dividido, e a oposição questionando os resultados das “urnas eletrônicas” de domingo último e que o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) declarou terem sido vencidas pelo pelego designado por Chávez, Nicolás Maduro, por uma margem inferior a dois pontos percentuais.

 

 

2013-04-18_102825.jpg

 

 

Grafite por sobre propaganda eleitoral governista num muro de rua em Caracas denuncia como sendo fraudulentos os resultados das eleições. RAUL ARBOLEDA / AFP/Getty Images

 

 

            Todavia, a possível e até provável prisão potencial de Henrique Capriles, somada às crescentes dúvidas emergentes sobre a legitimidade do novo mandato de Maduro, poderá incluir, definitivamente, o atual regime venezuelano na lista reservada às ditaduras. “Maduro já tinha ocupado a presidência interina de forma ilegítima ao ser nomeado de forma inconstitucional como presidente em exercício, quando o cargo deveria ter sido preenchido por Dualdo Cabello, presidente da Assembleia Nacional (Parlamento)”, disse o ex-embaixador do Panamá junto à OEA, William Cochez. Falando pelo telefone, Cochez disse ainda que: “agora a coisa é diferente e ainda mais grave, do que quando se apossou do cargo, uma vez que a democracia venezuelana estava enferma. Maduro, então, usurpou o poder em 10 de janeiro e a ilegitimidade do regime desde então só vem se agravando. A democracia, agora, está agonizante e vivendo seus últimos e tristes momentos no país”.

            Maduro enfrenta o clamor de mais da metade da população do país para que autorize a recontagem dos votos depositados nas eleições de domingo, em meio às acusações da oposição de que as mais de 3 mil irregularidades detectadas podem ter de fato mudado o verdadeiro resultado da votação.

 

 

2013-04-18_103043.jpg

 

 

Ontem, quarta feira, uma jovem passa em frente a um muro grafitado que denuncia a fraude nas eleições presidenciais da Venezuela no último domingo. GERALDO CASO / AFP/Getty Images

 

 

            No entanto, as demandas em prol de uma recontagem dos votos foram enfrentadas nesta semana pela repressão policial às manifestações de protesto que os opositores realizavam pacificamente em diferentes cidades do país, ações truculentas que causaram a morte de pelo menos sete pessoas. As ordens foram dadas por Maduro ao obediente sistema judicial venezuelano para que este abra processos contra Capriles, o candidato oposicionista.

            Por incrível que pareça, o governo ‘bolivariano’ quer prender Capriles sob a acusação de ser o responsável pela violência exercida pelos organismos estatais de ordem pública. “Vão acusá-lo de crimes de incitação popular à rebelião, de causar desordens públicas e fechamento de vias públicas. Além disso, será investigado pelas mortes e lesões corporais infligidas pela polícia do sistema nos protestos de anteontem”, disse um informante que falou sob anonimato.

            O regime socialista de Caracas pretende, assim, silenciar o crescente clamor popular em prol de uma recontagem de votos, que segundo o CNE “é impossível de ser feita nas urnas eletrônicas”, de fabricação brasileira e que não emitem comprovante impresso dos votos, embora sejam projetadas para fazê-lo, o que tem sido considerado por muitos, inclusive no Brasil, como fator causador de fraudes eleitorais pelo sistema eletrônico.

            Enquanto isso, Washington já mandou avisar que não reconhecerá o governo de Maduro, caso as suspeitas de fraude eleitoral não se dissipem através de uma recontagem dos votos.  Maduro, por sua vez, disse que não está nem aí para o reconhecimento estadunidense do resultado da eleição.

            Hoje, em caráter de urgência, foi convocada uma reunião dos principais líderes sulamericanos, a ser realizada em Lima, no Peru, para apreciar a situação institucional que a Venezuela atravessa. Imaginem o que essa reunião pode decidir...

 

 (da mídia internacional)

Quinta feira, 18 de abril de 2013

 

 

 

FRANCISCO VIANNA  -   Médico, comentador político e jornalista  - Jacarei, Brasil.

 



publicado por Luso-brasileiro às 11:17
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links