PAZ - Blogue luso-brasileiro
Quinta-feira, 30 de Maio de 2013
RENATA IACOVINO - PAIXÃO PELOS VINIS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Entro no quarto e ao colocar minha roupa no mancebo, ao lado do aparelho de som antigo (antigo porque tem toca-discos, discos, gravador de fita K-7... enfim, elementos de minhas reminiscências), deparo-me com alguns plásticos que protegem minhas relíquias em forma de vinil, levemente triturados e as capas que os acompanham também levemente puxadas para fora do compartimento onde ficam guardados.

 

A quantidade é grande, o espaço entre eles é nenhum. Supõe, pois, algum esforço – que não apenas o sobrenatural – para deixá-los naquele estado, salientes.

 

Então lembro que outro dia já havia me deparado com tal mistério, porém... olhei e não observei. A correria, os zil problemas rondando a cabeça, talvez tenham sido responsáveis por essa distração, que já se tornou tão corriqueira, tão companheira.

 

Eis, então, que a cena se repete. E aí sim, o sobressalto sobrepôs-se à distração.

 

Quem o teria feito, já que nem ninguém, excetuando eu, habita esta casa? Certamente alguém que, como eu, ainda cultua vinis!

 

Tento averiguar se há algum faltando... não, tudo devidamente com seu espaço apertado, sem folga, com a essencial dificuldade para se desprender, digamos... sozinho!

 

Neste momento adentra o quarto meu companheiro mais do que fiel, meu gato! E a ficha cai. Como não lembrei que há mais que um habitante neste lar? Então, indago-o: “Dimitri, você por acaso viu alguém entrar aqui? Viu alguma mão pousar sobre ou entre esses objetos que à vista da contemporaneidade são chamados de não identificados???”. Nem uma palavra, apenas um miado rouco, mas que nada revelou.

 

Empurrei os discos para o lugar. Comecei a ajeitar minhas roupas e as tralhas que costumo levar e trazer nessas idas e vindas de São Paulo para Jundiaí. Então... ouço um barulhinho de plástico, olho para o aparelho de som, lá está ele, Dimitri a puxar um dos vinis. E para minha surpresa, aquele que foi um marco em minha vida: o primeiro disco da Elba Ramalho, de 1979, intitulado “Ave de Prata”. Sinto-me aliviada duas vezes e dou uma risada abraçando meu gato.

 

Lágrimas tolas me vêm aos olhos. Talvez por crer que só nos animais vejo humanidade hoje em dia. Talvez pelo reconforto em sentir um momento de alegria proporcionado de uma forma tão inusitada. Talvez por me flagrar viva e perceber que nem tudo está perdido.

 

 

 

 

 

Renata Iacovino, escritora, poetisa e cantora / reiacovino.blog.uol.com.br /
reval.nafoto.net / reiacovino@uol.com.br

 



publicado por Luso-brasileiro às 13:03
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links