PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sexta-feira, 21 de Junho de 2013
MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE - QUANDO A VIDA FAZ DIFERENÇA

 

 

 

 

 

 

O menino apegou-se à mamãe à primeira vista. Amor de bisneto à bisavó. Estava com seis anos e ela com 82. Passou a tratá-la de Vozinha. O menino se fez para ela, nos dois dias da semana em que ensinava artesanato, experiência de acalanto. A tal ponto que chegava a abdicar de brincadeiras infantis para permanecer ao seu lado. E teimava em ser seu aluno. A mamãe lhe trouxe uma tela de tapeçaria, com a figura do Mickey, que ele bordou com esmero. É o quadro que possui na cabeceira da cama.

Intenso na afetividade, mas também nas peraltices. Ao se aproximar a adolescência, considerava-se com direito a ser livre, no horário de volta para casa, na frequência ou não à escola, nas amizades com garotos mais velhos, envolvidos com a clandestinidade. Passou a se rebelar ao ser corrigido por um adulto, alguém mais próximo ou mais distante. Não o perdíamos de vista, por crermos que é possível, sem deixar de insistir nos limites, trazer de volta ao equilíbrio pelo fio da afeição.

As ruas possuem becos escuros. O acesso é facilitado, todavia há riscos do regresso ser interrompido pela morte. Quantos meninos de vida tragada pela droga, pelo crime, pela arrogância por possuir uma arma de fogo. Existe para diversos, nessa idade, que têm acesso fácil à rua e possuem autoestima rebaixada, uma atração por desvendar o que existe por trás dos lugares sombrios. Pensam que serão bem sucedidos em algo e se transformarão em adultos antes do tempo, sem dar satisfação em casa.

Nos anos retrasado e passado, ele se inseriu e se distanciou por algumas vezes do projeto Casa da Fonte - CSJ. Faltava às aulas ou se comportava inadequadamente. Era convidado a retornar somente com a presença da mãe. Ficava um tempo sem aparecer e depois insistia, chorando, para que fosse matriculado de volta. Educar exige paciência,  tolerância, proximidade e obstinação para indicar o correto. Embora com oscilações tantas, ao adentrar o espaço, nos dias das aulas de artesanato, era sua Vozinha que buscava  primeiro.

Neste ano voltou decidido a mudanças. Alguns resquícios de atitudes anteriores são mais fáceis de corrigir. Aceita conselhos e reprimendas. Afastou-se dos desvios e a frequência na escola é satisfatória. Gosta de futebol e de outros jogos. Interessa-se pelas atividades que propomos por considerá-las adequadas. Nem que seja por um instante, porém, saúda carinhosamente a Vozinha.  Fez 13 anos e ela 89. A distância no tempo, creio que pela ternura, não os afasta. Semana passada, chegou até ela com uma mão em concha e a outra cobrindo algo. Desejava que adivinhasse o que trazia em proteção. Comentou que ela, que defende os animais e abomina qualquer tipo de violência, se alegraria. Um grilo que amparou ao encontrá-lo no campo de futebol. Em seguida, colocou-o em um canto seguro.

Quando se percebe que a vida faz diferença, a própria e a que se encontra em seus caminhos, é sinal de que a luz impera sobre as trevas.

 

 

 

 

MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE   - É coordenadora diocesana da Pastoral da Mulher – Santa Maria Madalena/ Magdala. Jundiaí, Brasil.

 



publicado por Luso-brasileiro às 11:46
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links