PAZ - Blogue luso-brasileiro
Quinta-feira, 27 de Junho de 2013
LAURENTINO SABROSA - O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO E ALGUMAS DIVAGAÇÕES A PROPÓSITO - XVl

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para terminar as considerações que quis desbobinar a propósito do malogrado ACORDO, tenho a dizer ao leitor mais uma coisa que para mim não é nada fagueira e nobilitante. Se como vimos, há um DIA EUROPEU DAS LINGUAS, também há um dia denominado DIA INTERNACIONAL DA LINGUA MATERNA, instituído por iniciativa da UNESCO, celebrado desde o ano 2000 em 21 de Fevereiro de cada ano, mas que a Comunidade de Países de Língua Portuguesa estabeleceu, em especial para o Português, o dia 15 de Maio. Quer dizer: por um lado, procura-se o multilinguismo, mas por outro, procura-se valorizar a língua de cada país, para ser preservada e venerada pelos seus cidadãos, pois que, na verdade, não há incompatibilidades.

Que se tem feito em Portugal e mesmo nos países da referida Comunidade? Eu não sei de nada, mas, tristemente, sei que não estou só a não saber de nada. Se na internet há algo a esse respeito, eu não consegui encontrar. O que encontramos com muita facilidade, é o desleixo, a ignorância de um povo que não preza a sua língua, com uma crosta de indiferença e apatia tão dura que as poucas vozes que se levantam contra são inoperantes. Até parece que ninguém sabe que existe um DIA INTERNACIONAL DA LINGUA MATERNA, e que os poucos que sabem não se preocupam com aproveitá-lo, para combater toda a espécie de erros, em cartazes públicos, nas ementas dos restaurantes, nos títulos e notícias de jornais. Aliás a preocupação sobre a língua materna,devia existir todo o ano. Mas, ao contrário, durante todo o ano, os nossos políticos, às vezes mesmo em Portugal, fazem gala de discursar em francês ou inglês; as camisolas ou t-shirts da nossa juventude, estão cheias de frases ou letreiros em inglês, alguns muito palermas e descabidos; é a ignorância crassa e confrangedora de quase todos mostrada em programas da TV, nos concursos de ordem cultural – etc. etc., o muito de que já falei ao leitor e o que o leitor pode ver mesmo sem eu lho apontar. Há  muitos textos em louvor da nossa língua. Um deles, que também aparece na internet, é um poema da autoria de José Jorge Letria, de que apenas posso transcrevo uma parte:

A língua que falas e escreves é uma árvore de sons que tem nos ramos as letras,

Nas folhas os acentos e nos frutos o sentido de cada coisa que dizes.

 

……………………………

A árvore desta nossa língua cresce no nosso quintal e definha de vergonha sempre que a tratam mal, sempre que a sujam e vergam com os erros cometidos

por quem usa as palavras sem lhes saber os sentidos

e pensa que a gramática é uma bola de futebol que se trata com os pés.

 

………………………………….

Esta é a árvore de tudo o que se diz em português,

por não precisar de ser dito em alemão ou inglês,

pois temos orgulho bastante para fazermos da nossa língua,

que já foi peregrina e navegante, a pedra mais preciosa, seja em verso seja em prosa.

E o orgulho que temos nesta Língua Portuguesa, irá do berço para escola

e da escola para a rua, pondo em cada palavra uma pepita de ouro e uma centelha de lua, pois afinal, esta língua será sempre minha e tua.

 

 

Poemas como este serão suficientes para manter a chama? Um povo que não tem amor à sua língua, que não a defende suficientemente, principalmente através dos seus professores, dos institutos culturais particulares e estatais, está a deixar fenecer lentamente a sua língua, a perder cidadania a identidade como povo, pelo que também ele acabará lentamente por fenecer com a língua que acabou por menosprezar. Porém, não quero ser de todo pessimista. Eu acredito que um dia os nossos responsáveis vão “acordar” e em vez de tratarem de renovar as raízes da árvore a que se refere Jorge Letria, como parece ter sido o propósito dos intelectuais do ACORDO, vão tratar da frondosa copa que, apesar de raízes sãs, tem manchas de filoxera. E para além disso, eu acredito que PORTUGAL, país, povo e língua, com séculos de história, com um poema épico como os LUSÍADAS, com uma Literatura em que, para além de muita coisa, avulta o lirismo de Camões e de outros poetas de divino estro, PORTUGAL, um país que tem um hino nacional e uma bandeira dos mais belos do mundo e é Terra de Santa Maria, sobretudo em Fátima, é país, povo e língua que acabará por resistir a todas as procelas e vencer todas as crises.

 

 

 

 

 

LAURENTINO SABROSA    -  Senhora da Hora, Portugal

laurindo.barbosa@gmail.com



publicado por Luso-brasileiro às 10:55
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links