PAZ - Blogue luso-brasileiro
Quinta-feira, 27 de Junho de 2013
MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE - DR. ALMIR E O RESPEITO PELO OLHAR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Semana passada, passei por cirurgia da catarata. De acordo com minha amiga psicóloga, Miriam Maion Codarin, preciso de olhos saudáveis para prosseguir enxergando o sofrimento humano e de que eles brilhem e iluminem aqueles que não veem as desgraças dos de extrema pobreza. É a segunda cirurgia. As duas foram pelas mãos do competente médico oftalmologista Dr. ALMIR ABU JAMRA. Acalma a ansiedade perceber o respeito que ele nutre, com suas explicações e cuidados, pelo olhar sem sombras. Ao dizer da necessidade da cirurgia ao restabelecimento, Dr. Almir procede como num ritual sagrado de purificação. E não deixa de ser purificação. A troca da opacidade do cristalino por uma lente recupera a intensidade dos tons e reduz o véu que se sobrepõe à distância. No envelhecimento do cristalino, as formas, mais ou menos afastadas, perdem a identidade e as pessoas se tornam contornos apenas. A cirurgia depura a visão

 

Dentre os votos para que tudo desse certo – agradeço a todos – o do Carmelo São José, desejando que, sobretudo, o meu “olhar de fé” pudesse ver Deus em tudo. E esses acenos de Deus dão sentido à existência humana. Não posso, portanto, ficar atenta apenas ao acontecimento em si, necessito observar o entorno, se quero detectar os sussurros do Céu.

 

Quatro dias antes da cirurgia, a irmã do Dr. Almir, após um tempo de enfermidade, se entregou ao Eterno. Foi para a Luz. Um período de sofrimento para os seus, pois a morte dói naqueles que ficam. Teria ele todo o direito de adiar a cirurgia para viver o luto e as suas dores sem interferências externas, como preocupações médicas que requerem a sua dedicação ímpar. Comentou sobre o impacto de bem-querer que a irmã provocara em incontáveis pessoas, as quais se fizeram presença em seu velório. Observou, ainda, a força da palavra do Sacerdote que presidiu às Exéquias, ao refletir sobre a inutilidade dos acúmulos materiais diante da morte, pois o que fica são as virtudes semeadas pelos caminhos aonde vamos. Com certeza, são as virtudes que criam laços. E se manteve em pé em seu ritual sagrado com o propósito de possibilitar a claridade.

 

Recordei-me da Beata Elisabete da Trindade (1880 – 1906), a jovem carmelita francesa do Carmelo de Dijon. Poucos dias antes de sua morte, declarou que a vida é uma coisa muito séria e que o segredo para realizar o plano do próprio Deus é esquecermo-nos de nós. E que não tinha medo de sua fraqueza, pois o Forte estava nela.

 

Enquanto acontecia a cirurgia, embora um pouco sonolenta pelo anestésico, veio-me outra colocação da Beata Elisabete da Trindade: “Quero ser uma humanidade de acréscimo”.

 

Não tenho dúvida de que o Dr. Almir, além de exímio profissional, é humanidade de acréscimo.

 

 

 

 

 

 

MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE   - É coordenadora diocesana da Pastoral da Mulher – Santa Maria Madalena/ Magdala. Jundiaí, Brasil

 

 


 

 

NB.: Minha gratidão às secretárias do Dr. Almir e também ao serviço de enfermagem da SOBAM, que é altamente qualificado e de gentileza e carinho no trato.



publicado por Luso-brasileiro às 11:45
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links