PAZ - Blogue luso-brasileiro
Terça-feira, 17 de Setembro de 2013
PAULO ROBERTO LABEGALINI - ACORDA PARA A CORDA

 

 

 

 

 

 

No livro ‘Reflexos III’ do confrade Gesiel Júnior, encontra-se esta história:

Um moço religioso que vivia entre os monges do deserto considerava-se pouco inteligente e incapaz de guardar os ensinamentos recebidos. Entristecido, procurou um velho sábio e lhe disse:

–Apesar dos esforços constantes, não chego a conservar na memória, durante muito tempo, as instruções que recebo. Os trechos mais belos que leio diariamente no Evangelho vão também para o esquecimento.

O sábio que o escutava com paciência apontou dois cântaros e falou ao jovem:

–Meu filho, toma um daqueles cântaros. Coloca um pouco d’água e lava-o cuidadosamente. Enxuga-o com teu próprio hábito e devolve-o ao lugar onde estava.

Obediente, o moço fez exatamente o que lhe determinou o sábio. Concluída a tarefa, o ancião perguntou-lhe qual dos dois cântaros estava mais limpo. O rapaz tomou nas mãos o que ele acabara de secar e respondeu:

–Este, por certo está brilhando! Lavei-o com bastante cuidado.

–Repara bem – disse o sábio. – Ele difere muito daquele outro que não foi lavado e que continua empoeirado; porém, embora inegavelmente limpo, este cântaro não retém mais vestígio algum da água que o purificou. Também aquele que ouve confiante os ensinamentos do Evangelho e os vivencia, embora não grave na memória a exata precisão das mensagens recebidas, traz o coração tão puro quanto um cântaro lavado.

Pois é, embora simples, esta história reflete a tão proclamada verdade: não só de pão vive o homem, mas também de toda Palavra da boca de Deus.

Também é importante evangelizarmos os ambientes que convivemos no dia-a-dia, quer seja em família, no trabalho ou entre amigos. Falando dos ensinamentos de Cristo e dando testemunhos de superação dos pecados, muita gente acaba refletindo posteriormente nos assuntos e passa a encarar a vida um pouco diferente.

Quando tenho oportunidades, cito pessoas que eu não gostava e as perdoei. Não eram poucas e hoje não sobrou ninguém que eu tenha ressentimentos. Não foi fácil, nem foi de repente, mas valeu a pena não mais sofrer por coisas que já passaram. Tenho consciência que, agora, posso rezar o Pai-nosso em paz:‘...perdoai as nossas ofensas, assim com nós perdoamos os que nos têm ofendido...’.

Eis outra história do livro do amigo Gesiel:

Havia um homem que vivia sempre sereno e atraía a  atenção de pessoas que paravam para conversar. Todos ficavam curiosos para saber qual era o motivo de seu constante bom humor. Um dia, o rei o procurou e falou-lhe:

–Você está sempre alegre. Será que nunca fica preocupado com alguma coisa? Não se preocupa nem mesmo com o seu destino? Será que não pensa nos pecados dos quais Deus vai lhe pedir contas? Afinal, nesta vida, todos somos pecadores!

–Vossa majestade tem toda razão – respondeu o homem. – Eu imagino que a gente está amarrado a Deus por uma corda. Quando pecamos, Ele corta a corda, mas quando nos arrependemos e pedimos perdão, Ele pega as duas pontas e dá um nó para reatá-las.

–Mas, o que significa isso? – questionou o rei.

–Desse jeito, a corda fica mais curta e a gente se aproxima de Deus! Os anos passam e, apesar do esforço, a gente continua falhando, porém, Ele vai dando mais nós na corda e, cada vez mais, vamos ficando muito perto Dele. Este é o motivo que me faz viver feliz.

O rei ficou maravilhado com a sabedoria e a coerência das palavras do homem, e entendeu a felicidade daqueles que, embora pecadores, se arrependem e amam a Deus.

Refletindo nas duas histórias, concluo que quanto mais ouvimos a santa Palavra e perdoamos as pessoas, mais manso fica o nosso coração para acolher o amor de Deus. Assim como eu, quem já fez essa experiência sabe que a prática da fé é como um banho: a cada dia precisa ser repetido, independente do quanto foi eficaz no dia anterior. Mas, quem insiste nas doses de bobagens que contaminam a alma, vai se afastando do Senhor.

E a sua corda atada a Deus, com que tamanho está? É curta ou tem quilômetros de comprimento? As novelas e as besteiras que passam na TV continuam presentes em sua vida? Acorda!

De tantos nós do passado, a minha corda já está bem curta. Agora cuido para que não precise mais ser cortada.

 

 

 

 PAULO ROBERTO LABEGALINI -    Escritor católico, Professor Doutor da Universidade Federal de Itajubá-MG. Pró-reitor de Cultura e Extensão Universitária da UNIFEI.



publicado por Luso-brasileiro às 11:58
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links