PAZ - Blogue luso-brasileiro
Quarta-feira, 25 de Setembro de 2013
MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE - PARA OS MONTES LEVANTO OS OLHOS

 

 

 

 

 

 

 

Há dias em que os acontecimentos me iluminam mais e me acariciam. Sábado passado foi assim.

 

Pela manhã, em meio às compras no supermercado, reencontrei-me com um de meus queridos. Conheci-o como travesti na área central da cidade, numa noite em que conversava com mulheres em situação de vulnerabilidade social. Depois desse primeiro contato, sempre me fez ter notícias dele, tanto dos tombos como da superação. E se superar, após viver inúmeros anos à margem e na dependência química, acontece entre cair e se levantar.

 

Tenho comigo que, após a vivência de se erguer uma vez, as outras serão cada vez mais fortalecidas. Conosco é assim também, ao desejarmos alterar um sentimento ou reação que não nos faz bem. Ficamos entre o ensaio e o erro, até que nos fortalecemos na virtude. O moço está empregado com carteira assinada e me mostrou, com orgulho, o cartão alimentação, que lhe permite fazer compras, segundo ele, de cabeça erguida.

 

Relatou-me que, um dia desses, dirigindo-se ao NA, passou por alguns travestis em um dos pontos de prostituição e os observou. Um deles gritou:

 

“Está olhando o que, veadinho?” Respondeu: “Olhando com pena. O dinheiro que você ganha escorre das mãos. Eu já tive esse dinheiro. E você não tem ideia do quanto é sofrido depois recomeçar sua vida com dignidade”. Acrescentou como as compras, vindas de dinheiro da prostituição, perdem logo o gosto. Ele adquiria perfumes importados e, na segunda vez que usava, não conseguia mais sentir a fragrância. É o vazio, penso, de se permitir ser consumido para depois ter acesso ao consumismo. Mas, na verdade, o consumismo é também o uso da pessoa pela moda, pelo brilho, pelas marcas, pelas propagandas, pela insistência de que o imoral prevaleça sobre as condutas de um caráter elevado.

 

Em seguida, fui à Igreja São João Batista para me confessar. Na fila, conheci o Sr. João, do São Camilo, de conversa fácil, que fala com olhos de claridade sobre Deus. Gostei demais de conhecê-lo! Contou-me sobre suas reflexões ao povo e que conclui cantando o Salmo 120, que lhe toca a alma: “Para os montes levanto os olhos/ de onde me virá o socorro?/ Meu socorro virá do Senhor,/ criador do céu e da terra. (...) O Senhor te resguardará de todo o mal;/ Ele velará sobre tua alma./ O Senhor guardará os teus passos,/ agora e para todo o sempre”. 

 

Atendeu-me, na Confissão, o Padre Pedro Azzoni, OMV.  Quero-lhe muito bem e gosto de me confessar com ele, que acolhe com carinho, é paciente e fala com simplicidade e sabedoria.  Fez-me recordar o filme espanhol de 1955, “Marcelino Pão e Vinho”, baseado no livro escrito por José Maria Sánchez Silva.  Marcelino - morava com frades, após ser colocado ainda nenê no monastério -, ao encontrar uma enorme e antiga cruz com Jesus Cristo,

 

apavorado, saiu correndo. Depois, retornou. Com o passar do tempo, familiarizou-se com Jesus na cruz e passou a conversar com Ele.

 

Exatamente assim: não fugir, mas sim fazer amizade com o Cristo na cruz de cada dia e observar e acolher as pessoas com compaixão e na certeza de que podem reconstruir sua história. E, ainda, levantar os olhos para os montes, pois o socorro vem do Senhor.

 

 

 

 

MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE   - É coordenadora diocesana da Pastoral da Mulher – Santa Maria Madalena/ Magdala. Jundiaí, Brasil

 



publicado por Luso-brasileiro às 10:49
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links