PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sábado, 21 de Dezembro de 2013
CINTHYA NUNES VIEIRA DA SILVA - NATAL DE LUZ

 

 

 

 

 

 

            Segundo meus pais, logo que eu aprendi a falar, e quem me conhece pode imaginar que foi logo, no meu primeiro Natal eu já pedia para ir ver as “boinhas”. No caso, eu estava encantada com as bolinhas e luzes de Natal e, de fato, de lá para cá continuei sendo uma amante da decoração Natalina.

 

            Na minha casa, a decoração de Natal é colocada logo após o Dia de Finados. Eu mesma me encarreguei de fazer uma parte dela, mas o que mais me chama a atenção são os enfeites luminosos e coloridos. Agora, na proximidade de mais um Natal, o quadragésimo da minha vida, começo a refletir a razão pela qual gosto das luzes e das “boinhas” até hoje...

 

            De início é claro que isso se dá por um aspecto nostálgico, de lembrança dos Natais que passei com meus pais e avós, da crença doce na existência do Papai Noel e da ansiedade para encontrar os presentes embaixo da árvore. Tenho, ainda, muitas lembranças de Natais ao lado de tios, primos e agregados à família, todos juntos no preparo dos quitutes que comeríamos na ceia. Tudo muito simples, mas em abundância e com alegria. Assim, nem poderia ser diferente que meu espírito do Natal passado seja feliz e queira me visitar novamente todos os anos.

 

            Por outro lado, creio que hoje as luzes e a beleza dos enfeites tenha para mim e para muitas pessoas, também outro significado. Nessa época do ano, todos nós estamos um pouco cansados do trabalho, do estudo, da lida diária, ansiosos por um oásis de descanso, de novas risadas, de nos reunirmos com aqueles de quem gostamos, seja família ou amigos, família do nosso coração.

 

            Natural, portanto, que a visão das cores, dos enfeites, adiante em nossos corações a expectativa de que esses momentos estão por vir, no espírito do Natal futuro, daquele momento que sempre é especial em nosso desejo, mesmo quando não acontece. É como se tivesse o condão de criar em nós um traço de novas esperanças, ainda que não nos demos conta sempre disso...

 

            Imagino, portanto, que as luzes, do mesmo modo, tragam a nós, ou a maior parte de nós, a esperança de que há saídas, há luzes que não estão apenas no fim do túnel, mas por todo ele, a nos guiar. A essas luzes simbólicas, podemos dar o nome de amor, fé, paz ou mesmo de Deus...

 

            No espírito desse Natal do presente, eu me sinto feliz por poder ter olhos de ver um mundo que não está na escuridão. Desejo, assim, que todos possam ter um Natal feliz, cada qual ao seu jeito, do seu modo, com suas crenças. Que as luzes da vida se acendam, uma vez mais, em nossos íntimos, dando-nos a necessária paz aos nossos corações.  Espero, por muitos Natais, ainda me encantar com as  “boinhas” e sorrir ao saber que, seja o que for, elas estarão  de volta no próximo ano...

 

 

 

 

 

CINTHYA NUNES VIEIRA DA SILVA    -  Advogada, mestra em Direito, professora universitária e escritora   -  São Paulo.

 

 

 

 



publicado por Luso-brasileiro às 11:54
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links