PAZ - Blogue luso-brasileiro
Quinta-feira, 17 de Junho de 2010
HUMBERTO PINHO DA SILVA - O COMPANHEIRO DA JORNADA

                      

 

 

Ao longo da vida, todos nós, tomamos decisões que podem ter graves consequências. Tenho para mim que a atitude mais difícil e quantas vezes levada levianamente, é a escolha do companheiro/a.

Concordo com quem asseverou: “Há sempre testo que serve à panela”, mas sei, infelizmente, que nem sempre o “príncipe” consegue acordar a Bela Adormecida: porque chega demasiado tarde ou porque não a descobre; e o mesmo acontece, e quiçá mais frequentemente, à “princezinha”.

O facto da busca do companheiro/a iniciar-se, em norma, em verdes anos, em nada favorece.

Pais, avós, educadores, em regra, aconselham e orientam; e moralistas recomendam atitudes e predicados, que os jovens cristãos devem tomar, mas raramente são escutados pelos apaixonados.

O amor não é como se pensa, só amizade e torna sempre quem ama feliz: felicidade que se estampa no rosto, que é, como se sabe, o espelho da alma.

Namorar devia ser a preparação para o casamento, mas nem sempre é. Escolhe-se olhando ao vencimento, grau académico e bens de família, e por isso os vejo tão mal casados.

Uma vez matrimoniados, os conjugues devem tudo fazer para manter a chama do amor. Não basta amar, é preciso saber amar.

Saber amar é respeitar, interessar-se pela vida cultural e espiritual do outro. Contribui para o bem-estar, terem actividades conjuntas, rezarem em comum e entusiasmarem-se pelos ideais do companheiro/a.

É necessário saber transformar o ardor da paixão dos primeiros encontros, em ternura, cuidados e afectos.

Importante, também, é não se esquecerem de cumprirem, religiosamente, os deveres que lhes compete no casamento.

Vários são os modos de amar, e ama-se em todas as idades:

Ama-se em criança e na velhice. Paixões há que nascem na puerícia e perduram uma vida, como a de D. João da Câmara; por vezes são platónicas, mas arrebatadoras. Outras despertam em idade avançada, em regra mais espirituais, onde o desejo se confunde com amizade.

Uma coisa é certa: quem não ama, quem não se dedica ao pai, mãe, irmão, marido, filho ou a um ideal, é infeliz e torna infelizes os que com ele convivem.

Mas, só ama quem respeita:

 Ama a namorada, o que descobre a nudez após o casamento; ama quem se entrega incondicionalmente a causa nobre.

No entanto sendo a escolha do conjugue o acto mais importante da vida, é, em norma, tomado impensadamente. Seria interessante que os movimentos juvenis através de dirigentes, facilitassem encontros e encaminhassem, de jeito subtil, os que mostram semelhanças, mormente os mais tímidos.

Tarefa árdua e ingrata, mas necessária, em muitos casos, a meu ver.

 

HUMBERTO PINHO DA SILVA   -   Porto, Portugal



publicado por Luso-brasileiro às 12:03
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links