PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sexta-feira, 29 de Maio de 2020
ANTÓNIO FRANCISCO GONÇALVES SIMÕES - AS VIRTUDES CAPITAIS DO SÉCULO XXI - 1ª Série - 2º. A IGUALDADE (2B)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Coronel Capitão.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deve tentar-se melhorar a situação de quem enfrenta piores condições iniciais. Mas deve fazer-se isso através da iniciativa privada e com realismo. Confiscar recursos, através de taxação. Dos que nasceram em condições iniciais melhores para aplicá-las na tentativa de igualizar as condições iniciais, envolve não só interferir indevidamente com a liberdade e os direitos individuais dessas pessoas mas, pior,  fazer isso em nome de um objectivo (igualdade de oportunidades) inalcançável-  totalmente utópico.

Há  utopias que são alcançáveis, e temos todo o direito de tentar promovê-las, com os nossos próprios recursos. Mas tentar promover utopias irrealizáveis com o dinheiro dos outros, é totalmente injustificável.

 

Faz parte da condição humana que não escolhemos o local e a data em que vamos nascer nem as condições sociais, culturais e económicas do casal que nos gerou. E também  não vamos escolher a combinação de genes que herdamos dos nossos pais.

Só podemos escolher o que vamos fazer com a carga genética que herdámos e com as condições sociais, culturais e económicas em que nascemos.

A natureza é imparcial no sentido de que não atribui uma carga genética excepcionalmente favorável apenas a pessoas que nascem em condições sociais, culturais e económicas favoráveis. Nascem génios entre os pobres e ignorantes, e verdadeiras toupeiras entre ricos e cultos.

 

É possível e  totalmente justificável, ajudar cada um a desenvolver ao máximo os seus talentos naturais , dentro das circunstâncias em que nasceu, com o objectivo de poder transcender  essas capacidades e, assim, permitir que  as crianças nasçam em condições sociais, culturais e económicas melhor.

O que não é  admissível é tentar manipular a carga genética das pessoas, para igualizá-las, nem violar as  liberdades e os direitos individuais de alguns para dar aos demais  condições iniciais iguais - a chamada igualdade de oportunidades.

 

A igualdade de género. A igualdade entre  mulheres e homens é uma questão de direitos humanos e uma condição de justiça social, sendo igualmente um requisito necessário e fundamental para a igualdade, o desenvolvimento e a paz. A igualdade de Género exige que, numa sociedade, homens e mulheres gozem das mesmas oportunidades, rendimentos, direitos e obrigações em todas as áreas. Devem beneficiar das mesmas condições:

-no  acesso à educação.

-nas oportunidades no trabalho e na carreira  profissional.

-no acesso  à saúde

-no acesso ao poder e influência.

Todos nós temos de  defender  a igualdade de  oportunidades para  realizarmos os nossos objectivos de acordo  com as nossas limitações, as nossas capacidades e os nossos projectos. Mas  tudo o que fizermos não deve  contrariar a  vontade de Deus, respeitando as diferenças naturais, culturais e religiosas.

Não usemos as faculdades que Deus nos deu  para  destruir a ordem natural das coisas.

 

 

(continua no próximo número)

 

 

 

 

ANTÓNIO FRANCISCO GONÇALVES SIMÕES   -   Sacerdote Católico. Coronel Capelão das Frorças Armadas Portuguesas. Funchal, Madeira.  -    Email   goncalves.simoes@sapo.pt

 

 



publicado por Luso-brasileiro às 11:19
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links