PAZ - Blogue luso-brasileiro
Domingo, 29 de Maio de 2016
CINTHYA NUNES VIEIRA DA SILVA - FRIO

 

 

 

 

 

 

 

Cinthya Nunes Vieira da Silva.jpg

 

 

 

 

 

 

 

            Acho o frio detentor de certo glamour, mas por mais bonitas que as pessoas possam ficar, por mais gostosas que sejam as comidas e as cobertas, eu sempre tive certa dificuldade para ficar à vontade com temperaturas muito baixas. Definitivamente, não sou uma pessoa adaptada para o frio.

            Gosto de temperaturas amenas, entretanto e não foram poucas as odes que fiz ao outono e à primavera. Gosto de céus azuis, de brisas que demandam um agasalho leve, de noites que reclamam um cobertor gostoso e abraços mais apertados. Contudo, quando as primaveras são veranicos eu sofro, porque calor em excesso também me tortura, mas nada se compara a como fico quando o outono tem arremedos de inverno.

            Em partes isso pode ser porque no Brasil não temos estrutura para o frio, ao menos na maior parte das casas e dos estabelecimentos. O aquecimento interno de que de dispomos ainda não é o suficiente para termos, nos ambientes fechados, a possibilidade de ficarmos vestidos de forma mais tranquila enquanto do lado de fora o frio castiga a pele e o vento açoita o rosto. Por óbvio que residências de alto padrão  provavelmente usufruam desse conforto, mas não é a realidade da quase totalidade das pessoas.

            Atualmente, é certo, as pessoas podem dispor de pequenos aquecedores, aparelhos de baixo custo e que permitem deixar aquecidos ambientes menores, como quartos, por exemplo. Para mim, confesso,  tal eletrodoméstico é indispensável em todo período de frio, mas, olhando para minha infância, lembro-me de várias situações que não me trazem as melhores emoções sobre o frio.

            Não acredito que um dia eu me torne uma pessoa com menos sensibilidade ao frio, mas parece-me que, ou quando eu era pequena fazia mais frio ou as minhas roupas eram ainda menos adequadas às baixas temperaturas do que são hoje.  Recordo-me de dormir soterrada sob tantas cobertas, de forrar a cama com cobertor, de colocar duas meias e, mesmo assim, tremer um pouco até que de fato eu me sentisse quente. Embora naquela época eu fosse uma menina bem magrinha, era provável que, se eu caísse no chão, em uma descida, rolasse facilmente, pois a forma cilíndrica que eu exibia nos dias mais frios era o resultado de colocar várias meias, duas calças e todas as blusas que pudessem ser sobrepostas...

            Outro fato de que me recordo e que várias pessoas que lerem esse texto possivelmente também se lembrem é de que usualmente se providenciava um aquecimento para o banho, de uma forma muito segura, rs. Uma lata vazia cheia de álcool era disposta em algum canto do banheiro e o fogo era ateado lá para que fosse possível a higiene diária. Fico pensando em quantos acidentes esse hábito não deva ter causado, sobretudo porque eu mesma, certa feita, chutei essa lata sem querer e em poucos minutos o tapete do banheiro estava em chamas...

            Os tempos hoje são outros e, à parte de certo exagero, continuo não sendo fã dos dias muito frios. Acho que as pessoas ficam mais elegantes, bem vestidas, mais cheirosas, mas eu tenho sempre a impressão de que estou prestes a congelar e fica difícil ser elegante enquanto se treme e se encolhe, bem como enquanto se parece mais uma cebola, envolta em cascas quase infinitas de roupa...

            Conheço pessoas que o frio parece leva-las à Europa, tão lindas ficam vestidas para os dias gelados. Admiro, mas não faço parte do clã. Nem meu cabelo parece gostar, pois fica tão arredio quanto eu. Definitivamente, eu gostaria de hibernar no frio e despertar com o cantar os pássaros, pronta para a primavera. Enquanto isso, aqui em casa, a conta de luz vai ficando tão quente quanto o pobre aquecedor que, nesse momento, permite que meus dedos escrevam, sem trincar, esse texto de pequena insurreição contra temperaturas de um dígito...

 

 

 

CINTHYA NUNES VIEIRA DA SILVA - Advogada, mestra em Direito, professora universitária e escritora - São Paulo.  -  cinthyanvs@gmail.com

 

           

                       

 



publicado por Luso-brasileiro às 19:05
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links