PAZ - Blogue luso-brasileiro
Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2015
CINTHYA NUNES VIEIRA DA SILVA - POR QUEM OS SINOS DOBRAM ?

 

 

 

 

 

 

Cinthya Nunes Vieira da Silva.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

            Por algumas razões que até já ousei pontuar em outros textos, escolhi a cidade de São Paulo como meu ponto de chegada. Aprendi que aqui as coisas não são necessariamente piores do que em outras cidades, mas ficam mais evidentes, no mínimo. Contudo, embora tenha aprendido a gostar muito desse lugar, há muitas coisas que me deixam sempre pensativa, oscilando entre a tristeza e a revolta.

            Uma das situações que mais me assusta é o descaso dos governantes e mesmo da população de um modo geral. Há sujeira e miséria para todo lado, sobretudo em algumas regiões. Trabalho no centro da cidade e não consigo deixar de me espantar com a quantidade de lixo que ocupa todas as calçadas, bueiros e ruas. As pessoas descartam seus papéis de bala, restos de alimentos, bitucas de cigarro e toda espécie de lixo, como se fosse a coisa mais normal do mundo. A cidade, assim, agoniza um pouco mais a cada dia, desamparada e moribunda.

            Assim, dia desses, como tento fazer todos os finais de ano desde que me mudei para cá, fui até o centro da cidade para comprar alguns artigos para a ceia de Natal, no Mercadão Municipal e, para isso, servi-me do metrô, seguindo a pé por outro tanto do caminho. Foi-me impossível não notar na sujeira das ruas e na inacreditável quantidade de desabrigados dormindo enrolados em papelão ou envoltos em cobertores puídos e encardidos.  A visão de tantas pessoas perdidas em meio à sujeira, às drogas e à criminalidade, entristece em muito meu coração. Sei que ali há gente de todo tipo e que, por certo, alguns se encontram em tal situação  por conta de escolhas equivocadas, mas mesmo assim eu não consigo achar normal a normalidade da classificação “gente de rua”...

          Segui o meu caminho, comprei o que precisava e fui até a igreja que fica no Mosteiro de São Bento, igualmente no centro da cidade. Para quem nunça esteve lá, além de uma construção belíssima, há, dentro do mosteiro, uma loja de iguarias da confeitaria, com a venda de pães, bolos e geleias feitas pelos monges. Cada bolo, por exemplo, além de elaborado a partir de ingredientes finos, vem em embalagens tão bem feitas e de bom gosto que tornam os produtos verdadeiras obras de arte, tanto visual como culinariamente.

          Há alguns anos eu costumo incluir ao menos um desses bolos entre as coisas que levo aos meus pais e irmãs para os comes de fim de ano. A questão é que, embora maravilhosos, os bolos não são baratos. Não digo que não valem o valor cobrado, mas não é algo acessível a todos. A grande maioria das pessoas que frequentam a igreja ou que vivem nos arredores, por exemplo, não tem condições de adquirir o que ali é vendido.

          Não estou afirmando que seja imoral os monges venderem coisas caras, ainda que seja comida, pois não sei qual o destino do dinheiro que resulta dessas vendas e que pode muito bem ser a caridade, mas eu não consigo deixar de achar que há algo errado em uma cidade, em um país, no qual alguns pedem esmola na frente da igreja e lá dentro se vende o que poucos podem comprar. Não dá para dizer que não há uma desigualdade social abissal...

         Comprei meu bolo de pistache e especiarias e, assim que saia da igreja, os sinos começaram a badalar. Por alguns minutos eles tocaram alegremente, abafando os ruídos da cidade. Pensei em como deveria ser há algumas décadas e se as árvores, rios e ausência dos odores do descaso seria capaz de acalmar não apenas o meu, mas os corações de quem por ali estivesse.

           Amo São Paulo e gostaria de vê-la menos suja e poluída. Gostaria que viver o suficiente para ver uma cidade mais bonita e com, no mínimo, um serviço social mais atuante, um governo que realmente se procurasse com os cidadãos que precisam de ajuda e não apenas em pintar ciclofaixas... Enquanto isso, sigo pensando em por quem os sinos dobram...

 

 

 

CINTHYA NUNES VIEIRA DA SILVA - Advogada, mestra em Direito, professora universitária e escritora - São Paulo.  -  cinthyanvs@gmail.com

 



publicado por Luso-brasileiro às 10:43
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links