Blogue luso-brasileiro
Sábado, 13 de Janeiro de 2018
FELIPE AQUINO - A DIMENSÃO INTERIOR DO APOSTOLADO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tem o desejo de levar as pessoas para Deus? Este é um caminho…

 

 

O apostolado significa tudo que nós podemos fazer, em união com Cristo, para levar as pessoas a uma vida de intimidade com Deus; é uma colaboração com Jesus para fazer crescer a graça de Deus nas almas.

A Igreja nos ensina que esta colaboração com Cristo, deve ser feita em primeiro lugar pela oração e pelo sacrifício oferecido a Deus; é o apostolado interior.

O Papa Pio XII, na Encíclica “Mystici Corporis Christi” recomenda primeiro as “orações e mortificações voluntárias”, e depois a atividade externa dos pastores e dos fiéis. Foram estes os dois meios principais com que Jesus salvou o mundo. Não só Ele nos salvou com a pregação, o ensino e a instituição da Igreja e dos Sacramentos, mas também com a Sua obediência e silêncio numa vida oculta, e com a oração nas muitas noites. Sobretudo, Jesus nos redimiu com o sacrifício da cruz, no qual culminou toda a Sua obra redentora. S. João da Cruz disse que “foi esta a Sua maior obra, mas do que tinha feito com milagres e obras” (Subida II 7, 11).

São Paulo deixou isto claro aos colossenses: “Completo na minha carne o que falta á paixão de Cristo no seu corpo que é a Igreja” (Col 1,24).

Portanto, é sobre o apostolado interior, da oração e da imolação, que se funda e se torna fértil o apostolado exterior da ação, tirando dele a sua força e eficácia. É assim que podemos “tomar parte” na obra de Jesus, abraçando o sacrifício com generosidade e constância, pela salvação das almas, em união com o Seu sacrifício. É por isso que a Igreja insiste na importância na forma de vida contemplativa, almas que se imolam a Deus na oração e no sacrifício pela salvação das almas.

Na Missa, uma das Orações Eucarísticas, nos leva a pedir a Deus que “faça de nós uma perfeita oferenda”. Esta é a disposição que devemos ter na Santa Missa.

Santa Teresa insistia com suas irmãs sobre este ponto: “Quando as vossas orações, desejos, disciplinas e jejuns não se empregarem nisto que digo [a salvação das almas], pensai que não fazeis nem cumpris o fim para que vos juntou aqui o Senhor” (Caminho 3, 10).

 

 

pregador-pixabay-300x200.jpg

 

 

Leia também: A importância da vida em Deus

Pequenas ideias de como Evangelizar

A responsabilidade dos pregadores

 

O Concílio Vaticano II disse que:

 

“Os Institutos que se ordenam exclusivamente à contemplação, de tal modo que os seus membros se ocupam só de Deus no silêncio e na solidão, em oração contínua e alegre penitência, dentro do Corpo Místico de Cristo, em que todos os membros… não têm a mesma função (Rom. 12, 4) embora seja urgente a necessidade do apostolado, conservam sempre a parte mais excelente”(Decreto Perfectae Caritatis).

Portanto, quem deseja viver o ideal apostólico deve desejar, abraçar com generosidade, uma vida de contínua imolação escondida, que será um meio poderoso de salvação para os irmãos, e também de santificação para si mesmo. Esta é uma vida digna de alcançar de Deus as graças que deseja para a Igreja. E quanto mais santa é uma alma tanto maior é a influência que exerce na Igreja.

 

 

alma_apostolado.png

 

 

 

Assim rezava Santa Teresinha:

 

 “Ser Vossa esposa, ó Jesus… ser, pela união convosco a mãe das almas, já me devia bastar… Contudo sinto em mim outras vocações, sinto a vocação de guerreiro, de sacerdote, de apóstolo, de doutor, de mártir; enfim, sinto a necessidade, o desejo de realizar por Vós, Jesus, todas as obras mais heroicas… Sinto na alma a coragem de um Cruzado, quereria morrer num campo de batalha em defesa da Igreja… Quereria iluminar as almas como os Profetas, os Doutores… Quereria percorrer a terra, pregar o Vosso nome e plantar no solo infiel a Vossa cruz gloriosa… Mas acima de tudo quereria, ó meu Bem Amado Salvador, quereria derramar o sangue por Vós até à última gota… O martírio, eis o sonho da minha juventude! Mais uma vez, sinto que o sonho é irrealizável, pois não poderia limitar-me a desejar um só gênero de martírio… Para me satisfazer precisaria de todos… Ó meu Jesus! que respondereis a todas as minhas loucuras?… Existirá acaso alma mais pequenina, mais impotente do que a minha?! Contudo exatamente por causa da minha fraqueza, tivestes por bem, Senhor, satisfazer as minhas aspiraçõezinhas infantis, e quereis agora, satisfazer outras aspirações mais vastas do que o universo… Compreendo que só Amor fazia agir os membros da Igreja, que se o amor viesse a extinguir-se, os Apóstolos deixariam de anunciar o Evangelho, os Mártires se recusariam a derramar o sangue… Compreendi que o Amor englobava todas as vocações, que o Amor era tudo, que se estendia a todos os tempos e a todos os lugares… numa palavra, que era Eterno!… Ó Jesus, meu Amor… a minha Vocação… encontrei-a finalmente, a minha vocação é o Amor! Sim, encontrei o meu lugar na Igreja e este lugar, ó meu Deus, fostes Vós quem mo deu… no coração da Igreja, minha mãe, serei o Amor… Assim serei tudo, assim será realizado o meu sonho”.

 

 

 

FELIPE AQUINO - Escritor católico. Prof. Doutor da Universidade de Lorena. Membro da Renovação Carismática Católica.

 



publicado por Luso-brasileiro às 17:47
link do post | comentar | favorito

Europa
mais sobre mim
Brasil
arquivos

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
Foz Coa
links