PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sábado, 27 de Janeiro de 2018
HUMBERTO PINHO DA SILVA - VEIO NO JORNAL ... ENTÃO É VERDADE !

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Certa ocasião, ao escutar debate entre políticos, admirei-me que um deles – conhecida ex-deputada, – dissesse, para reforçar sua opinião, que tinha visto na Internet! …

Essa licenciada, fez-me recordar pobre diabo, que conheci, no tempo de juventude, na aldeia de minha mãe.

Tinha apenas a antiga quarta classe, mas soletrava com facilidade, e conseguia, sem custo, alinhavar as letras, quando lhe pediam para escrever carta ao filho que embarcara para o Brasil.

Nesse tempo, ainda se emigrava para o Brasil; mais tarde, os aldeões, partiam – muitos a salto, – para França e Alemanha, convencidíssimos, que, nesses países, a vida e a remuneração, seria melhor e mais substancial, do que na sua terra, entre a sua gente.

Pois esse camponês, sempre que queria atestar a veracidade de acontecimento, declarava, enfaticamente: “ Veio no Jornal! …”

Para ele, tudo que era escrito em letra de forma, era verdade pura.

Não admira que assim pensasse. Conheci citadinos – e ainda conheço, – que asseveram, a pés juntos, a veracidade da notícia, porque: “ Viram na TV”; “ ouviram na rádio”; ou “ leram no jornal”…

Muitos têm formação académica superior, o que prova, que o “ canudo” nada prova.

Bertrand Russell, considerava que: “ Uma das causas da infelicidade dos intelectuais dos nossos dias, é o facto de muitos deles, especialmente escritores, não terem oportunidade de exercer livremente os seus talentos, e serem obrigados a pôr-se ao serviço de ricas corporações, dirigidas por filisteus, que os obrigam a escrever o que eles muitas vezes consideram disparates perniciosos. Se alguém perguntar aos jornalistas americanos ou ingleses se acreditam a política dos jornais em que trabalham, verificará, suponho, que uma minoria acredita; os restantes, para ganharem a vida, prostituem o seu talento ao servirem objetivos que julgam ser nocivos.” ( “ A Conquista da Felicidade” - Guimarães Editores - 4º edição. Tradução de José António Machado)

Quantos escritores e jornalistas do nosso país se “ prostituem” para verem seus textos publicados?

Uns, abraçam ideologias que não professam, mas que lhes abre a oportunidade de serem editados: assegurando o apoio simpático da crítica da “capelinha”.

Outros, “ vendem” o talento, a partidos políticos; e ainda há quem enxameie os textos com frases e episódios torpes, para conseguirem vender o livro! …Eça não queria que a filha conhecesse alguns dos seus romances…

Possuo carta, de escritora, endereçada a meu pai, que revela que o editor rejeitara a obra, porque não a “apimentou” convenientemente…

E escritor de nomeada, há muito falecido, confessou – em particular, – numa livraria lisboeta, que para conseguir publicar o primeiro livro, foi “ obrigado” a filiar-se num partido político! …

O que se passa com o escritor, passa-se, também, com muitos jornalistas.

Termino, com o parecer do actor João Reis, revelado numa entrevista à “Notícias TV” de 29/06/2012: Se quiserem, as televisões conseguem manipular as pessoas. Aliás, basta ver, às vezes, o alinhamento dos noticiários, para ver que manipulam.”

Mas, ainda há quem acredite, em tudo, que a mass-media divulga; e forme opinião em mentiras e meias verdades! …

“ Vi no jornal!”; ouvi na TV!”; é quanto basta para fundamentarem atitudes, ou condenar artistas e políticos…

 

 

 

HUMBERTO PINHO DA SILVA   - Porto, Portugal



publicado por Luso-brasileiro às 17:56
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links