PAZ - Blogue luso-brasileiro
Domingo, 18 de Fevereiro de 2018
JOÃO CARLOS JOSÉ MARTINELLI - QUE A RÁDIO PERMANEÇA COMPANHEIRA DE MILHARES DE PESSOAS NO MUNDO !

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

          Celebrou-se no último dia 13 de fevereiro, o Dia Mundial da Rádio, pois foi neste dia que a Rádio das Nações Unidas emitiu pela primeira vez, em 1946, um programa em simultâneo para um grupo de seis países. A comemoração foi oficializada em 2011 pela UNESCO e anualmente a ONU escolhe um tema, sendo o de 2017, "A rádio é você", enaltecendo a participação dos ouvintes nas transmissões radiofônicas.

         Trata-se de um festejo importante, por destacar a rádio como o meio de comunicação social que atinge grandes audiências, permanecendo como um instrumento manifestamente útil, não só por promover a cultura popular, como por prestar serviços de utilidade pública, notadamente em casos de emergência social, além de divulgar imediatamente fatos,  notícias e propagandas, constituindo-se numa plataforma da história universal. E atualmente, seguindo os progressos tecnológicos, adaptou-se a novos equipamentos e à era digital.

Ainda estimula a participação dos indivíduos em debates de interesse, revelando-se num excelente campo de trabalho para inúmeros profissionais que a fazem fiável às pessoas que recebem informações na hora, uma de suas principais características. E que permaneça companheira diária de milhares de pessoas em todo o mundo. “O Rádio permitiu que as pessoas agissem com seus corações e mentes” (Dick York).

         Nessa oportunidade,  reverenciamos também os radialistas que atuam com paixão, emoção e seriedade na condução de programas recreativos, musicais informativos, conscientes de que são importantes formadores de opinião.

 

                         A força do rádio – depoimento

 

                Ao atender o interfone em minha casa, a pessoa que tocou a campainha foi logo se identificando: “Sou entregador da pizza encomendada”. Ao abrir o portão e ir buscá-la, o rapaz logo foi me perguntando: pelo seu nome que consta da nota, o senhor é o  que fala na rádio? Respondi entre surpreso e entusiasmado: “Sou sim, porquê?”. É que semanalmente ouço suas crônicas e gosto muito delas.

         Esta atitude, além de me ter envaidecido, o que é natural, também levou a uma reflexão: a força do rádio ainda é muito grande na atualidade, mesmo com os outros meios de mídia mais badalados como a internet e a TV. E explico: durante três anos mantive um programa numa emissora local de TV e nunca tinha sido alvo de uma reação tão espontânea  e sincera de um telespectador, como essa que tive de um ouvinte.

         Assim, pude precisar a abrangência da radiodifusão nos dias de hoje e o retorno quase imediato que ela suscita. É bem verdade que quando perdemos um documento por exemplo, normalmente recorremos primeiramente a uma estação de rádio, para anunciar perda ou  mesmo  para verificar se alguém o encontrou e deixou lá para ser entregue. Da mesma forma, quantas notícias locais, regionais, nacionais e internacionais ficamos sabendo prontamente através das ondas radiofônicas.

         Não estou exagerando, nem tão pouco criando uma auréola fantasiosa em torno da rádio. Relato apenas as experiências que tenho passado e observado. Assim, comumente sou cumprimentado por alunos, colegas, amigos e até por desconhecidos que se identificam comentando os assuntos que tenho abordado e graças a Deus, ainda recebo uma série de ideias sobre os outros a serem futuramente enfocados, o que mostra o interesse do público e sua grande audiência.

           Apenas um detalhe ainda me entristece: o preconceito de alguns em negar a sua relevância. Conheço inúmeras pessoas que o ouvem diariamente mas acham que é fora de moda enaltecê-lo ou mesmo mencioná-lo. Que bobagem! Em países bem mais desenvolvidos que o Brasoç, como os Estados Unidos, só para ilustrar, a rádio  continua tendo o respeito que merece. Precisamos deixar de ser hipócritas e assumirmos nossas posições. Eu, com certeza, estou convicto de sua força e sou seu grande defensor. Não canso de contar exemplos de sua  abrangência, que não pode ser ignorada apenas por caprichos pessoais ou ignorâncias de alguns.

 

 

 

 

JOÃO CARLOS JOSÉ MARTINELLI é advogado, jornalista, escritor e professor universitário. É presidente da Academia Jundiaiense de Letras (martinelliadv@hotmail.com)

 

 



publicado por Luso-brasileiro às 18:04
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links