PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sábado, 7 de Julho de 2018
JORGE HUMBERTO - ALÉM DE MIM !

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jorge Humberto (2).jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Meus sonhos, vão além de mim.
A alegria é o que me move, assim,
De mansinho - quando o coração
É um menino, brincando de pião.



Devagar, caminho, meu caminho... 
Por entre árvores, não vou sozinho...
Nasce o sol, luz o dia, pela manhã...
E os céus... Num Breve, até-amanhã!...



Vem, meu amor, junta-te a mim,
Que o teu “menino”, está doente...
Não mais sofrerá… perto de ti.



E são, meus amigos, a certeza,
Desta terna “Saudade”- tão iminente
como digna, a “palavra” – ilesa.

 

 

 

 

JORGE HUMBERTO   -   Santa-Iria.da-Azóia, Portugal

 

 

 

***

 

logotipo_dj_dvc[1].png

 

 

 

Palavra do Pastor, com Dom Vicente Costa, 

 

bispo diocesano de Jundiaí

   

                             14º Domingo do Tempo Comum

 

       https://youtu.be/4vlmyjPFXfw

 

 

 

 

 

***

 

O inverno das banquinhas de jornais e revistas

 

https://www.revistaforum.com.br/editora-abril-deve-fechar-…/

 

 

 

A era dos veículos impressos (jornais, revistas e gibis) entra no ocaso. Com ela, vão-se funções, empregos, mobília urbana e costumes.

Há poucos dias, a Editora Abril, que publica mais de 30 revistas, anunciou que só três delas sobreviverão: "Veja", "Exame" e "Cláudia". As demais serão fechadas ainda neste mês. Com isso, haverá a demissão de quase 400 funcionários.

Essa crise do papel impacta também nas cidades. São os milhares de revendedores de jornais e revistas, as chamadas bancas, que veem sua fonte de renda minguar. Em Curitiba, muitas já fecharam. Outras, vão mudando, gradualmente, de função, e passam a ser um pequeno comércio, que vende doces, refrigerantes, canetas, cartão-transporte, papeis diversos, brinquedos...

As bancas, ou banquinhas como são conhecidas, eram, originalmente, ponto de venda de jornais. Os jornais diários em circulação possuíam números inimagináveis para os dias de hoje: só Curitiba tinha 13 publicações. Havia também dezenas que vinham de cidades do interior e quase uma centena que eram trazidos, diariamente, das grandes cidades do País. Só a venda de jornais garantia o faturamento das bancas e de uma grande distribuidora, chamada Ghignone.

Com o avanço acelerado da internet, os jornais foram minguando, mas as revistas ainda resistiam. E o que era banca de jornal virou banca de revista. Agora, são as revistas que entram em processo de rápida extinção. E as bancas, a exemplo das locadoras de vídeo, vão fechando. Uma após outra. As que sobrevivem, já têm outras funções, que não propriamente a venda de jornais e revistas, que passaram a ser apenas um acessório no comercio que elas praticam.

Design próprio

Na década de 1970, junto com o calçadão da Rua XV, Curitiba ganhou a primeira padronização das bancas de jornais do País. Elas passaram a ser de acrílico - para dar visibilidade às publicações expostas - e cobertas com domus em fibra, tornando-se uma das atrações da rua exclusiva para pedestres. Da XV, as banquinhas-padrões passaram para praças e parques e viraram um dos cartões postais da cidade.

 

 

https://www.revistaforum.com.br/editora-abril-deve-fechar-…/

 

 

 ***

 
 


publicado por Luso-brasileiro às 16:18
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links