PAZ - Blogue luso-brasileiro
Quinta-feira, 30 de Abril de 2020
JOSÉ RENATO NALINI - POBREZA ASSASSINA

 

 

 

 

 

 

 

 

José Nalini.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A quase falência do Estado brasileiro dos últimos anos é fato notório. Dispensa a produção de prova. Sabe-se que a recessão, a estagnação, a falta de dinheiro para o social e menos ainda para a infraestrutura causa incontáveis dissabores. O desemprego é uma chaga que além de empobrecer a família, retira dignidade do desempregado.

Mas eu não tinha noção de que a crise econômica é também exitosa assassina. 31,4 mil mortes a mais no Brasil foram registradas no período de 2012 a 2017.

A pesquisa é séria e foi feita por pesquisadores ingleses e brasileiros, em 5.565 municípios do Brasil. Quando se verificou aumento de 1% na taxa de desemprego, houve acréscimo na mortalidade de 0,5%. Entre 2012 e 2017, o desemprego subiu de 8,4% para 13,7% e a morbidade cresceu 8%. Foi de 143 a 154 mortes por cem mil habitantes. Mais da metade desse crescimento se deve à crise econômica.

As vítimas preferenciais: sexo masculino, de 30 a 59 anos. Cidades com melhores investimentos no SUS e com eficiência na outorga da Bolsa-Família não registraram tal incremento, ao menos com tamanha intensidade.

O resultado da pesquisa foi publicado na revista científica The Lancet Global Health. Embora a morte seja multicausal, não há dúvida de que essa evidência empírica ajuda a compreender o que se passou no Brasil, principalmente entre os mais desfavorecidos, nesse lustro dramático.

Obviamente, o ufanismo vai questionar a pesquisa e vai atribuir interesses internacionais contra a soberania brasileira, inveja do nosso perfeito sistema de saúde, conspiração comunista.

Mas – e há sempre uma adversativa – contra fatos não há argumentos. Todos os brasileiros lúcidos devem se preocupar com essa chaga intolerável: mais de 30 mil semelhantes morreram por causa da crise. Os responsáveis pela corrupção pagarão por isso? É tangível o dano que não se circunscreve ao indivíduo morto, mas atinge uma comunidade inteira de pessoas de sua esfera de relacionamento?

Não há sinais de criação mágica de treze milhões de empregos. Mas há a alternativa do turismo que, levado a sério, poderia trazer milhões de visitantes ao Brasil. Para isso, invista-se em segurança pública. Depois em infraestrutura. E, sobretudo, em educação. Ela é remédio para tudo.

 

 

 

 

 

JOSÉ RENATO NALINI é Reitor da UNIREGISTRAL, docente da Pós-Graduação da UNINOVE e Presidente da ACADEMIA PAULISTA DE LETRAS – 2019-2020.



publicado por Luso-brasileiro às 13:19
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links