PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sexta-feira, 29 de Maio de 2020
JOSÉ RENATO NALINI - RESGATAR O INTUITO DA ACADEMIA

 

 

 

 

 

 

 

 

José Nalini.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Academia Brasileira de Letras existe desde 1897. Guardem bem: oito anos depois do golpe republicano. A Academia Paulista de Letras foi fundada em novembro de 1909. Há exatos cento e dez anos, portanto.

Como foi que nasceu a Academia Brasileira?

Os intelectuais do Rio, então capital do Império, frequentavam a Livraria Faro & Lino, que em 1879 lançou a “Revista Brasileira”. Seu objetivo era “proporcionar aos escritores brasileiros e a quantos se ocupam com o estudo das coisas de nosso país a publicação de produções literárias e científicas de reconhecido mérito e utilidade”.

Conforme relata Mary del Priore, “a marca da revista era a tolerância e a concórdia. Para tomar chá reuniam-se desde monarquistas como Alfredo d’Escragnolle Taunay, Joaquim Nabuco e Eduardo Prado a republicanos como Lúcio de Mendonça ou socialistas como José Veríssimo”.

Essa característica a Academia Paulista de Letras herdou de sua matriz. O humanista José Gregori reitera sua impressão de que as sessões das quintas-feiras no Largo do Arouche são as mais democráticas desta República. Assim como os frequentadores da livraria, o que integra os acadêmicos? “A aceitação da heterogeneidade e o culto às letras”.

Após à República, monarquistas convictos não encontraram lugar na vida republicana. Republicanos descontentes não aceitavam os rumos do regime. O monarquista mais inconformado era Taunay, assim descrito: “Toda a sua expressão era de desconsolo manifesto e perene. Sentia-se-lhe a saudade da situação desfeita e ele mantinha sagrado o culto do Império”.

Havia, como é o hábito no ambiente cultural, falta de público, de editores e de leitores. Foi então que os frequentadores da Revista Brasileira resolveram fundar uma Academia de Letras. Afinal, a Academia Francesa existia desde o século XVII.

Houve muitas críticas: Academia de Letras num país de analfabetos?

Muitos eram os fundadores endividados. Entre eles, Machado de Assis e Olavo Bilac. Até Taunay, por causa do Encilhamento, perdeu a sua fortuna. Mais um motivo para detestar a República. Taunay escreveu a José Veríssimo para recomendar que a Academia não tivesse vínculos com a República e se mantivesse politicamente isenta. E culminou por dizer: “Acho a ideia viável, generosa e fecunda, contanto que lhe deem para ponto de partida outra data que não o 15 de novembro”.

A Academia foi inaugurada em 20.7.1897, sob a presidência de Machado de Assis, sem qualquer auxílio do governo republicano. Dentro da casa, deveriam reinar duas regras: cordialidade e elegância.

Algo que a Academia Paulista de Letras, com seus cento e dez anos, procura levar a sério. Antes de tudo, o Silogeu dos intelectuais paulistas tem de ser uma casa de bom convívio. E ela tem sido fiel a essa vocação.

 

 

 

 

 

JOSÉ RENATO NALINI é Reitor da UNIREGISTRAL, docente da Pós-Graduação da UNINOVE e Presidente da ACADEMIA PAULISTA DE LETRAS – 2019-2020.

 

 

 

 

ABL-1263x500

 



publicado por Luso-brasileiro às 11:08
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links