PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sábado, 14 de Abril de 2018
JOSÉ RENATO NALINI - TÔNIA CARRERO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Resultado de imagem para José Renato Nalini

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assim como todos os brasileiros, senti a morte de Tônia Carrero, no dia 3 de março. Na verdade, uma lenda, um símbolo, uma expressão maiúscula de beleza, talento e patriotismo. Tive o privilégio de jantar com ela na casa de Heloísa e Arnold Wald. Era prima de Heloísa e, nessa noite, estava conosco a querida e saudosa Mariazinha Congilio, por sinal aniversariante no mesmo dia: 23 de agosto.

Simpática, alegre e acessível, seu humor contagiou o encontro. Monopolizou a mesa, com narrativas pitorescas, uma postura fidalga de quem sabe devotar a cada um dos presentes idêntica atenção. Quantas pessoas têm dificuldade de olhar outros comensais quando não são íntimos daqueles que se congregam em torno à refeição.

Ao final da ceia, era íntima de todos, mesmo daqueles a quem conhecera havia poucas horas. Pessoa a quem não se podia deixar de admirar, tão fascinante a sua personalidade. Tão difícil ser simples, quando o mais fácil é se dar ares, considerar-se especial, adotar a arrogância como parceira permanente.

 

 

1520142926161.jpg

 

 

 

Ainda há dias, ao comentar com um grande amigo a homenagem que se prestava a Bibi Ferreira, observou-se que a longevidade oferece árduos desafios. A beleza de Tônia resistirá ao passar dos anos? O que significa para um paradigma de formosura atravessar décadas e vivenciar a chegada de fragilidades, de deficiências, de perdas e de um generalizado depauperamento?

As imagens de Tônia no esplendor de sua juventude, cotejadas coma implacável marcha do tempo, não causam perplexidade, nem estranhamento. Ela resistiu bravamente à célere corrida dos dias e noites, meses e anos, insuscetível de paralisação.

Conservou seus belos traços, realçados por um espírito indômito. Alguém que viveu sempre intensamente e vibrou fervorosamente com as grandes causas brasileiras. Destemida, à frente das passeatas, pugnou por Democracia, combateu a censura e se divertia no teatro, no cinema e na novela em que era a mais atraente e instigante personagem.

Já fazia parte da melhor parte da História do Brasil. O Brasil do talento, da criatividade, da alegria transmissível a um povo que já foi considerado cordial, embora resultante de três raças tristes. Um povo que tem direito à felicidade, a despeito daquilo que muitos continuam a fazer para que a sensação geral do País não seja a mais alvissareira.

 

 

Fonte: Jornal de Jundiaí | Data: 03/04/2018

 

 

JOSÉ RENATO NALINI é secretário estadual de Educação e docente da Uninove

 

 

 



publicado por Luso-brasileiro às 19:07
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Julho 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links