PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sábado, 26 de Maio de 2018
MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE - VIVÊNCIAS COM TONICO PERÊ

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2vl2knt.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Vivências com “Tonico Perê” são possíveis a partir da leitura do livro, com esse título, de autoria do escritor Evandro Fernandes da Silva e lançado, em março, pela Editora In House. As ilustrações são de Inos Corradin.  Coisa boa: Evandro e Inos. Gente que tem o dom de mexer com o coração do próximo. O Evandro, bacharel em Direito e do 4º Tabelião de Notas de Jundiaí, é um ser humano muito especial, com a capacidade de fazer com que se sinta único e importante, quem dele se aproxima.
O romance percorre mundos diferentes: o de Tonico Perê; o do empresário para quem seu pai trabalhava, o de personagens aliados no interesse pelo poder e pelo lucro, acima de qualquer virtude; o de pessoas, com diferentes vocações, motivadas pelo correto. 
É uma história tão verdadeira. Existe nela uma rede de prostituição, em que pagavam mercenários para raptarem meninas, cuja virgindade seria leiloada. Depois, eram entregues a uma religiosa do mal, para que desse cabo de suas vidas. Nossa!!! Conheci mulheres, em situação de prostituição, cuja trajetória de vida foi imposta a partir de um leilão, com lucro para cafetinas e rufiões. De uma delas, a partir dos sete anos, aguardavam que completasse os dez para o leilão. A mãe tivera história semelhante. E por incrível que pareça, na entrada da boate, havia uma imagem do Padre Cícero. Como é difícil romper esse círculo de morte.
Tonico Perê, menino de cinco anos, vai por esse livro, diferentemente de alguns personagens, crescendo em dignidade e se fazendo música.
A respeito da corrupção, uma das personagens principais diz: “Seu idiota, nenhum homem na terra é incorruptível ou marrento. Tudo depende da competência do corruptor e de sua oferta”. Colocações como essa devem nos chamar a uma prudência maior, a fim de que “corruptor competente” algum possa nos atingir.
O livro, muito bem escrito - a cada capítulo eu desejava mais saber o que aconteceria no próximo -, desperta o interesse do leitor e é da vitória do bem, assim como são o Evandro e o Inos.
Recomendo.
 

 

 

 

MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE -

 Professora e cronista. Coordenadora diocesana da Pastoral da Mulher – Santa Maria Madalena/ Magdala. Jundiaí, Brasil.



publicado por Luso-brasileiro às 19:30
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links