PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sábado, 9 de Junho de 2018
MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE - VIVÊNCIAS MISTURADAS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2vl2knt.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 
Vivências misturadas são temáticas ao me questionar a respeito de escrever sobre isto ou aquilo.
Estou lendo “Jesus para estressados – Imagens poderosas para superar o esgotamento” do monge beneditino Anselm Grün, da Abadia de   Münsterschwarzach na Alemanha. O fenômeno de burnout é tratado no livro, bem como a sua reversão, recorrendo a ideias e imagens saudáveis.
Pretendia escrever a respeito do capítulo terceiro: “Autoimagens que nos esgotam”.
Interrompeu-me a tragédia da mulher de pele marcada pelo tempo e o álcool que, ao me ver, nas manhãs de domingo, na Praça das Bandeiras, em direção à banca de jornal, gritava meu nome e me acenava. O seu riso, ao me chamar, e o tom ao dizer “Cris”, acariciavam-me o coração. 
Ela e o companheiro, fora do discernimento, provavelmente sob o efeito do álcool - e mais alguma coisa, amigos de infortúnio que me contaram -, discutiram. Ele usou de instinto selvagem despertado e ela veio a óbito. 
Que doloroso, meu Deus!
Mais do que violência contra a mulher, pelo uso da força máscula, violência das misérias que escorrem pelas ruas, para diversos desde a infância.
Mas retornando ao capítulo terceiro de Anselm Grün: as cinco causas de burnout, segundo ele, são sempre imagens negativas que produzimos para nós numa situação estressante. “Imagens apequenadoras de si mesmo, por exemplo, podem esgotar. (...) O indivíduo carrega dentro de si a imagem da catástrofe que o ameaça”.
Penso que foi isso: agigantavam-se, ao amanhecer, imagens autodepreciativas dela e dele, que tentavam lavar com aguardente. Deveriam imaginar que, de uma hora para outra, haveria desgraça.  Ela foi sepultada em cemitério local e ele na cadeia. 
Creio, no entanto, que se olhar dolorido e seu sorriso espontâneo, apesar dos pesares, dentre tantas coisas que desconheço, fizeram-na feliz com o abraço de Deus.

 

 

 

 

 

MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE -

 Professora e cronista. Coordenadora diocesana da Pastoral da Mulher – Santa Maria Madalena/ Magdala. Jundiaí, Brasil.


 



publicado por Luso-brasileiro às 18:28
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links