PAZ - Blogue luso-brasileiro
Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014
MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE - ALQUIMIA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Revelado o que acontecia com a menina, tenta-se a prática da alquimia em suas emoções. Dois anos de abuso sexual não lhe marcaram em definitivo o corpo, contudo inocularam em seus sentimentos: desprezo, arrogância, covardia, insensibilidade, instintos torpes.

Ao desfazer, aos poucos, os nós de seus desarranjos interiores, ela traduz em símbolos como foi essa história triste, com a qual não tinha maturidade para lidar, coragem para denunciar...

Seus desenhos são cinza. Acalca o lápis. Luto. A chácara, à primeira vista com encantos, quebrou-se ao meio. A piscina, pela sujeira, perdeu o azulado das águas. O homem, que injetou, nela e em outras crianças, o veneno que abala os sentimentos, foi o responsável por macular sua infância e emporcalhar as águas límpidas. Afastado do convívio social, diminuíram os temores daquelas que suas garras atingiam, contudo não se recuperou a festa no coração. A menina brinca com coisas de sua idade, mas as lembranças estancam a pureza dos folguedos. Na gravura, existem, ainda, abelhas maceradas. Explica que o homem-abusador pisava nelas. A “casinha” das abelhas está vazia e os favos murchos. Fim da doçura vinda da florada dos laranjais. Esvaziou-se a meiguice de seus sonhos infantis. Teima-se, no exercício da alquimia, em sublimar seu interior.

A outra, que passou por situação semelhante, já é moça feita. Faz pouco tempo revelou o que acontecera a partir de seus oito anos. Era a tristeza que líamos em seus olhos e a perturbação de sua mente. Não houve denúncia, o inescrupuloso permaneceu nas cercanias e ela não foi tratada. Hoje, se apega à transcendência para curar as feridas. Recentemente, participou, pela primeira vez, da Missa na capela do Carmelo São José. Chorou muito por sentir lá algo diverso do que o mundo fez com ela e lhe propôs e, também, pela forma com que foi recebida pelas Monjas. Percebeu-se única e de importância aos olhos do Eterno. Relê os versos da música cantada na Missa: “Argila eu sou, dos anjos bem distante:/ vieste buscar os fracos, não os sãos./ Tua graça em mim me ergue a cada instante,/ eu posso, então, viver do Teu amor!” Poema de Santa Teresinha.

A denúncia, a aplicação da lei, o tratamento de quem foi abusado e do abusador são importantes, mas creio que restabelecer o sabor e o aroma do néctar da flor de laranjeira é façanha do Céu.

 

 

 

 

MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE - Professora e cronista. Coordenadora diocesana da Pastoral da Mulher – Santa Maria Madalena/ Magdala. Jundiaí, Brasil.

 

 



publicado por Luso-brasileiro às 10:59
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links