PAZ - Blogue luso-brasileiro
Domingo, 21 de Junho de 2015
MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE - IRMÃ MARIA INÊS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

Impossível traduzir, em uma crônica, a Irmã Maria Inês do Menino Jesus, OCD, no mundo Odete Trippe, que partiu, aos 87 anos, de pés descalços, identificando as pegadas do Amado. Posso, no entanto, escrever sobre aquilo que vivenciei através de contatos essenciais com ela.

Entrou-me ao coração em 1969, nos meus 15 anos. Eu integrava, sob a direção do inesquecível Padre Eugênio Inverardi, o Movimento Oásis, nascido na Igreja Trinità dei Monti em Roma. Após Missa do Oásis, no Carmelo São José, conheceu as integrantes do grupo. Alegrou-se por saber de minha filiação, pois fora colega de escola da mamãe. Juntaram-se vários aspectos para mim: a fé, a devoção a Santa Teresinha do Menino Jesus, herdada forte de minha avó paterna, o silêncio do Carmelo que fala do Céu, a amizade de adolescência da mamãe com ela e seu olhar que embalava as pessoas e se fazia bálsamo para as chagas dos caminhos. De intimidade divina, fez-se da sabedoria, da humildade, da misericórdia.

Assumiu-me em sua experiência do Reino de Deus entre nós. Demorei décadas para perceber com clareza isso e, talvez, ainda, não consiga interpretar por inteiro. Ao me “adotar”, trouxe ao Carmelo as mulheres em situação de vulnerabilidade social da Pastoral da Mulher – Santa Maria Madalena. Trouxe a elas e a mim para restaurar, no tempo do Senhor, a nossa imagem e semelhança dEle. E como creio que, agora, prossegue na intercessão junto a Deus para esse reconstruir! Protegeu a alma, ou seja, a verticalidade da Pastoral da Mulher, que ultrapassa a caridade social, mostrando ao próximo o caminho que leva à Santíssima Trindade. Frei Maria-Eugênio do Menino Jesus,OCD, em seu livro “Ao Sopro do Espírito” – Paulus (pág. 153), escreve sobre o fundamento da caridade na missão do cristão, muito além do social apenas.

Contou-me, em janeiro último, que, aos 10 anos, ao ouvir de uma professora a história de Santa Teresinha, firmou o propósito em ser carmelita descalça. Na vida monástica, agradou, por inteiro, sua alma tão de Deus. E, como Teresinha, quis na Igreja ser o amor. Amor firme, decidido no compromisso com a verdade; amor que partilha, ilumina, ensina, faz crescer, fortalece para vencer o mal.

Pela forma como ela já vivia a Eternidade, creio que bastou um único passo, ao cessar a sua respiração aqui, para receber o abraço amoroso do Pai.

 

 

 

MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE - Professora e cronista. Coordenadora diocesana da Pastoral da Mulher – Santa Maria Madalena/ Magdala. Jundiaí, Brasil.



publicado por Luso-brasileiro às 19:02
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links