PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sábado, 27 de Maio de 2017
PAULO R. LABEGALINI - EM BUSCA DO TESOURO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Paulo Labegalini.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Você se lembra quando a maioria das famílias tinha em casa um quadro do Sagrado Coração de Jesus? Quanta gente passou a infância sob as bênçãos do Sagrado Coração! E você sabe por que as famílias costumavam ter esse quadro? Por causa da promessa que Jesus fez no século XVII,  numa aparição a Santa Margarida Maria Alacoque, dizendo: “A minha bênção permanecerá sobre as casas em que se achar exposta e venerada a imagem do meu Coração”.

Portanto, num lugar que tem a bênção do Coração Divino, as provações são mais suportáveis e as soluções mais visíveis. Ele prometeu também: ser o próprio consolador de seus fiéis nas aflições; abençoar nossas empresas; nos conceder graças particulares nas necessidades maiores; restabelecer a paz nas famílias; e gravar no Coração o nome de quem propagar sua devoção.

Eu tento fazer a minha parte para que o meu nome permaneça gravado para sempre. Além de receber a sagrada comunhão, exercito a mais eficaz forma de mostrar o meu amor pelo Senhor: rezando o terço. Contemplando os mistérios, vejo que o amor do Sagrado Coração predomina em todos. Por isso, tenho recomendado que nos aproximemos de Deus pela Eucaristia e pelo Rosário.

Quando Nossa Senhora é invocada sob vários títulos, recorremos ao amor daquela que resume todo o bem e todo o encanto das perfeições criadas no mundo. Ninguém melhor do que a Virgem Maria para interceder por nós e conseguir do Filho graças abundantes de conversão, de perseverança e de paz a cada dia. Se a imitássemos um pouco mais, conseguiríamos não recusar o serviço gratuito e sempre dizer não ao pecado.

Infelizmente, existem pessoas do tipo ‘mais ou menos’. São: mais ou menos boas, mais ou menos caridosas, mais ou menos sinceras, mais ou menos comprometidas com os deveres cristãos, observam mais ou menos os mandamentos de Deus etc. Agindo assim, será que após a morte conseguirão viver num lugar mais ou menos igual ao Céu? É bom lembrar que o nosso Criador não é mais ou menos justo!

Agora, se você não veste a carapuça do ‘mais ou menos’, espero que esteja mais para ‘mais’ do que para ‘menos’, no seguinte sentido: perdoar a todos, não levantar falso testemunho, praticar caridade sem exclusões, dar prioridades às coisas espirituais, evangelizar com compromisso assumido em pastorais e ser fiel aos ensinamentos da fé católica. A pessoa que for promotora da paz, também a terá em abundância porque estará nos caminhos de Jesus em busca do tesouro eterno.

Mas, apesar desta minha convicção, sei que muitos duvidam que Cristo se dá a todos ao mesmo tempo. Pois é, se não procurarem crescer na fé, sempre irão estranhar os mistérios de Deus. O engraçado é acreditarem que há um mesmo sol que entra em todas as casas, mas duvidam que Jesus possa entrar em todas as almas! A esses incrédulos, seria necessária uma bandeira vermelha, como nesta história:

Martinho, maquinista de uma estrada de ferro, tinha explicado à filhinha que, no seu trabalho, a bandeira vermelha significava sinal de perigo, e completou:

– Quando vejo a bandeira levantada, paro a locomotiva para não acontecer um grande desastre.

No dia seguinte, a criança viu sua mãe chorando porque o marido voltara a beber e poderia perder o emprego. Então, a menina correu no quarto, pegou a bandeira vermelha e, quando o pai chegou em casa, ela levantou o sinal de perigo quando o viu abrindo uma cerveja. Comovido, Martinho a abraçou e prometeu não mais exagerar na bebida.

Este conto serve também para refletirmos o poder de uma criança. Assim como ela pode colocar fogo num edifício, é igualmente capaz de amolecer os corações endurecidos pelo pecado. Sua inocência possibilita conduzir muita gente aos caminhos do amor, não é verdade?

Quem vive a pureza de uma criança, sem destaque e egoísmo, serve a Deus construindo uma catedral ou varrendo o chão. Com amor no coração, as duas coisas têm o mesmo valor no serviço missionário – teremos esta certeza iniciando uma nova vida no Paraíso após a morte!

E concluo com mais esta história:

Um senhor muito ambicioso sonhou que encontrara no campo um grande pote de ferro. Olhando dentro, viu que tinha uma moeda de ouro e, ao pegá-la, imediatamente surgia outra no fundo do pote! Isso o deixou maravilhado e começou a retirar moedas e mais moedas até se cansar. Parou por um momento e percebeu que o pote ficou mais fundo.

Rapidamente voltou a retirar outras moedas, parou mais um pouco... e o pote cresceu! Então, parando outras vezes, permitiu que o pote se tornasse tão grande que não mais conseguia alcançar no fundo. Inconformado por deixar tanto tesouro para trás, passou sua vida ali, apenas vigiando o tesouro.

Da mesma forma, se não aproveitarmos as bênçãos da Sagrada Família, perderemos a oportunidade de usufruir um grande tesouro e estaremos entre os que assumem ser mais ou menos católicos. Olhe para dentro de si e veja se não há uma bandeira vermelha de alerta.

 

 

 

PAULO ROBERTO LABEGALINI - Escritor católico. Vicentino de Itajubá - Minas Gerais - Brasil. Professor doutor do Instituto Federal Sul de Minas - Pouso Alegre.‘Autor do livro ‘Mensagens Infantis Educativas’ – Editora Cleofas

 



publicado por Luso-brasileiro às 16:03
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links