PAZ - Blogue luso-brasileiro
Segunda-feira, 26 de Dezembro de 2016
PAULO R. LABEGALINI - ENTÃO, É NATAL!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No capítulo 21 do Evangelho de Mateus, está escrito:

“Um homem tinha dois filhos. Dirigindo-se ao primeiro, disse-lhe: ‘Filho, vai hoje trabalhar na vinha’. Mas ele respondeu: ‘Não quero’. Mais tarde, porém, arrependeu-se e foi. Dirigindo-se ao segundo, falou-lhe do mesmo modo e ele respondeu: ‘Vou sim, senhor’. Mas não foi. Qual dos dois fez a vontade ao pai? Responderam eles: ‘O primeiro’. Jesus disse-lhes: ‘Em verdade vos digo: os cobradores de impostos e as meretrizes vão preceder-vos no Reino de Deus. João veio até vós, ensinando-vos o caminho da justiça, e não acreditastes nele; mas os cobradores de impostos e as meretrizes acreditaram nele. E vós, nem depois de verdes isto, vos arrependestes para acreditar nele’.”

Hoje, devemos dizer o mesmo aos incrédulos: ‘Jesus se fez homem para nos mostrar o caminho do Céu, e não acreditam nele? Mas, ainda é tempo! Ele está renascendo no meio de nós! Se não o acolherem, a verdadeira Luz jamais brilhará nas trevas dos seus endurecidos corações’. Bem, e a consequência para os que não se converterem também está escrito na Bíblia e acredito que todos já sabem o castigo que sofrerão.

Eu, por exemplo, não posso propor a ninguém um modelo de perfeição segundo a minha maneira de viver, mas, na fraqueza humana, pelo menos procuro produzir frutos de sincero pecador arrependido. Um verdadeiro arrependimento das nossas ofensas a Deus é o primeiro passo para chegarmos a fazer o bem em plenitude. E quem foi batizado tem o dever cristão de se aproximar cada vez mais de Jesus Cristo para anunciá-Lo a todos, concorda?

Pois é, isso está ainda mais fácil porque é Natal! Novamente Ele veio ao nosso encontro e nos pede abrigo no coração, mas, infelizmente, muitas pessoas preferem desprezá-Lo, como fizeram em Belém, deixando-O nascer numa estrebaria. E o pior: abandonaram-No morrendo pregado na cruz! Não vamos repetir essa história, não é mesmo?

Então, coloque alegria na sua vida e confie na paz que vem do Céu, porém, saiba que só teremos um feliz Natal se tivermos o Espírito Santo dentro de nós. Isso significa: humildade, arrependimento dos pecados, oração e caridade – não somente hoje, mas sempre! E quem experimenta viver no amor de Deus, sente Sua forte presença a cada instante e pode dizer que isso é muito bom. Apesar das provações e sofrimentos da vida, prevalece a paz de espírito e a união na família.

Contudo, para os mais pessimistas, conto esta história:

Um homem estava extremamente triste e desencorajado de se levantar todas as manhãs para ir trabalhar, enquanto a mulher ficava em casa. Querendo que ela soubesse o quanto lhe custava sair cada dia para o trabalho, ele fez o seguinte pedido:

– Meu Deus, eu dou duro todos os dias durante oito horas, sem contar com o transporte de ir e vir que me ocupa mais três horas! Minha mulher, que fica em casa, precisa saber o quanto eu sofro. O Senhor poderia trocar os nossos corpos para que ela compreendesse o meu calvário?

Na sua infinita bondade, o Criador aceitou o pedido e, no outro dia de manhã, o homem acordou mulher. Então, preparou o café da família, trocou as crianças para irem à escola, foi ao banco e ao supermercado, pagou algumas contas em lojas, lavou roupas, arrumou a casa, fez almoço, lavou as louças, ajudou os filhos nas tarefas, escovou o cachorro, passou roupas, preparou a janta, limpou a cozinha, deu banho nas crianças e as colocou para dormir, bateu um bolo para o dia seguinte e, enfim, fez a sua higiene pessoal e foi se deitar.

De manhã, levantou-se e rezou:

– Meu Deus, eu estava enganado por ter inveja da minha mulher que ficava em casa. Por favor, permita que possamos cada um retomar ao corpo original.

E o bom Deus respondeu:

– Meu filho, eu creio que você aprendeu a lição e ficarei muito feliz em restabelecer as coisas como eram antes, mas é preciso esperar nove meses... Você ficou grávido ontem à noite!

A partir daquele dia, ela – ou ele – passou também a fazer feira para comprar mais barato os legumes e conseguir guardar algumas economias para o parto. E embora adorasse jiló, não comprava porque ninguém mais na casa gostava e queria agradar o marido com os filhos – como quase todas as mulheres fazem.

Que dureza, não? E você, quantos ‘jilós’ deixará de comer neste Natal para agradar o próximo? Fará isso por amor ou reclamando da vida? Se tivesse mais dinheiro, gastaria com os pobres ou aumentaria sua ceia? Lembre-se que os preferidos de Jesus continuam sendo os pobres e, nas famílias mais ricas, também acontecem grandes incompreensões, traições, paranoias etc. Enquanto isso, o tempo passa e o Menino-Deus aguarda para nascer.

Desejo que você limpe o seu coração, não sinta inveja, dê o perdão a quem ainda não foi perdoado e, mais do que nunca, tenha um santo Natal na família que o Senhor lhe presenteou.

Salve Jesus Cristo!

 

 

 

PAULO ROBERTO LABEGALINI - Escritor católico. Vicentino de Itajubá - Minas Gerais - Brasil. Professor doutor do Instituto Federal Sul de Minas - Pouso Alegre.‘Autor do livro ‘Mensagens Infantis Educativas’ – Editora Cleofas.



publicado por Luso-brasileiro às 12:52
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links