PAZ - Blogue luso-brasileiro
Segunda-feira, 28 de Setembro de 2015
PAULO R. LABEGALINI - O SILÊNCIO DE CRISTO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma antiga lenda norueguesa apresenta o episódio de um homem chamado Haakon, que cuidava de uma ermida. Naquele lugar, havia uma cruz antiga e muitos vinham pedir a Cristo que fizesse algum milagre. Certo dia, o eremita Haakon quis também pedir-lhe um favor. Ajoelhou-se diante da cruz e disse:

– Senhor, quero padecer por vós. Posso substituir-vos na cruz?

O Senhor, então, abriu os lábios e falou mansamente:

– Meu servo, cedo ao teu desejo com uma condição. Aconteça o que acontecer e vejas o que vires, deves guardar sempre o silêncio.

– Prometo, Senhor! – respondeu Haakon.

Fizeram a troca e ninguém reconheceu o eremita na cruz. Durante muito tempo, ele conseguiu cumprir o compromisso sem dizer absolutamente nada. Certo dia, porém, chegou um rico e, depois de rezar, esqueceu ali a sua bolsa. Haakon viu e calou-se. Também não disse nada quando, duas horas mais tarde, veio um pobre e se apropriou da bolsa do rico.

Ainda não se manifestou quando um rapaz se prostrou diante dele pouco depois para pedir-lhe graças numa longa viagem. Nesse momento, porém, o rico tornou a entrar em busca da bolsa. Como não a encontrou, pensou que o rapaz teria se apropriado dela. Voltou-se para ele e interpelou com raiva:

– Dá-me a bolsa que me roubaste!

– Não roubei nenhuma bolsa!

– Não mintas; devolva-me já!

– Repito que não apanhei nenhuma bolsa!

O rico arremeteu-se furioso contra ele. Soou, então, uma voz forte: ‘Para com isso!’.

Olharam para cima e viram que a imagem falava. Haakon, que não conseguiu permanecer em silêncio diante daquela injustiça, defendeu o jovem e censurou o rico pela falsa acusação. Ficaram assustados e saíram correndo.

Então, Cristo dirigiu-se ao servo e disse-lhe:

– Desce da cruz. Não serves para ocupar o meu lugar porque não soubeste guardar silêncio.

– Mas, Senhor, como podia eu permitir essa injustiça?

Trocaram de lugar. Cristo voltou a ocupar a cruz e o eremita permaneceu diante dela. O Senhor continuou a falar-lhe:

– Tu não sabias que era conveniente para o rico perder a bolsa, pois trazia nela o cobiçado preço da virgindade de uma jovem. O pobre, pelo contrário, tinha necessidade desse dinheiro e fez bem em levá-lo inocentemente. Quanto ao rapaz que ia receber os golpes, suas feridas o teriam impedido de fazer a viagem que, para ele, foi fatal: há minutos, o seu barco afundou e ele morreu. Tu não sabias; mas eu sim. Por isso me calo.

Em seguida, o Senhor tornou a ficar em silêncio...

Pois é, muitas vezes nos perguntamos por que Deus não nos responde. Por que Ele se cala? Gostaríamos que nos dissesse o que desejamos ouvir, mas Ele não o faz e apenas responde-nos com o silêncio. Deveríamos aprender a escutar esse silêncio até entender a resposta. O Divino silêncio é uma mensagem destinada a convencer-nos de que Ele, sim, sabe o que faz. Com quietude, diz-nos carinhosamente: ‘Confia em mim, sei o que é necessário fazer por você!’.

Infelizmente, ao invés do silêncio de Cristo, muitos preferem os sons contagiantes do pecado. Enquanto Jesus está solitário no sacrário, as novelas batem recordes de audiência! A profundidade da Palavra de Deus é quase totalmente desconhecida para muita gente, mas quem dorme junto nas novelas todo mundo sabe e comenta.

Hoje em dia, aquele que aparece de repente na televisão mostrando o corpo e brigando a toda hora, vira ídolo e tem o direito de publicar bobagens em muitas revistas. Ao contrário, a voz de Cristo que ressoa na boca do Papa é pouco inserida nos principais meios de comunicação. Que mundo é este?

Um Big Brother Brasil dura aproximadamente três meses, e você sabe quanto custa eliminar cada candidato da casa? São feitos cerca de vinte e nove milhões de telefonemas; considerando trinta centavos cada ligação, teremos oito milhões e setecentos mil reais num só paredão! Para quem vai esse dinheiro?   

Além do mais, como disse José Neumari Pinto, da Rádio Jovem Pan: “O sábio público tem ainda várias chances de gastar quanto dinheiro quiser com as votações. Aliás, algo muito natural para quem gasta mais de oito milhões numa noite, num país onde o cidadão vota para desclassificar um bobão ou uma bobona qualquer, mas não lembra em quem votou na última eleição”. Que tipo de cidadãos somos nós?

Quando a mega-sena acumula, enormes filas se formam nas portas das lotéricas, mas, quando divulgamos que uma família está passando fome, quase ninguém coloca a mão no bolso para ajudar. Por que será que as pessoas não entendem que apostar na loteria é dinheiro jogado fora, e visitar o pobre ajuda a viver eternamente no Céu?

São coisas como estas que mantém muitos corações fechados para ouvir os chamados de Deus. Quando nos confessamos e ficamos afastados do pecado, escutamos melhor a Palavra do Senhor: na Bíblia, nas missas, nas orações e na boca do pobre.

Portanto, é muito melhor o silêncio de Cristo – que nos faz refletir e crescer em espiritualidade. Só não o escuta quem não quer.

 

 

 

PAULO ROBERTO LABEGALINI - Escritor católico. Vicentino de Itajubá - Minas Gerais - Brasil. Professor doutor do Instituto Federal Sul de Minas - Pouso Alegre

 

 



publicado por Luso-brasileiro às 10:56
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links