PAZ - Blogue luso-brasileiro
Domingo, 28 de Fevereiro de 2016
PAULO R. LABEGALINI - SEDE PERFEITOS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

            O livro ‘Maria, a maior educadora da história’, de Augusto Cury, nos leva a admirar ainda mais a perfeição de Nossa Senhora. O autor, que diz não praticar nenhuma religião, tira conclusões impressionantes ao estudar os comportamentos e a inteligência da Mãe de Jesus. Segundo Cury, o livro expressa “a visão da psicologia, psiquiatria e pedagogia sobre a mulher mais famosa e desconhecida da História”, e indaga: “Por que não foi escolhido um grupo de intelectuais para formar o Homem que dividiria a humanidade?”.

            Descobriu-se que a inteligência de Maria era fascinante e sua capacidade de ensinar, deslumbrante. Os dez princípios utilizados por ela para educar Jesus são uma fonte de lucidez para a educação moderna. Eis um trecho do livro sobre o Mestre:

            “Jesus certa vez disse: ‘Felizes os pacificadores porque serão chamados filhos de Deus’. Não disse que os filhos de Deus são os que fazem orações o dia todo, os que têm atitudes angelicais, os que são isentos de falhas, mas os pacificadores. Suas palavras deixaram maravilhada a multidão que o ouvia.”

            E falando da Virgem Maria:

            “Ninguém conseguiria produzir um poema de uma complexidade intelectual e existencial tão grande como o Magnificat e, ainda mais, de improviso e fatigada, se não fosse sobredotada. Esta frase pode surpreender o mundo religioso: Maria tinha intelecto de um gênio.”

            E o autor rasga ensinamento:

            “Muitos que se acharam especialistas em Deus mataram, excluíram, arruinaram vidas, silenciaram vozes. Construíram um deus no teatro da sua mente para excluir seus semelhantes. Um deus da dimensão do seu egoísmo, do tamanho das suas verdades dogmáticas. Os ignorantes olham para baixo e acham que o mundo é do tamanho dos seus passos, os sábios olham para cima e vêem o mundo sem dimensão.

Maria olhava cada vez mais para o alto. O seu Magnificat era o retrato vivo de uma pessoa humilde e inteligente que enxergava algo além da nação judaica e da tradição dos seus pais. Muitos querem ter uma espiritualidade obediente, Maria tinha sonhos mais altos, queria uma espiritualidade inteligente.”

E por aí vai. Portanto, não há como negar que a educação de Jesus foi aprendida no lar de Nazaré. Tudo o que pregou, foi vivido na Sagrada Família, com Maria e José à frente. No capítulo 6 do Evangelho de São Mateus, por exemplo, Jesus diz: “A lâmpada do corpo são os olhos; se os teus olhos estiverem sãos, todo o teu corpo andará iluminado. Se, porém, os teus olhos estiverem doentes, todo o teu corpo andará em trevas”.

No mesmo capítulo, Ele recomenda: “Se perdoardes aos homens as suas ofensas, também o vosso Pai celeste vos perdoará a vós. Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também o vosso Pai vos não perdoará as vossas”.

E para não alongar demais, eis um conselho maravilhoso de Jesus: “Ouvistes o que foi dito: Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, digo-vos: Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem. Fazendo assim, tornar-vos-eis filhos do vosso Pai que está no Céu, pois Ele faz com que o Sol se levante sobre os bons e os maus e faz cair a chuva sobre os justos e os pecadores. Porque, se amais os que vos amam, que recompensa haveis de ter? Não fazem já isso os cobradores de impostos?”. E conclui pedindo que imitemos o Pai celeste que é perfeito!

Fácil, não? É só não pecar com os olhos, perdoar sempre e amar os inimigos. Nossa Senhora fez muito mais que isto! E mesmo pensando ser impossível uma mudança radical de vida, podemos dar um passo por dia. Que tal nos comprometermos em não excluir nenhum irmão do nosso serviço a Deus? Assim, veremos que a união faz a força e faremos também a vontade do Bom Pastor, que sempre chamou suas ovelhas para a missão.

Eis uma linda oração, pedindo bênçãos para o nosso caminho rumo ao Céu. Reze você também:

“Torna-nos puros de coração para contigo parecer. Torna-nos humildes de alma para sermos semelhantes a Ti. Torna-nos amor, Senhor, para podermos amar a todos. Torna-nos verdade, meu Pai, para que possamos conseguir que a mentira não se infiltre no mundo. Torna-nos guerra, Senhor, para podermos exterminar o mal. Torna-nos paz, Mestre, para podermos apaziguar a todos os necessitados. Torna-nos semelhantes a Ti, para salvarmos a humanidade e morrer por nossos irmãos. Amém!”

E uma história relata a vida de um homem muito exigente que procurava encontrar a mulher perfeita para desposar. Os anos passavam e ele não conseguia encontrá-la. Então, resolveu correr o mundo e buscar realizar seu sonho. Depois de muito tempo viajando, finalmente a conheceu: era uma jovem de bela plástica, alegre e de grande espiritualidade. Sem perder tempo, propôs casamento a ela, mas recebeu como resposta:

– Eu só me casarei quando encontrar o homem perfeito!

Pois é, atingir a perfeição é importante para servir a Deus, mas julgar e excluir o irmão nos torna mais imperfeitos.

 

 

PAULO ROBERTO LABEGALINI - Escritor católico. Vicentino de Itajubá - Minas Gerais - Brasil. Professor doutor do Instituto Federal Sul de Minas - Pouso Alegre.‘Autor do livro ‘Mensagens Infantis Educativas’ – Editora Cleofas.



publicado por Luso-brasileiro às 19:38
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links