PAZ - Blogue luso-brasileiro
Quinta-feira, 28 de Outubro de 2021
PAULO R. LABEGALINI - SERVIR COM MUITA ALEGRIA

 

 

 

 

 

 

Paulo Labegalini.jpg

 

 

 

 

 

 

Entre as qualidades que um ser humano precisa para servir a Deus com alegria estão: a bondade, a humildade, a sinceridade e o amor próprio. Duas virtudes são para carregar dentro do peito – humildade e amor próprio – e as outras, de comportamento, devem ser disponibilizadas ao próximo – bondade e sinceridade.

O conjunto das qualidades é importante para o crescimento pessoal e discernimento de diversos problemas na vida de qualquer pessoa. Havendo equilíbrio entre elas, estaremos combatendo no dia a dia uma série de fatores que também impedem a nossa felicidade. Quando erramos, a correção de rota exige o resgate de alguma das quatro qualidades em maior grau.

A verdadeira caridade estará presente nas ações daquele ser humano que possui quatro qualidades no coração. Então, se temos que praticar a bondade, a sinceridade, a humildade e o amor próprio, é tempo de deixarmos tudo o que é velho para trás e buscar somente aquilo que promove a vida.

Temos que ser solidários com o próximo porque Deus é solidário conosco; e isso não deve acontecer de vez em quando, mas continuamente precisamos experimentar o amor do Pai. Ele nos criou para sermos felizes!

E você, como está a sua vida? Caminha junto com os irmãos ou procura chegar sozinho? Pratica a oração e a caridade? Será que estará vivo no ano que vem para ter nova chance de ajudar o próximo? Quem aceita o amor Divino pratica esse mesmo amor com as pessoas, promove a paz e a vida em abundância. Lembre-se: para não cair nas trevas, busque a luz de Jesus – o único caminho para a nossa salvação!

Há uma história de um monge peregrino à procura de um homem que estava com baixa autoestima e vivia em profunda depressão. Logo que o avistou no bosque, percebeu que ele abaixou a cabeça e evitou mostrar sua tristeza. O religioso, então, puxou conversa: ‘O que faz aqui sozinho?’ E ouviu a franca resposta: ‘Sou um ex-criminoso, perdi o afeto dos meus amigos e não tenho esperança de sair da lama em que me encontro. Deixe-me em paz porque sei que ninguém pode me ajudar’.

Sabiamente o monge falou: ‘Mas eu preciso da sua ajuda, meu senhor. Pode ao menos segurar esta corda para eu descer até o riacho e beber um pouco d’água?’ Depois de algum tempo lá embaixo, o monge gritou: ‘Já bebi bastante. Pode puxar’.

Com toda a força, o homem tentou erguê-lo, mas não conseguiu. Tentou novamente, e nada! Foi quando viu que o monge abraçava uma pequena árvore e evitava ser içado. Então, meio bravo, o robusto homem, mesmo deprimido, desabafou em voz alta: ‘Que brincadeira boba é essa? Eu tentando ajudá-lo e você propositalmente resistindo?’ Lá de baixo, o monge respondeu: ‘Só estou retribuindo o que o senhor tem feito com todos que tentam ajudá-lo!’

Portanto, se desejar mudar qualquer tipo de situação, é necessário se desprender das ideias negativas que o impedem de enxergar os melhores caminhos – da justiça e do amor. Ame-se de verdade e cresça espiritualmente a ponto de se alegrar com a felicidade alheia.

Numa palestra que ministrei, contei a história de um filhote de águia que foi achado no mato por um camponês. Sem saber como cuidar dela, ele a criou junto às suas galinhas. Depois de muito tempo, um ambientalista soube da enorme águia que existia no terreiro do camponês e foi conversar com ele:

– Ei, amigo, você não pode tratar esse lindo animal assim como galinha!

– Mas esta águia se tornou uma galinha – disse o camponês.

– De jeito nenhum! Vou provar a você que os instintos dessa ave continuam presentes nela.

Então, o ambientalista levou a águia para cima do telhado e a soltou para que voasse. Ela foi ao chão e voltou para junto das galinhas. Não conformado com o resultado, ele voltou a pegar a águia e a soltou de cima de uma grande árvore. Novamente ela não voou. Foi quando ele a levou para o alto da montanha, fez com que olhasse na direção do sol e a jogou para o alto. Sem encontrar apoio no firmamento, a águia continuou voando por muito tempo.

Também somos a imagem e semelhança de Deus. Às vezes é necessário alguém nos lembrar disso e até nos ajudar com algum empurrãozinho, porém, quando decolamos na fé, as virtudes que estavam guardadas no coração voltam com mais força e alegria.

Nosso Pai nos criou para sermos felizes na Terra e, principalmente, junto Dele no Céu.

 

 

PAULO R. LABEGALINI   -  Cursilhista e Ovisista. Vicentino em Itajubá. Engenheiro civil e professor doutor do Instituto Federal Sul de Minas (Pouso Alegre - MG).



publicado por Luso-brasileiro às 11:27
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links