PAZ - Blogue luso-brasileiro
Segunda-feira, 30 de Março de 2015
PAULO ROBERTO LABEGALINI - AS NOSSAS OPORTUNIDADES

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um homem queria se casar com uma mulher perfeita. Anos se passaram e essa pessoa não aparecia; então, ele resolveu viajar o mundo à procura de sua futura esposa. Na Espanha, encontrou uma jovem fisicamente perfeita, mas não tão bonita interiormente. Na Grécia, a cultura de uma outra o impressionou, mas sua plástica não era tão bela.

Somente após procurar anos e anos, ele conheceu na Índia a tão sonhada mulher perfeita. Era linda por fora e por dentro, também era muito alegre e caridosa, enfim, tudo aquilo que ele imaginava encontrar numa só pessoa. Ao lhe propor casamento, ela não aceitou porque disse que só se casaria no dia em que encontrasse o homem perfeito.

Conto isso para concluir que o critério de perfeição é muito subjetivo. Quando tentamos administrar o tempo, normalmente não conseguimos cumprir um planejamento de atividades diárias exatamente como foi elaborado porque nem tudo está sob o nosso controle. Perfeito, só Deus!

Logicamente que toda atividade que estabelecemos prioridade máxima tem muita chance de se realizar. Servir o próximo, por exemplo, é prioritário para você? Infelizmente, não é somente a moedinha que colocamos na coleta da missa que vai mudar a vida de alguém, mas principalmente a nossa disponibilidade à caridade. Ou nos amamos sem exclusão, ou o Plano de Deus não se realizará na Terra!

Outra história diz que dois amigos vinham do trabalho caminhando por uma estrada de terra quando viram um grão de milho à frente. Surpreso com o fato, um deles comentou:

– Veja, encontramos a nossa mina de ouro! Se plantarmos este grão, nascerá um pé de milho; debulhando as espigas e voltando a plantar, teremos uma roça de milho; depois, debulhando novamente todas as espigas e plantando, teremos uma lavoura de milho e seremos grandes produtores!

– Puxa, como você é esperto! – respondeu o outro. – Mas não quero ser seu sócio porque não gosto da sua ganância. Assim que crescer o primeiro pé de milho, quero pegar as minhas espigas e cuidar da minha roça sozinho.

– Ah, é assim que você me agradece? Então, vamos fazer um contrato para não deixar dúvidas da parte de cada um. E também não aceito plantar este milho no seu quintal porque não sei se vai cuidar bem do nosso investimento.

Enquanto a discussão prosseguia, uma galinha passou por eles e comeu o milho!

Veja, podemos imaginar o grão como sendo as oportunidades que temos na vida e a galinha representando o tempo. Se não aproveitarmos cada boa oportunidade na hora certa, o tempo a levará embora. Por isso, é importante nos conscientizarmos que: as nossas lembranças ficaram no passado, as nossas esperanças estão no futuro, mas todas as oportunidades sempre estarão no presente. Quem não servir a Deus hoje, perderá mais uma grande oportunidade de se aproximar do Céu.

E como sempre fiz, não perdi esta chance de contar algumas histórias e convidar você a praticar o bem. Como caridade é um gesto de amor, quanto mais você rezar o terço e refletir os Evangelhos, melhor preparado estará o seu coração.

Se tanta gente ajuda tanta gente em tantas oportunidades, dá para administrar o tempo e fazer a sua parte, concorda? Porém, nem toda oportunidade deve ser aproveitada sem medir as consequências. Há casos que nos trazem muita satisfação, mas são bloqueadores da nossa salvação, como este exemplo:

O marido disse à esposa:

– Meu bem, ao invés de irmos à missa, vamos pegar um cineminha?

Ela respondeu:

– Não.

E foram felizes para sempre.

 

 

 

PAULO ROBERTO LABEGALINI - Escritor católico, Professor Doutor da Universidade Federal de Itajubá-MG. Pró-reitor de Cultura e Extensão Universitária da UNIFEI.



publicado por Luso-brasileiro às 10:40
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
arquivos

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links