PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sábado, 27 de Maio de 2017
SONIA CINTRA - QUANTOS ANOS TENHO ?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sonia.png

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  Outro dia recebi pelo WhatsApp de uma jovem professora do Ensino Médio, participante do Clube de Leitura-CJ, o texto de José Saramago, transcrito a seguir.

“Tenho a idade em que as coisas são vistas com mais calma, mas com o interesse de seguir crescendo. Tenho os anos em que os sonhos começam a trocar carinhos com os dedos e as ilusões se transformam em esperança. Tenho os anos em que o amor, às vezes, é uma chama louca, ansiosa para se consumir no fogo de uma paixão desejada. E em outras, uma corrente de paz, como um entardecer na praia. Quantos anos eu tenho? Não preciso de números para marcar, pois meus anseios alcançados, as lágrimas que derramei pelo caminho, ao ver meus sonhos destruídos…Valem muito mais que isso. Não importa se faço vinte, quarenta ou sessenta! O que importa é a idade que eu sinto. Tenho os anos de que preciso para viver livre e sem medos. Para seguir sem medo pelo caminho, pois levo comigo a experiência adquirida e a força de meus anseios. Quantos anos tenho?  Isso não importa a ninguém! Tenho os anos necessários para perder o medo e fazer o que quero e sinto”.

O texto do Nobel de Literatura me faz refletir sobre várias questões, dentre elas sobre o tempo que passa, sobre a idade que avança e sobre os receios que ela traz a reboque, sobretudo a solidão, a doença e a morte. Diria, sobre o tempo que passa deixando marcas, pedrinhas coloridas, que podem apontar caminhos para outros na senda da vida; sobre a solidão, às vezes, tão desejado momento de estar a sós consigo para reviver lembranças e descartar desilusões; sobre a doença, a dor causada e o transtorno alheio; sobre a morte, o preparo consciente para a despedida dessa jornada, e quiçá, ingresso na próxima, tendo em vista a espiral ascendente da evolução moral. No mais, os valores adquiridos na convivência e aprendizado com pessoas de bom senso, bom coração, boas intenções e boa vontade tornam-se parâmetros do amor que a tudo ilumina.

Se o tempo pudesse realmente ser medido por presente, passado e futuro, diria que somos nós quem por ele passamos, carregando a bagagem dessa humanidade de que somos constituídos e com os olhos voltados para o além que move nossos passos, ergue nossa cabeça e expande nossa chama interior até as raias do atemporal. Saramago, com sua sinceridade transcendente, não só decreta sua liberdade para fazer o que sente e quer, como nos estende a mão, através da escrita, para a viagem no tempo.

 

 

 

SONIA CINTRA    -    É doutora em Letras Clássicas e Vernáculas pela Universidade de São Paulo. Pesquisadora da Cátedra José Bonifácio - IRI/USP e membro efetivo da UBE. Fundadora e mediadora do Clube de Leitura da Academia Paulista de Letras e do Clube de Leitura Jundiaiense. Ex-presidente da AJL, oradora da Aflaj e madrinha do Celmi. Pós-graduada em Educação Ambiental, ensaísta e articulista de jornais, revistas e blogs nacionais e internacionais. Tem 13 livros publicados com tradução para o italiano, francês e espanhol.

 



publicado por Luso-brasileiro às 19:08
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links