PAZ - Blogue luso-brasileiro
Sábado, 31 de Agosto de 2019
VALQUÍRIA GESQUI MALAGOLI - DESCONECTADOS

 

 

 

 

 

 

 

 

Valquiria Malagoli.jpeg

 

 

 

 

 

 

 

 

Espanta-me quando, pouquíssimas vezes, andando por aí, algum jovem desconhecido me cumprimenta.

Caso o faça formulando uma frase, tanto mais impressionada fico. Felizmente impressionada pelo gesto; infelizmente pelo mesmo tanto me impressionar.

A cada dia que passa, as novas gerações, tão conectadas!, mais se desconectam não apenas da cordialidade implícita nas relações humanas, na socialização em si, mas, no fazê-lo elaborando mais do que duas palavras. Sobretudo quando essas são de fato palavras e não o que delas se vem fazendo, seja pelo imediatismo seja pelo deslumbramento com a novidade.

Até pela raridade do cumprimento em si, já me alegro a um simples “e aí?”, que na verdade se escreve “e aeeeehhh?”. Isso quando escrever for inevitável, pois, escrever nos dias de hoje é... como direi? Nem sei como... fogem-me as palavras...

Fogem-nos as palavras na mesma medida em que fogem seus significados. E, nisso, sua utilidade. E sua diversidade. Pra que tanto variar, se tudo dá no oco.

Sim, no oco. Pois, ninguém – de qualquer geração – quer ouvir.

“As pessoas não querem ouvir a sua opinião. Elas querem ouvir a opinião delas saindo da sua boca.”. Essa frase facilmente “viraliza” na internet, mas, como tantos outros textos, mais se espalha do que propriamente contamina.

Palavras ainda há e muitas. No entanto, seu poder transformador... hummm... esse vem desaparecendo... desaparecen... desap...

Comecei esse artigo citando jovens desconhecidos, porque os conhecidos naturalmente deveriam cumprimentar-se entre si e a nós, os mais velhos, por respeito, por hábito, por força do hábito.

Ocorre que se nem sequer os hábitos têm agora força... quem dirá esses outros substantivos aí... tão abstratos quanto abstraíveis. À falta de palavra que compreenda a força faltante às palavras que nos restam... criam-se novas. Quantos elas durarão... quem sabe?

Dia desses, durante minha corrida matinal diária, um rapazinho que eu nunca tinha visto, bastante suado, não conseguindo exprimir-se de outro modo – à falta de fôlego – levantou a mão direita, sorrindo. Eu pude ler “bom dia!”.

Só não pude, por minha vez, retribuir senão com um sorriso, identicamente pela falta de fôlego – de emoção!

 

 

 

Valquíria Gesqui Malagoli, escritora e poetisa, vmalagoli@uol.com.br



publicado por Luso-brasileiro às 11:14
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
arquivos

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

pesquisar
 
links